Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Problemas amorosos e familiares: 7 mais destrutivos

Todas as famílias têm problemas, mas nem sempre sabem como superá-los. Então, confira os sete problemas amorosos e familiares mais destrutivos e como resolvê-los.

Todas as famílias têm problemas, mas a maneira como elas lidam com eles fortalece a união entre os membros. No entanto, nem sempre os familiares sabem como resolver dificuldades que, muitas vezes, são graves. Hoje nós conheceremos os sete problemas amorosos e familiares mais destrutivos e, se possível, como resolvê-los.

1. Quando a família de origem se intromete

É possível afirmar que muitas pessoas sofrem com problemas amorosos e familiares por causa das suas famílias de origem. Tudo porque o casal permite que seus familiares se intrometam no casamento. Assim, os familiares entram em atrito, à medida que essas intrusões se tornam cada vez mais comuns. Como resultado, o casal passa a discutir, visto que:

  • O casamento deles possui uma dinâmica própria que foi desrespeitada;
  • é provável que as famílias de origem criem atritos sem necessidade, seja de propósito ou não;
  • os problemas das famílias de origem passam a ser do casal, que precisa se distanciar.

A fim de lidar com essa situação:

  • Assim que um membro da família se casa, ele inicia a própria família. Embora a família de origem não deva ser esquecida, é preciso considerar que ela se torna uma prioridade secundária;
  • parente não é família. Logo, o casal nunca deve permitir que os parentes interfiram na nova dinâmica familiar;
  • se a relação é saudável, o casal se protege para que jamais sofra interferência dos parentes.

2. Vícios: problemas amorosos e familiares

De acordo com linguistas, um vício é um hábito que se repete com frequência e causa problemas. Então, um cônjuge viciado, com certeza, é um dos maiores problemas amorosos e familiares que existem. Afinal, o viciado quase sempre dá preferência ao vício em vez de cuidar das suas responsabilidades com os outros.

Assim, os viciados que mais causam problemas familiares são:

  • Alcoólatras: tornando a embriaguez algo inconveniente;
  • dependentes químicos: colocando a si e ao parceiro em risco;
  • fumantes: afetando a própria saúde e a dos demais familiares;
  • jogadores que fazem apostas com dinheiro: colocando as finanças do casal em risco;
  • aqueles que assistem muita pornografia: adquirindo compulsões.

A princípio, se o cônjuge viciado não quiser sacrificar o casamento, ele precisa reconhecer os prejuízos do seu vício. Em seguida, ele deve buscar ajuda terapêutica a fim de superar as suas dependências. Por isso, o apoio do parceiro é essencial para fortalecer o dependente nessa fase.

3. Educação dos filhos

Se os pais discutem a respeito da educação dos filhos surge um dos maiores problemas amorosos e familiares. Muitos adultos não chegam a um consenso para definir a educação das crianças. Como resultado, elas ficam expostas a discussões e brigas que prejudicam o desenvolvimento dos pequenos.

Dessa forma, os adultos devem ser maduros e responsáveis assim que conversarem a respeito da educação dos filhos. Como se trata do futuro da criança, nada mais justo que os pais reconheçam as melhores escolhas para ela.

4. Saúde um dos principais problemas amorosos e familiares

Muitas pessoas não lidam bem com complicações de saúde. Assim, podem, sem querer, enfrentar problemas amorosos e familiares. Já que cuidar de um familiar doente é complicado, muitas pessoas acabam com o emocional desgastado. Em parte, o conflito acontece por causa de:

  • Cuidados indispensáveis: pessoas com problemas de saúde delicados precisam de dedicação, esforço, muita atenção e tempo. Nem sempre o parceiro ou familiares estão muito dispostos a cuidar uns dos outros;
  • tensão emocional: por causa do estado de saúde negativo de um familiar os outros membros podem desenvolver um péssimo humor. Dessa forma, as pessoas, mesmo que não queiram, podem criar conflitos ocasionados pela tensão emocional.

5. Infidelidade

Assim como outras pessoas, talvez você considere a traição uma atitude bastante grave. Nesse sentido, trair um cônjuge não diz respeito apenas as relações íntimas, mas também a quebra de confiança entre parceiros. Esse é, sem dúvida, um grande obstáculo para as pessoas resolverem problemas amorosos e familiares.

Leia também:  Terapia floral: como funciona?

O parceiro que foi traído sempre fica ressentido em relação à falta de comprometimento do outro. Além disso, ainda que muitas pessoas traídas não admitam, ser traído é bastante doloroso. Tanto que muitos cônjuges se divorciam por causa da infidelidade dos parceiros. Embora hajam exceções, os casais quase sempre se separam porque não suportam o fato de serem traídos.

6. Problemas financeiros

Muitos parceiros enfrentam problemas amorosos e familiares sempre que o assunto envolve dinheiro. Em primeiro lugar, nós destacamos o egoísmo e ganância dos cônjuges em relação ao dinheiro. Além disso, muitas pessoas usam o dinheiro para controlar e manipular a família.

Em segundo lugar, muitos cônjuges dão motivo para brigas porque gastam mais do que deveriam. Segundo pesquisadores, o número de pessoas endividadas têm aumentado bastante nos últimos anos. Como resultado, muitos parceiros se veem obrigados a pagar a dívida dos cônjuges, acumulando motivos para brigar.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

Nesse caso, os parceiros precisam ter bom senso em relação as finanças e responsabilidades com o dinheiro. Além deles conversarem e serem conscientes sobre os gastos, nunca devem investir em compras fúteis. Logo, os parceiros devem agir como tal em todos os aspectos da relação.

7. Violência doméstica

Um dos principais problemas amorosos e familiares, senão o principal, é a violência doméstica. Se uma pessoa se dispõe a agredir a outra é porque perdeu a sua razão e a capacidade de argumentar. Independente do motivo, um cônjuge jamais deve agredir o seu parceiro ou familiar.

Mesmo assim, todos os dias nós recebemos notícias de agressão física, emocional e mental entre familiares. As mulheres são as maiores vítimas e como resultado muitas sofrem com sequelas no corpo e na alma. Enquanto isso, os filhos também sofrem e podem sofrer com problemas de desenvolvimento pessoal.

É importante que as pessoas se conscientizem que esse tipo de comportamento tende a se repetir. Dessa forma, as vítimas precisam se proteger e tomar as devidas providências contra o agressor. É compreensível que muitas pessoas sofram ao buscarem ajuda, mas em muitos casos elas correm risco de vida.

Considerações finais sobre problemas amorosos e familiares

Sabemos que lidar com problemas amorosos e familiares nunca será tarefa fácil. Mesmo assim, os familiares devem tomar atitudes necessárias para que a família não se dissolva. Ainda que seja uma tarefa complicada, em muitos casos, os familiares ainda podem curar a relação.

No entanto, os cônjuges sempre devem reconhecer o quanto a relação faz mal para a saúde deles. Se for o caso, eles devem considerar a separação como a melhor maneira de se preservar e resolver seus conflitos. Ambos possuem responsabilidades mútuas, mas, às vezes, a melhor maneira de ser feliz é ficar sozinho.

Se você quer uma ferramenta eficaz para lidar com problemas amorosos e familiares se inscreva em nosso curso online de Constelação. Dessa forma, você pode desenvolver autoconhecimento, potencial interno e melhorar os seus relacionamentos. Se você deseja transformar as suas relações e mundo ao redor, garanta já a sua vaga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 7 =