Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

O que é uma pessoa vingativa e como controlar-se? Pratique

Todos nós nos lembramos de algum episódio em particular em que fomos feridos, maltratados ou mesmo traídos. Pensando em retribuir essa dor, a vingança pode tomar conta de nossas ações e nos mover em direção ao caos. Por isso, entenda melhor o que é uma pessoa vingativa e como lidar com ela.

O que é uma pessoa vingativa ?

Pessoa vingativa é alguém que guarda uma raiva, ódio, inveja ou rancor de alguém e deseja revidar. Tudo acontece porque se sente injustiçada e não possui um controle sobre as suas emoções para se livrar dessa angústia. Com isso, vai se esforçar para que o outro também sinta o que ela vem carregando.

É difícil para esse tipo de pessoa experimentar a felicidade enquanto carrega uma visão pessimista da vida. A todo o momento é banhada por uma sensação de que nada pode ou vai dar certo para ninguém. Nisso, já que não consegue ser feliz, impede com que os outros possam ter qualquer chance.

No momento em que é abalada por qualquer pessoa, trama maneiras de devolver toda a carga que vem sentindo. Ou seja, ela acredita quai vai se sentir melhor em prejudicar alguém, o que não é verdade.

A felicidade como moeda de troca

Uma pessoa vingativa é capaz de abrir mão da própria felicidade para que consiga se vingar de outra pessoa. Mesmo que esse sentimento seja pertinente, é recomendado não ceder à tentação de prejudicar quem nos prejudicou. Além de ferir o outro, acabamos espelhando essa nova dor em nós mesmos, já que também não saímos ganhando.

Não há como causar sofrimento em alguém e acreditar que ficaremos bem com esse desfecho. Suas dores internas vão continuar abertas, a não ser que você se permita a cura. Ainda que assistir o outro sofrendo cause prazer instantâneo, a dor que tem carregado não vai ser diminuída por isso.

Vale frisar que esse desejo por vingança em tentar reparar o erro de alguém é, na verdade, a necessidade de punir disfarçada. Como deve imaginar, é uma meta bastante destrutiva e desagradável de se alimentar. De forma gradativa, essa pessoa se torna refém de assistir o sofrimento do outro, tornando isso um comportamento patológico.

Características

É relativamente fácil reconhecer uma pessoa vingativa próxima a nós. Isso porque o relacionamento com ela costuma ser tóxico e bastante sensível, além de desagradável. Preste atenção em sinais como:

Falta de empatia

Quando a raiva surge e permanece, a empatia é deixada de lado imediatamente e por isso não se importa com o sofrimento que vai causar em outra pessoa. Esse é um dos objetivos de vida e qualquer reação que bloqueie isso é descartada de forma imediata.

Má gestão emocional

O fluxo e controle das suas emoções costuma ser fraco e sensível, de modo que seja muito simplista à sua raiva. Ela quer que o outro seja punido, concretizando isso ou não ao longo do tempo. Independentemente disso, as sensações permanecem e continuam a machucá-la por dentro e a deixando fragilizada.

Dificilmente perdoa e esquece

O rancor que pode sentir por alguém é tão grande que o perdão raramente é cogitado para acontecer. Uma pessoa vingativa nunca esquece, vivendo presa a um passado que apenas causa dor em sua parte interna. Mal entende que o perdão é para dar paz a ela mesma.

Insegurança

Sente uma insegurança contínua sobre as experiências que possui, especialmente a que causou grande mágoa. Quando seus relacionamentos passam por complicações não consegue achar um ponto de equilíbrio e seguir em frente.

Assim, não consegue se desenvolver e encontrar valor nas lições dadas pelos desafios da vida.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Não vale a pena se vingar

    As pessoas entregam as outras tudo aquilo que guardam em si, seja algo bom ou não. No caso, se alguém te feriu de alguma maneira é porque isso era o que ela tinha a oferecer naquela oportunidade. Sem contar que o nosso comportamento acaba traçando o nosso futuro e nos aproximando daquilo que espalhamos pelo mundo.

    Pessoas que enganam, são falsas ou tiram proveito dos demais vão encontrar um ponto de bloqueio em suas vidas. O próprio caminho que traçaram será responsável por devolver aquilo que usaram para construí-lo. Por outro lado, alguém que pratica o bem está mais livre para aproveitar a vida e o que ela tem a oferecer.

    Apesar de parecer simplista, afirmamos que se vingar de alguém, por mais tentador que seja, não vale a pena. Isso não fará com que a dor possa ir embora e ainda vai deixar você no mesmo nível do agressor. Portanro, gaste a sua energia tentando ser feliz, alimentando pensamentos, emoções e atitudes que construam uma vida melhor a você.

    Perdoe

    Para uma pessoa vingativa o ato de perdoar é uma tarefa quase impossível, dado o seu apego pela dor. Contudo, ele serve justamente para liberá-la e diluir os sentimentos ruins que vem cultivando ao longo do tempo. No momento em que decide perdoar interna e/ou externamente, está abrindo passagem para que a sua dor possa ir embora.

    Sim, sabemos que perdoar o outro não significa que você vai esquecer, mas te solta daquilo que te prende negativamente. Por meio disso pode transformar a dor que sente e dar passagem a coisas positivas vinda dela, como o aprendizado. Mesmo que uma situação seja dolorosa e sensível, é possível encontrar um novo significado à sua vida após isso.

    Lembre-se que mesmo os momentos ruins podem nos dar algo importante para pensar, refletir e evoluir. Não, não estamos romantizando tragédias, mas delas podem nos dar ensinamentos valiosos sobre nós mesmos e a vida. Entenda que o perdão vai te ajudar a amadurecer e crescer, te deixando mais forte, resiliente e corajoso a outros desafios.

    Vingança X Justiça

    Aos olhos de uma pessoa vingativa, a vingança e a justiça são a mesma coisa diante do que aconteceu. Quem lhe causou mal precisa pagar por suas ações e sentir a mesa coisa. Porém, consegue notar que há um desejo egoísta de retribuir exatamente ou até mais da dor que sente?

    Muitas pessoas acabam justificando suas ações de declínio ao outro com base no que ele causou, se eximindo de responsabilidades. Ou seja, “sou uma vítima injustiçada que merece dar o troco e equilibrar as coisas”. Assim, essa pessoa não vai medir esforços ou meio de prejudicar o outro da maneira que bem entender.

    Entenda que o ato de se vingar pode causar um gosto amargo em sua vida, mesmo que seja movido por isso. Claro que não precisa ser passivo e deixarem que te façam mal, mas sempre há escolhas.

    Como lidar com essas pessoas?

    Se você não é a pessoa vingativa, pode ajudá-la a sair dessa paixão pela retribuição e ter uma vida melhor. Claro que as dicas abaixo valem para você também, caso pense na vingança algum dia. Tente começar por:

    A vida pode ser mais leve

    Frequentemente o vingador critica as ações de quem lhe causou mágoa graças ao seu rancor. É preciso que ele não mergulhe em seu sofrimento e desrespeito e enxergue outras possibilidades na vida. Em vez de tentar criar um ambiente hostil, é preciso investir no próprio crescimento enquanto trabalha a sua dor.

    Somente um fica prejudicado

    Após conquistar a sua vingança, uma sensação de vazio vai tomar conta e o mal-estar do vazio surgirá. Nisso, a sensação de felicidade e realização vão ser consumidas por sentimentos internos tão negativos quanto sua revanche. Embora o outro tenha recebido um golpe, o agressor também sairá ferido e marcado desse confronto.

    Assim, é preciso ter consciência do valor do perdão como forma de permitir que a dor se vá e você fique seguro.

    Discussões não resolverão o problema

    Quem possui pensamentos de vingança e deseja o confronto precisa se afastar do outro o quanto antes. Isso vai evitar que mergulhe em discussões sem necessidade, prolongue a sua dor e ainda te faça o vilão da história. As outras pessoas, inclusive contatos profissionais, vão se manter ao seu lado se você continuar firme em cuidar de si mesmo.

    Ademais, não vale a pena brigar com quem te causou qualquer mal.

    Considerações finais sobre a pessoa vingativa

    A pessoa vingativa acredita que possui o direito de retribuir a dor que sente e nada mudará isso. Todavia, além de machucar o outro, se coloca em uma posição de risco desnecessária e que limita a própria vida.

    Em vez de encontrar o caminho da vingança, se esforce para ser a melhor versão de si mesmo que puder. Perdoar, embora difícil, é a chave que precisa para abrir os portões do seu encarceramento.

    Um modo de fazer isso e ter resultados satisfatórios é com a ajuda de nosso curso online de Constelação familiar. As aulas te darão o material que precisa para refletir sobre a sua vida e tentar buscar aquilo que te falta e agrega. O autoconhecimento adquirido, juntamente com o interesse de  mudanças, farão uma pessoa vingativa se tornar uma pessoa em prosperidade existencial.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    treze − quatro =