Constelação Familiar

Hipocondria: como a Constelação enxerga o tema?

A hipocondria se caracteriza como um estado mental em que o indivíduo acredita, de forma infundada, que tem uma doença grave. Contudo, o que muitos não enxergam é que a verdadeira natureza do problema se encontra no campo familiar. Vamos entender melhor como a Constelação enxerga o problema e como tratar problemas com essa psicoterapia impacta nossas vidas.

A imagem da doença

A hipocondria marca a vida de uma pessoa muito mais do que a noção popular de um simples apego a remédios. Existe algo além desse desejo de estar doente e isso se liga diretamente com rompimentos na família. Por conta de uma exclusão ou esquecimento na família, um indivíduo tem buscado essa fragilidade física ou mental.

A figura da doença se manifesta diretamente de acordo com o rompimento efetuado. Inconscientemente, uma pessoa acaba tomando para si uma dor gerada pelo afastamento do outro. O tipo de relacionamento que mantinham se revela diretamente através dos sinais que ele procura no corpo.

Esse tipo de situação passa a ser melhor resolvida quando se olha para a questão e a compreende. Caso esse movimento em direção da compreensão seja feito, a procura por sintomas da hipocondria é encerrada. Se o procedimento dor feito do modo certo, o problema pode até desaparecer, fazendo com que o ex-hipocondríaco tenha mais qualidade de vida.

Por que a sensação não passa?

O significado de hipocondria envolve também uma insistência do indivíduo em permanecer “doente”. O campo familiar é uma existência que não podemos apagar de nossas vidas em qualquer circunstância. Ao mesmo tempo em que corre por nós, alimentamos ele de forma similar e sequenciada.

Por isso que as gerações atuais mantém esse comportamento por lealdade ao sistema familiar. Essa identificação com algum trauma ou rompimento do passado gera um sistema de perpetuação danosa na vida do indivíduo. Assim, ele buscará demonstrar esse peso por meio de quedas simuladas em sua saúde.

Ainda por conta do campo familiar, o indivíduo é movido a repetir as mesmas situações em sua vida. Em vez de caminhar como quem progride, a pessoa retrocede para determinado período no tempo de seu histórico familiar. Nada na vida acontece de um jeito tão fácil.

Sintomas

Falar sobre hipocondria, sintomas característicos, entre outros aspectos é praticamente impossível sem abordar os fatores clínicos do problema. Embora tudo surja do campo familiar, um estudo paralelo da terapia comum, a reação dos constelados é a mesma. Por isso que guardam os mesmo sintomas, sendo eles:

Obsessão sintomática

Passam boa parte do seu tempo procurando sintomas fora do comum para denunciarem qualquer doença. Isso, aliás, é parte de sua rotina, já que qualquer alteração recebe atenção exagerada.

Auto-observação constante do corpo

De forma ansiosa, o hipocondríaco se observa fisicamente de forma constante e obsessiva. Esse tipo de reação pode gerar a impressão de comportamentos compulsivos e que podem causar desconforto em outras pessoas. Você conseguiria ignorar alguém que olhas os braços, pernas, costas ou pescoço constantemente?

Descrença em diagnósticos

Esse é um dos sintomas mais comuns, pois o indivíduo não se convence de que é saudável fisicamente. Na hipocondria, relatos de pessoas que saíram de um consultório e foram para outro são bastante comuns. Elas procuram alguém que comprove o que elas pensam sobre si mesmas.

O ciclo nunca acaba… A não ser que queira

É normal você querer eliminar um resfriado, dores ou mesmo doenças graves de seu corpo. Você acredita que assim terá a paz e alívio que procura e, neste caso, está com a razão. O problema é que não se pode fazer o mesmo com as pessoas que fazem parte da sua vida.

Quando se fala em hipocondria, sintomas físicos imaginados não desaparecem até que o desejo de exclusão faça o mesmo. Enquanto esse distanciamento perdurar, um hipocondríaco ficará preso nessa corrente de automutilação. Isso vai gerar um grande movimento na roda de sua vida e manchar o seu campo familiar. Entretanto, a Constelação familiar é capaz de prover um novo olhar sobre o que acontece no sistema.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Sobre as doenças de verdade

    Na Constelação, quem não possui tanta clareza do assunto pode cometer alguns equívocos de julgamento. Em suma, existe uma certa generalização a respeito da origem dos sintomas envolvidos. Porém, isso não é o recomendado a fazer, já que, apesar das semelhanças, cada caso é um caso.

    Por exemplo, uma mulher teve um rompimento muito forte com a própria mãe. Na Constelação, a mãe é o principal alimento energético para que nós possamos prosperar em qualquer área da vida. Por causa da falta de conciliação com a sua mãe, essa mulher desenvolveu um câncer de mama.

    Mas isso não significa que todas as mulheres e homens com câncer de mama estão brigados com suas mães, da mesma forma que nem todos os depressivos possuem a ausência dos pais em suas vidas. Como é de conhecimento comum, um depressivo pode viver camuflado em um lar amoroso e completo.

    Como lidar com a doença?

    Os tratamentos para hipocondria devem ser seguidos à risca e não devem ser descontinuados. A recompensa por esse esforço em se libertar dessa corrente é uma vida mais sadia e aberta a entendimento. Assim, quando pensar em como tratar a hipocondria:

    Procure ajuda profissional

    Em primeira mão, um psicólogo poderá te ajudar a entender melhor a situação que o acomete. Se necessário, haverá encaminhamento a um psiquiatra para a prescrição de terapias ou remédios. Assim que isso for feito, uma sessão de Constelação terminará de completar sua busca.

    Pesquise coisas boas

    Um erro bastante comum do hipocondríaco é procurar pelos sintomas que possui na internet, hábito esse chamado de hipocondria digital. Sem um profissional do lado, é plenamente possível que esteja procurando problemas mais graves do que aqueles que julga ter. Em vez disso, procure saber sobre a alimentação e exercícios e como eles podem te beneficiar, por exemplo.

    Veja o real tamanho do problema

    Evite ceder ao desespero que o acompanha e passe a enxergar a realidade ao redor. Questione-se sobre a quantidade de vezes em que esteve certo sobre uma situação. Assim, vai começar a entender que esses pensamentos sobre doenças não são reais.

    Nesse contexto, a Constelação vai te ajudar a enxergar dinâmicas ocultas que empurram suas escolhas a uma lealdade nociva. Lembre-se que tanto a lealdade quanto o amor pela família podem ser cegos. Por meio do trabalho sistêmico, veremos os caminhos sofridos da nossa história, os respeitaremos e entenderemos nossos papéis nisso.

    Considerações finais sobre hipocondria

    Uma forma de entender o que é hipocondria é observar a forma como ela nos transforma e controla. Sendo um efeito grave de um rompimento familiar, buscaremos por lealdade reinterpretar tal episódio. Aqui se instala um aprisionamento pessoal que busca se mutilar de forma ilusória, mas tão prejudicial quanto à realidade.

    Mas a Constelação consegue trazer o diagnóstico que o indivíduo realmente precisava ouvir e ver. Ainda assim, é preciso deixar claro que tratamentos convencionais não devem ser deixados de lado em pro dela. O propósito aqui é fazer o constelado ter mais opções para entender como lidar com sua vida.

    Se está nessa busca, inicie agora mesmo em nosso curso de Constelação familiar 100% online. Através dele, encontrará a clareza que precisa para alimentar o seu autoconhecimento e desenvolver suas habilidades naturais. Ao contrário da hipocondria, encontrará cada vez mais sintomas positivos de que sua vida está melhorando.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    6 − um =