Constelação FamiliarTranstornos

Como superar traumas através da Constelação Familiar?

Não é fácil para ninguém precisar lidar com seus traumas, independentes de quais sejam. Entretanto, permanecer nesse momento de dor significa estancar a sua existência em um único momento. Vamos te indicar como superar traumas por meio da Constelação familiar.

Os traumas de uma relação

O ser humano está sujeito a interações diárias e independentemente da densidade delas, as mesmas podem afetá-lo. Mais especificamente, os relacionamentos afetivos tomam uma proporção muito maior quando machucam a ambos. Consequentemente, isso alimenta feridas internas e difíceis de fechar, os traumas.

Embora haja traumas decorrentes de situações ambientais, como catástrofes e acidentes, o ser humano machuca os outros constantemente. Um pai que agride os filhos os torna frágeis e agressivos, por exemplo. Uma mulher que humilha o marido dá a este uma imagem de si mesmo como incapaz.

Independente da origem, é preciso que cada um tome a iniciativa de superar traumas e viver bem. Não é errado ter problemas e não conseguir lidar com eles sozinho. Porém, isso não significa desistir de si mesmo, ceder às suas feridas e não tentar superar os traumas.

Causas do trauma

Existem diversas causas que justificam os tipos de trauma em uma pessoa. A natureza dele determina diretamente a ferida que uma pessoa carrega, ainda que cada uma carregue a sua. As raízes mais comuns são:

  • violência;
  • abusos;
  • perdas.

E agora, vamos conhecer melhor cada uma delas nos tópicos a seguir.

Violência

Como no exemplo acima, a violência é um dos principais traumas em uma pessoa. A agressão física e psicológica em um indivíduo abala completamente a sua estima por sua existência. Não raro, se torna comum  que a vítima repita os movimentos do agressor quando exposta a situações parecidas.

Abusos

Além da violência, os abusos físicos, mentais, emocionais e sociais também geram feridas que impedem de superar traumas. Chamamos atenção especialmente para membros pertencentes a minorias, que são alvos constantes de ataques e perseguições. Essas interações aterradoras costumam ser uma das maiores barreiras para superar traumas porque o julgamento alheio ainda condena.

Perdas

Perder pessoas muito próximas costuma desequilibrar profundamente um indivíduo. Por mais que se prepare, a dor real da perda é algo muito difícil de ser trabalhado. Mesmo com anos lidando com isso, muitos ainda carregam dificuldades de superação.

Principais traumas

Não existe uma tabela padronizada das feridas que podem gerar traumas. Cada um de nós reage de forma diferente a um mesmo estímulo e isso impacta diretamente em como vamos escolher superar traumas. Os principais catalizadores acabam sendo:

Familiares

Tanto a família, como amigos e amantes, podem ajudar na elaboração de machucados internos. Muitas pessoas se mostram ressentidas com aqueles que foram muito próximos e não conseguem perdoar. Assim, permanecem na espiral de dor e sofrimento que a adoeceram.

Profissionais

Levar um golpe profissional não é nada fácil, especialmente quando se acredita na estabilização. Não apenas por perder um negócio, mas se sentir humilhado no próprio ambiente de trabalho. Graças a isso que muitos se afastam e não conseguem se refazer como poderiam.

Acidentais

Eventualidades podem tirar o ar da vida de um modo catastrófico. Seja acidentes, doenças e até a ideia da morte, nem todos se mostram aptos a encararem esses desafios de forma resiliente. Pense na criança que perdeu a casa ou os pais numa tempestade ou alguém que perdeu um ente querido num acidente de carro.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Impactos

    Não é fácil para todos aprenderem a superar um trauma, já que os mesmos sugam a atenção que poderia ser dedicada a atividades produtivas. Isso porque estão tão concentrados em olhar para a dor e senti-la que fogem da solução dela. Já se tornaram reféns de uma dor que não conseguem abandonar.

    Além disso, uma consequência bastante evidente é a falta de fé em si mesmo. Uma pessoa traumatizada não se sente capaz de alcançar as suas metas e se frustra facilmente com os fracassos alcançados. A confiança abalada dela em si mesma a faz se sentir menor e com consciência disto.

    Sem contar que o trauma não superado pode deixar os indivíduos mais agressivos. As vítimas utilizam desse recurso porque querem se desvencilhar de novas tentativas de abuso. mesmo pessoas que sabem de sua história podem ter dificuldades em aceitar essa reação.

    O tratamento

    A melhor forma de superar traumas é com a ajuda externa da psicoterapia. Através do tratamento, conseguirá uma melhor condução de sua postura e administração das emoções. O uso da Constelação Familiar é altamente recomendado aqui.

    Os traumas podem ser revisitados através das sessões de Constelação familiar. Você não apenas compreende a situação, mas encontra o seu lugar próprio nela. Por meio dessa clareza você pode se libertar da dor enquanto respeita os eventos que aconteceram em sua vida.

    O poder das metas

    Um dos melhores ingredientes para lidar com os traumas é a criação de uma meta. Esse tipo de recurso acaba por dar um novo significado para a sua vida e repaginar as suas escolhas. Por isso que um planejamento de médio e longo prazo focaliza suas energias para algo construtivo.

    Os traumas existem de acordo com a nossa capacidade de lidar com o momento que causa a dor. Por causa disso alguns se recuperam mais rápido enquanto outros continuam a sofrer suas mágoas. Ter um projeto pessoal ajuda a dar nova perspectiva e foco à sua reconstrução.

    Ainda que seja difícil, esse momento é uma chance de reavaliar a sua vida. Talvez seja a chance que precisa para compreender alguns valores que precisava ver. Mas, acima de tudo, lembre-se de que tem o direito de ser feliz e viver sua vida.

    Dicas para superar traumas

    As dicas para vencer os traumas devem servir de porta para a reflexão do seu momento. Com isso, precisa levar a sério a sua recuperação, acreditar em si e considerar a Constelação em seu caminho. Comece por:

    Evitar fugir do seu trauma

    Procure não acobertar a sua dor achando que o tempo vai lidar com ela. Se assim o fizer, acabará dando mais força para que ele possa atormentar você. Tenha coragem de compreender esse momento e trabalhe para que possa aprender com isso.

    Não se vitimizar

    Outro ponto a se discutir é o ato da vitimização. Mesmo que fique com a sensação de injustiça, evite prolongar a sua dor sobre isso. Acreditamos que o ser humano é mais forte do que pensa ser e tem a capacidade de construir maneiras de retomar aos poucos a sua vida.

    Faça avaliações pessoais

    É compreensível ter medo de se abrir aos outros com receio de julgamentos e exposição. Se pensa assim, experimente se abrir para si mesmo e ser bastante honesto nesta atitude. Lembre-se que não pode esconder nada de si e use isso ao seu favor.

    Considerações finais sobre superar traumas

    Compreender como superar traumas não é uma tarefa tão fácil para qualquer pessoa. Muitos experimentam a dor de uma forma muito intensa e à beira do insuportável. A fim de se libertar disso, você precisa remover as correntes que te impedem de se conciliar com o passado.

    Passe a compreender melhor o início da situação e em qual posto você se encaixa. Buscar esclarecimento pode ser a solução que precisa para ter autonomia. Seja forte, persistente e aposte em sua própria felicidade e retorno.

    A fim de melhorar essa busca, se inscreva em nosso curso de Constelação Familiar EAD. A terapia sistêmica é uma excelente ferramenta para alimentar o autoconhecimento e a transformação pessoal. Por meio dela, superar traumas será um exercício mais fácil.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    cinco × 4 =