Constelação FamiliarTerapias alternativas

Como funciona o atendimento individual na Constelação Familiar?

Fazer terapia é uma escolha muito delicada. Geralmente, você toma a iniciativa de procurar um profissional em um momento delicado. Nesse contexto, muitas pessoas preferem que o processo todo ocorra da maneira mais descrita quanto possível. Por esse motivo, quando indivíduos optam pela Constelação, preferem fazer o atendimento individual. Se for o seu caso, fique atento ao conteúdo deste texto. Explicaremos como funciona a sessão!

Fundamentação teórica da Constelação Familiar

Antes de comentarmos como funciona uma sessão de constelação no atendimento individual, é importante que todos os leitores saibam o que é a Constelação Familiar. Dessa forma, seguimos com o conteúdo de maneira uniformizada para todos. Caso você não conheça a terapia da Constelação, trazemos uma explicação breve para você. Contudo, alertamos que temos artigos sobre como funciona a Constelação aqui no blog caso queira ler mais sobre isso.

Em linhas gerais, a Constelação familiar é uma prática terapêutica que envolve o estudo do sistema familiar. Assim, em vez de olhar para o indivíduo apenas para tratar problemas, o terapeuta faz uma análise holística (ou sistêmica) sobre a árvore genealógica de quem é constelado. Tendo isso em vista, é importante dizer que, para a Constelação, ações desempenhadas por seus antepassados podem reverberar em sua vida até hoje.

Nesse contexto, uma falta de aceitação de seus avós com relação ao seu pai pode prejudicar o seu relacionamento com o seu genitor. Essa informação não aparece rapidamente quando você passa por outros tipos de terapia. Contudo, na Constelação Familiar a análise do sistema é muito importante. Por esse motivo, é bacana fazer o atendimento em grupo. Como esse não é o seu caso, contamos abaixo o que esperar do atendimento individual!

O que acontece em uma sessão de Constelação

O que esperar da primeira sessão com atendimento individual

Nesse primeiro momento, a conversa entre o constelador e o constelado é muito simples. Ambos conversam sobre as expectativas da pessoa no que tange à terapia. Assim, é importante deixar claro qual problema o indivíduo deseja tratar e qual é a solução esperada. Essa explicação do problema é feita com bastante detalhe. Ademais, o constelador poderá fazer perguntas para conseguir mais clareza quanto ao objetivo da pessoa.

Como muitas pessoas não conhecem as premissas da Constelação, é natural que o constelador faça um breve panorama sobre o que vai acontecer.

Dinâmica entre constelador e constelado

Passando o momento da explicação, é hora de o constelado fazer o procedimento. No atendimento individual, geralmente a dinâmica familiar é exposta pelo constelado por meio de bonecos. Assim, você não precisa se preocupar quanto a ser exposto diante de outras pessoas ou ser tocado de forma indevida por seu terapeuta.

De modo geral, o atendimento individual é como se fosse uma conversa. Contudo, em alguns momentos, é importante que você use os bonecos para representar a sua dinâmica familiar. Uma vez que as pessoas a que você está fazendo referência não estão presentes, a encenação é importante para a análise do constelador.

Ética do atendimento individual

Tendo em vista a abertura que você dá ao seu terapeuta para que ele veja a sua família, é importante que você saiba o que ele pode ou não fazer. Ou seja, você deve saber o que se espera do seu constelador em termos de conduta ética. Nessa conjuntura, você pode esperar ou acusar a falta dos seguintes comportamentos:

  • Postura neutra: o constelador não pode julgar o comportamento do constelado ou dos seus familiares. Seu trabalho é o da escuta e o da construção de uma análise do sistema em conjunto com o constelado;
  • Recusa à conversa fiada: para analisar o seu sistema familiar, o constelador não precisa ser seu amigo ou conhecer detalhes íntimos da sua vida que não têm a ver com o conflito;
  • Empatia: dado que o terapeuta não pode julgar, é importante ter a certeza de que ele empatiza com o caso trazido pelo constelado;
  • Recusa a assumir um papel no sistema: de modo algum o terapeuta pode se colocar no lugar dos pais ou do cônjuge do constelado;
  • Percepção aguçada: o terapeuta deve aprender a reconhecer quando o constelado tenta convencê-lo de suas próprias percepções sobre o sistema. Contudo, o constelador deve permanecer imparcial.

O uso de bonecos

Tendo em vista que o constelador não pode assumir o lugar de nenhum dos membros do sistema, a prática incentiva o uso de bonecos no atendimento individual. Como dissemos anteriormente, quando a terapia é feita em grupo, pessoas assumem o lugar de membros da família mesmo sem conhecê-los. Isso vale até para pessoas que já morreram. Contudo, se você procura por um atendimento individual, não se sente à vontade para isso.

Essa recusa à prática em grupo é muito forte principalmente em casos de abuso sexual ou doméstico. É natural não querer expor os próprios problemas e fragilidades diante de desconhecidos. Contudo, lembre-se que é parte fundamental da sessão da Constelação o uso de bonecos na encenação.

Essa é uma oportunidade de olhar para si mesmo e para sua própria atuação dentro do sistema. Além disso, é uma maneira de verbalizar como você visualiza a atuação de outras pessoas. Ao fazer a constelação com bonecos, você pode acabar descobrindo perspectivas que não conhecia. Isso vale tanto para você como para seus familiares. No entanto, acaso ache estranho manusear os bonecos, há quem faça a atuação com papel ou peças de xadrez.

Considerações finais sobre o atendimento individual na Constelação Familiar

No texto de hoje, esperamos ter deixado evidente que você não precisa se preocupar com a conduta do constelador. Isso vale tanto para as sessões que ocorrem em grupo quanto naquelas em que você está sozinho. Assim sendo, não é necessário ter medo ou preconceitos. Ademais, fornecemos algumas informações sobre o que você pode esperar da primeira sessão. Agora você também já sabe como o seu terapeuta deve se portar no que diz respeito à ética.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Caso acabe se interessando mais pela Constelação Familiar, gostaríamos de convidá-lo a tentar sua chance como constelador! O nosso curso de Constelação Clínica 100% online é um excelente complemento para sua formação. Não importa qual seja.

    A habilidade de tratar de relacionamentos humanos é muito importante para o currículo de qualquer trabalhador. Fazendo o curso, você pode acabar fazendo um atendimento individual por conta própria ou até incorporar as práticas aprendidas no seu trabalho. Assim, matricule-se já para agregar valor à sua profissão e aprender mais sobre si mesmo! O curso é barato e o material é muito bacana. Não deixe de conferir!

    2 thoughts on “Como funciona o atendimento individual na Constelação Familiar?

    1. Boa noite qual seria um aplicativo para fazer constelação familiar online, o vídeo que existia saiu do ar? Obrigado.

      1. Olá, Marcelo, tudo bem? O aplicativo que era muito usado era o Coaching Spaces, mas a empresa que fazia o aplicativo deixou de disponibilizá-lo há uns 3 anos. Atualmente, a forma como os consteladores mais trabalham atuando a distância é com Skype ou Zoom, usando a webcam para filmar os bonecos sobre uma mesa. Mas existem diversas outras formas de constelação a distância, conforme aprofundado no curso. Gratidão.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    um × 5 =