Constelação FamiliarFormação em Constelação

“O essencial é simples”: Resumo do livro

Quando escutamos que “o essencial é simples“, muitas vezes confundimos essa citação com a do livro O pequeno príncipe. Contudo, na verdade, quem disse que o essencial é simples foi Bert Hellinger, o pai da Constelação Familiar. O pequeno príncipe, por outro lado, disse que o essencial é invisível aos olhos, o que também parece ser verdade. Confira o que temos a dizer sobre aquilo que podemos considerar essencial para as nossas vidas!

Quem é Bert Hellinger? Conheça sua experiência de vida!

Antes de começarmos a falar do livro O essencial é simples, não poderíamos deixar de falar um pouco sobre seu escritor. Acontece que aqui temos uma curiosidade: Bert Hellinger é o autor do livro que estamos estudando hoje, mas não só. Ele também é o pai da Constelação Familiar, o que dá muito mais credibilidade ao conteúdo do livro, não é mesmo?

Bom, se você não o conhece, saiba que a biografia de Hellinger conta com um trajeto de vida muito curioso. Nascido na Alemanha, Hellinger se preparou por algum tempo em um seminário para ser padre. Contudo, com a Segunda Guerra Mundial, o aspirante teve de interromper os estudos para lutar com o exército alemão até ser capturado e preso na Bélgica.

Ao ser solto depois que a guerra acabou, Bert Hellinger conseguiu concluir seus estudos e finalmente se tornou padre. Apaixonado pela temática da teologia, continuou estudando. Dessa vez, se formou em Teologia e Filosofia na Universidade de Würzburgo. Ao terminar essa parte de sua educação, foi enviado como missionário para a África a fim de trabalhar como educador.

O contato com o estudo do comportamento humano

Até aqui, você já viu que a formação teológica de Hellinger é bastante extensa. No entanto, sua vida de estudos não acaba quando ele começa a trabalhar com educação. Lá na África, o até então padre cursou Artes e Educação Universitária, conseguindo diplomas pelas duas formações.

Uma vez que seu trabalho na África chegou ao fim, Bert procurou estudar algumas coisas diferentes e mudou sua filosofia de vida. Quem era padre resolveu se casar e estudar alguns temas diferentes, com os quais provavelmente teve contato ao estudar tanto.

  • Na Alemanha, Hellinger estudou a Gestalt-Terapia;
  • Em Viena, estudou Psicanálise;
  • Na Califórnia, estudou Terapia Primal e Análise Transacional.

Nessa conjuntura, fica evidente que Hellinger não possuía apenas critérios acadêmicos para desenvolver uma terapia tão interessante quanto a Constelação. Ele tinha muito conhecimento na área terapêutica também.

Como Bert Hellinger descobriu que o essencial é simples?

Tendo em vista tantos cursos, trabalhos e formações, fica a pergunta de como Bert Hellinger descobriu que o essencial é simples. Se considerarmos sua trajetória, é necessário fazer muita coisa para vencer na vida. Assim, não parece uma tarefa simples conquistar o essencial da vida.

Contudo, apesar de sua formação, veja que as pessoas com quem Bert conviveu ao longo da vida estavam sempre em condições muito precárias de vida. Ainda assim, cada ambiente Considere os exemplos abaixo:

  • no seminário, geralmente os futuros padres são instruídos a abdicar de bens materiais;
  • na guerra, os soldados são expostos ao perigo de morte iminente e condições de vida sub-humanas;
  • na África, a experiência com o povo Zulu foi uma ótima maneira de enxergar uma vida simples.

Além de tudo o que mencionamos mais acima, há que se considerar os anos de terapia em que Hellinger teve a oportunidade de conhecer a realidade de muitas pessoas. Ao fazer isso, ele desenvolveu em seu trabalho um conceito denominado “terapia breve”, que exploraremos mais abaixo. Tendo dito isso, confira mais abaixo o conteúdo específico do livro.

Conteúdo de O essencial é simples

Como dissemos, ao longo de sua experiência como terapeuta, Bert Hellinger fez a documentação de 63 terapias breves de cursos dos últimos cinco anos. No que tange essas terapias, as soluções surgem diretamente do acontecimento. Por esse motivo, toda vez elas são diferentes e únicas. Se você quiser, é até possível lê-las como pequenos contos, assim como os de Clarice Lispector ou Guimarães Rosa.

De acordo com quem lê, a percepção de cada leitor é muito distinta no que diz respeito aos relatos. Eles podem ser:

  • emocionantes,
  • divertidos,
  • dramáticos,
  • meditativos,
  • e quietos.

Temas específicos

O interessante de ler tudo isso é que, no livro O essencial é simples, Hellinger dá indicações de como lidar com problemas como:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    • o luto,
    • os mortos,
    • doenças graves,
    • suicídios,
    • o caminho do conhecimento.

    Nesse contexto, o autor ainda trata de problemas muito específicos, tais quais:

    • medo de acidente de automóvel,
    • ataques de pânico,
    • vícios,
    • desordens relacionadas com a alimentação,
    • síndromes de dores crônicas,
    • crises de relacionamento.

    O que é uma terapia breve?

    Nesse contexto, pode ainda não estar muito claro o que é uma terapia breve. Aparentemente, você deve estar pensando que é um relato do terapeuta sobre procedimentos terapêuticos que realizou. No entanto, o livro O essencial é simples não trata disso e nós vamos explicar aqui o que ocorre em uma terapia breve.

    Na Psicoterapia breve ou Terapia breve, o tratamento psicológico tem como especificidade a ênfase no trabalho com um foco. Por este motivo, os terapeutas trabalham com um limite de tempo bem definido, que é estabelecido logo de início ou depois de algumas sessões. Assim, agora fica fácil entender porque os relatos parecem contos. Os tratamentos são mais curtos, portanto fica mais fácil narrá-los.

    A quem interessa o livro O essencial é simples?

    Bom, tendo em vista a quantidade de temas que são abordados no livro, você já deve imaginar que a aplicação dos conceitos abordados é bastante ampla. Assim sendo, de modo geral, o livro é recomendado para todos que estiverem com problemas ou que queiram aprender como lidar com eles. Em algumas ocasiões, você poderá acabar se identificando com algum deles.

    Além disso, tendo em vista o acúmulo de conhecimento de Hellinger, o livro tem potencial para enriquecer a sua vida. Assim, não é necessário ter interesse em comportamento humano para fazer a leitura. Se você estiver à procura de enriquecer os seus livros de cabeceira, O essencial é simples é uma boa alternativa!

    Considerações finais: livro O essencial é simples

    No texto de hoje, você aprendeu um pouco sobre a trajetória de Bert Hellinger. Como já sabe, ele é o responsável pela elaboração dos fundamentos da Constelação Familiar. Contudo, nós não falamos muito sobre essa psicoterapia que foi elaborada por ele. Assim como no livro O essencial é simples, essa criação de autoria própria tem fundamentos bem elaborados. Conheça-os em nosso curso de Constelação Clínica 100% online!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    dezesseis − 12 =