Constelação FamiliarFormação em Constelação

Sistema Familiar: o que é, como funciona?

Sistema Familiar

Mesmo não pensando nisso com frequência, somos partes integrantes de um composto interpessoal: a família. De modo positivo ou negativo, todos contribuímos de alguma maneira para o desenvolvimento dela. É interessante notar de que maneira influenciamos esse meio e como ele devolve a mesma interação sobre nós. Veja o significado de sistema familiar, como ele funciona e nos afeta cotidianamente.

O que é sistema familiar?

Um sistema familiar se trata de um grupo familiar em que as pessoas e energias interagem entre si mutuamente. Qualquer peça incluída no sistema é parte dele, de modo que se pertencem e criam trocas equivalente entre si. Assim, o que acontece a um indivíduo acaba influenciando diretamente o sistema de onde ele se originou.

Interessante notar que tal organização existe no passado, presente e futuro ao mesmo tempo. Fazendo uma analogia, é como um rio que encaminha suas águas e tudo o que está acima e dentro dela. Mesmo quem já partiu ou quem ainda nascerá possui um papel a ser cumprido aqui, bem como uma função específica.

Retomando a analogia, tudo o que mergulha aqui é levado adiante e para sempre. Porém, o tempo aqui possui um espaço pessoal em conjunto com o coletivo. Tudo segue a linha de começo, meio e fim que, continuamente, acontece com as suas respectivas atuações.

Relacionamentos no sistema familiar

A organização do sistema familiar é pautada nos relacionamentos natos que desenvolvemos ao longo de nossas vidas nesse meio. Isso contribui diretamente à nossa postura no meio externo, de modo a expandir tudo aquilo que somos e recebemos dos demais. Ou seja, as vivências e existências da família se repetem e refletem em qualquer outro sistema social.

Sobre a família, o ato de nascer nela já faz com que ingressemos automaticamente dentro dessa estrutura interna. É a nossa primeira herança, já que recebemos as diretrizes nas quais nossos ancestrais acabaram vivendo. Por conta disso que nos influenciamos mutuamente, ao mesmo tempo absorvendo essa instâncias enquanto retribuímos a influência dela sobre nós.

Mesmo aqueles que já partiram tiveram e mantém o seu papel para organizar adequadamente o sistema pessoal. Suas ações reverberam através do tempo e continuam a nos influenciar através do tempo e espaço. Voltando ao rio, o mergulho que deram lá atrás criou ondas que chegam até nós e passam adiante.

O poder da ancestralidade

O sistema familiar mostra que cada um de nós carrega os ancestrais em si, preservando parte da essência deles. Nisso, ficam encontrados no nosso corpo, alma, energia e até no mapa astral, de modo a viverem através de nós. Sem contar na vida que levamos, de modo que nos influenciaram desde a nossa entrada nesse mundo.

Com base no conhecimento da Constelação familiar, entendemos parte da vida que temos agora é uma forma de lembrá-los. Existe uma honra em fazer valer a existência deles, de modo que o campo familiar nos condicione a revivê-los assim. Isso inclui aqueles que foram excluídos, de modo que possamos alcançar uma reparação sobre cada um.

Assim, acabamos por representar esses ancestrais, já que existe uma fidelidade de alma para com a nossa família. Por meio disso que reprisamos experiências já vividas, seja de alguém aceito ou que foi deixado de lado para relembrá-lo. E da mesma forma nossas ações se repetirão futuramente com os nossos descendentes e afiliados ao nosso sistema.

Características do sistema familiar

As características do sistema familiar comportam a todos nós para que estejamos unificados com o meio. Não existe algo padrão, já que cada família possui suas particularidades e aquilo que funciona para ela. Entretanto, há pontos em comum que contribuem diretamente ao desenvolvimento desse selo, como:

Compartilhamento

Existe uma entrega contínua, de modo que cada um sempre divida a sua existência e experiência com os outros. Isso acontece bastante com o conhecimento, por exemplo, já que isso atravessa barreiras e se instala nos demais. Da mesma forma que damos, acabamos por receber também, mesmo aquelas peças que são mais difíceis ao nosso desenvolvimento.

Globalização

Mesmo pertencendo a um mesmo vínculo, cada um possui pilares distintos que contribuem à formação da sua identidade. Isso, aliás, é o que dá incremento ao campo principal, de modo a ser ricamente pluralizado. Ainda que atendamos ao fluxo original, temos autonomia para fazermos nossas conquistas individuais.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Pertencimento

    Retomando uma das leis sistêmicas, não podemos negar o direito de alguém em pertencer a esse ciclo. Como dito linhas acima, nos conectamos assim que nascemos e até antes disso, ainda na concepção. Dessa forma, não podemos ser negligentes, atuando como juízes e decidir quem entra ou sai de nossa família.

    Quem faz parte desse sistema?

    É interessante notar o quão rica é a extensão do sistema familiar, percorrendo nossa história através do tempo e espaço. Por meio dos trabalhos de Bert Hellinger descobrimos que a influencia pode se estender por até 21 gerações. Nisso, os componentes do sistema podem ser:

    • Avós;
    • Pais;
    • Tios;
    • Irmãos;
    • Meio irmãos;
    • Filhos;
    • Bebês que foram abortados, nasceram natimortos ou faleceram muito cedo;
    • Pessoas inclusas na família, como os que foram cuidados ou empregados tratados como iguais;
    • Indivíduos que cederam vantagem à família;
    • Ex-cônjuges dos avós e pais;
    • Quem indiretamente, mesmo no azar, contribuiu à prosperidade familiar;
    • Quem também causou mal à família.

    Os sistemas do cuidado e carinho

    Atentando-se melhor ao sistema familiar, notamos os elementos interdependentes que interagem encontram um propósito em comum. Consequentemente, o resultado geral assume uma escala ainda maior do que aqueles conseguidos individualmente. Tratando-se de uma profissão, isso diz muito respeito da meta que se deseja alcançar com base na entrega de cada um.

    Essa proposta é uma forma adaptada da teoria geral dos sistemas, incluindo a família como uma organização própria. No momento em que isso se aplica na enfermagem, por exemplo, podemos ver melhor essa composição como ponto de cuidado. Assim, a família se estabiliza como uma unidade de cuidado e apoio sob essa e outras perspectivas.

    A experiência individual de cada pessoa incide diretamente sobre esse campo e influência no desfecho de todos. Nisso, quando focamos na reciprocidade e interações positivas contribuímos diretamente ao bom andamento desse pilar. Com base nesse olhar da compreensão familiar temos chances cada vez maiores de contribuir ao cuidado terapêutico.

    Exemplos

    Trazemos aqui alguns exemplos de como o sistema familiar funciona e influencia em nossa jornada de vida. O tempo e espaço não são bloqueios para que condicionamentos perdurem e impactem em nosso caminho. Por exemplo:

    Infelicidade amorosa

    Um sistema de família em que as ancestrais tiveram infelicidade no amor com os parceiros escolhidos. Por conta da lealdade ao sistema que as descendentes podem se sentir em traição a elas caso seja feliz no amor. Nisso, pode inconscientemente entrar em caminhos e escolhas danosas ao seu crescimento afetivo e interpessoal.

    Falta de prosperidade

    Famílias com histórico de guerras, problemas de saúde ou mesmo fugas pode apresentar uma briga visível com a sorte. Isso porque um ou mais membros acreditam que não são tão merecedores de vida, já que se sentem mais aptos para o sofrimento da vida. Com isso, evitam e fogem de uma jornada mais próspera, deixando de colher os frutos das conquistas que poderiam abraçar.

    Considerações finais

    O sistema familiar funciona como uma rede que nos conecta a quem veio antes e quem ainda virá. Tal contato surge também quando as atividades de um membro acabam atingindo outros e influenciando nas suas escolhas. É a nossa herança natural que condiciona as nossas escolhas e modo de viver.

    Porém, é preciso se atentar a esse fluxo para que não façamos escolhas tão danosas quanto as que nos influenciaram. É preciso haver respeito, mas também conciliar com autonomia para que faça escolhas independentes e direcionadas ao seu desejo.

    Um caminho para se conectar a todas essas peças é através do nosso curso 100% online de Constelação Familiar. Além de ajudar você a aprimorar o autoconhecimento, te permite entender as influências na sua vida para que faça escolhas mais assertivas. Não apenas honre o seu sistema familiar, mas também alcance o seu potencial pleno e que impulsiona mudanças efetivas!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    cinco + dezenove =