Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Relação entre sogra e nora na visão da Constelação Familiar

No artigo de hoje, vamos tocar em um tema super polêmico e sabemos disso. Contudo, trata-se de um assunto extremamente relevante para quem é constelador, já que muita gente atribui a maioria dos problemas de família a ele. Quem nunca ouviu a respeito da importância da relação entre sogra e nora? Por isso, hoje nós vamos falar como essa relação pode ser beneficiada se analisada pela ótica da Constelação Familiar. Assim, não deixe de conferir!

Alguma contextualização para a relação entre sogra e nora

Quando tudo começa bem

Nem toda relação entre sogra e nora começa mal, não é mesmo? Em muitas ocasiões, essas pessoas se adoram, mas alguma coisa acontece e faz a relação azedar. Em alguns casos, o problema não é entre as duas, mas acaba se tornando. Talvez um posicionamento em defea de alguém que é contrário? Ou uma acusação que uma das duas toma para si e, de repente, um ódio nasce em vez do diálogo?

Quando duas pessoas não nascem no mesmo sistema familiar, demora um pouco até que elas entendam “as regras do jogo”. Quem entra, ou seja, a nora, chega cheia de vícios e hábitos do seu sistema original. Por outro lado, a sogra conhece muito sobre como funciona o sistema dela e pode ter alguma dificuldade para aceitar interferência externa.

No começo, essas distinções não ficam sempre muito óbvias. Enquanto uma faz concessões para aceitar quem entra, quem chega se esforça para pertencer. Assim, é possível afirmar que nem a sogra nem a nora são completamente honestas sobre tudo o que rola na família. Há verdades que só o tempo irá revelar e, se ambas permitirem, passar por algumas tempestades pode deixar o relacionamento mais genuíno do que era antes. 

Quando tudo começa mal

Uma outra ocasião que é super comum é aquela em que a relação entre sogra e nora já começa muito ruim. Os motivos para isso são diversos. Nesse contexto, podemos citar:

  • um desafeto anterior entre as duas mulheres,
  • a desaprovação da sogra no tocante ao estilo de vida ou a história da nora,
  • discrepâncias de perspectiva e valores.

O pior desse tipo de relacionamento é que, frequentemente, o vínculo entre essas duas pessoas acaba tendo de agir como um pivô. Quando há algum contato, o filho tem que fazer a mediação. Em caso de saturação, ele pode acabar assumindo um dos lados, o que lhe traz problemas com a outra pessoa. Em suma, um conflito não resolvido pode durar anos e prejudicar a vida não só da nora e da sogra, mas de todos os outros envolvidos.

Quando tudo acaba ficando ruim no processo

Por fim, vamos falar sobre uma situação que se parece muito com a primeira. No entanto, é um pouco mais grave porque também guarda alguma semelhança com o segundo tipo de relacionamento que abordamos. Quando a relação entre sogra e nora começa bem, mas algum problema ocorre, nem sempre ela fica horrível e insustentável.

Porém, precisamos prestar atenção aos casos em que sogra e nora se gostam e se respeitam, mas perdem essa consideração mútua ao decorrer do tempo. Muitas vezes, damos algumas coisas por certas, como se estivessem totalmente ilesas aos efeitos do tempo. Mas, elas não estão. Assim, é importante não dar nenhum tipo de relacionamento como certo e começar já a agir com zelo sobre o que você tem.

Para qualquer começo na relação entre sogra e nora, a solução tem base em 3 leis

Tendo em vista o que comentamos acima, vamos trazer algumas orientações da Constelação Familiar que são úteis a quaisquer problemas que acometam a relação entre sogra e nora!

Assim como qualquer relacionamento, para a Constelação, o bem-estar de um sistema está sujeito à 3 leis. Isso vale tanto para os relacionamentos que são ótimos, como prevenção, quanto para os relacionamentos à beira de um colapso, como remédio. 

Veja as leis:

Lei da Hierarquia

A Lei da Hierarquia postula que, em um sistema familiar, a pessoa que chegou antes tem prioridade sobre aquela que chegou depois. Ora, nós sabemos que muitas noras não vão gostar de ler isso, mas vçao precisar reconhecer que essa proposta teórica faz sentido.

Muitas mulheres conhecem seus namorados  ou maridos a menos de 5 anos, mas agem como se os conhecessem a vida inteira. Mais que isso, alegam conhecer a pessoa como ninguém e melhor que a mulher que deu vida àquela pessoa. Ainda que você conheça nuances do seu parceiro que nenhuma mãe conseguiria, há de reconhecer que isso não significa que uma mãe não conhece seu filho.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Assim, embora esse relacionamento maternal tenha problemas, mães têm prioridade e merecem respeito. Na verdade, respeitar aqui é uma palavra-chave que vai ajudar seu relacionamento a se fortalecer. Você sabe como a sua sogra se sente respeitada? Se sim, sente que foi desrespeitosa e violou a Leia da Hierarquia em algum momento? Mudar essa postura será fundamental para recuperar a saúde desse relacionamento!

    Lei do Pertencimento

    Bom, não é porque estamos falando das sogras que o respeito às noras não é contemplado pela Constelação Familiar. Nesse contexto, é muito importante que a sogra não viole a Lei do Pertencimento. Apesar de uma nora fazer parte de outro sistema familiar, originalmente, ela também está constituindo as futuras gerações do sistema familiar de sua sogra. Assim sendo, deve ser não só respeitada, mas valorizada.

    Nora, pense também que não é porque seu parceiro está com você que ele deixou de fazer parte de seu sistema familiar original. A Lei do Pertencimento é muito maior do que a frase “eu me dou melhor com a família da minha mulher” ou o “eu casei com você, não com a sua família”.  A afinidade não vale tanto assim no que diz respeito ao funcionamento ideal de uma família.

    Quando os conflitos entre vocês dois começarem a ocorrer, você vai se ver obrigada a buscar algumas explicações na família que desprezou. Considerando tudo o que dissemos, se esforce para conhecer o sistema familiar do seu parceiro. Afinal, você também faz parte dele! Enfrentá-lo e aceitá-lo é melhor do que negá-lo só para ter que voltar a ele depois.

    Lei do Equilíbrio

    Por fim, nada melhor do que falar um pouco sobre a Lei do Equilíbrio. Ela propõe que dar e receber, em um relacionamento, devem ser proporcionais.

    No entanto, algo que vemos muito na relação entre sogra e nora é a dependência. Enquanto muitas mulheres são sustentadas pelos filhos, algumas sogras se veem obrigadas a sustentar a vida de um filho adulto. Obviamente, isso deixa as partes “sustentadoras” fadigadas. Ainda que os sustentados se sintam mal, isso não os deixa em uma posição menos cômoda.

    Tendo isso em vista, lembre-se de refletir se a relação entre sogra e nora não viola a Lei do Equilíbrio na sua família. Saber identificar esse tipo de coisa é fundamental para entender a origem de alguns conflitos. Ademais, pode ajudar você a resolvê-los de modo adulto e satisfatório. Dessa forma, sogras e noras poderão se amar (sim, é possível!) e viver em harmonia.

    Considerações finais sobre a relação entre sogra e nora

    Mais acima, nós comentamos que é importante saber identificar a origem de conflitos na relação entre sogra e nora. No entanto, para fazer isso de acordo com a Constelação, é importante conhecê-la. Você até pode fazer isso na condição de constelado, mas por que não fazer um curso de Constelação Clínica 100% online para aplicar o que aprendeu? Você pode até ajudar outras pessoas a nível profissional! A escolha é sua. O convite foi feito!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    8 − um =