Constelação FamiliarDepoimento

Psicanálise e Constelação Familiar: depoimento de uma psicanalista

psicanalise-constelacao

Há uma relação muito proveitosa quando combinamos conhecimentos de Psicanálise e Constelação Familiar. Sou psicanalista clínica e, recentemente, comecei a me aprofundar nos estudos da constelação. A Constelação ajuda o psicanalista a perceber melhor conflitos interpessoais de seus clientes. Quer descobrir mais? Então continue a leitura!

Psicanálise e Constelação

A constelação familiar surgiu em minha vida através da psicanálise, a qual estudo há três anos. Assim, iniciei atendimento supervisionado em uma casa de recuperação para adictos, isto é, pessoas com vício em drogas. Passei a usar as técnicas de psicoterapia e análise. Dependendo de cada caso e colhendo material de cada analisado, percebo que os traumas têm muito a ver com a infância.

Comecei a pesquisar nas redes sociais e livros uma ajuda para trabalhar com mais segurança e eficácia nas análises. Conheci alguns métodos rápidos e práticos em um canal que acompanho, achara interessante e vi que era parecido com constelação. Nessas tantas pesquisas encontrei, nesse curso de constelação familiar, tudo que necessito para somar com meu aprendizado psicanalítico.

Em meu curso de psicanálise, já tive uma introdução sobre constelação. Assisti algumas matérias na televisão, acompanhei sessões de conciliações judiciais de constelados, com resultados ricos e rápidos e disse para mim: é tudo que quero!

Minha trajetória antes de combinar Psicanálise e Constelação

Quando criança tinha muitos sonhos, como todas as crianças sonham, queria ser professora, médica, juíza e até mesmo ser atriz teatral.Cheguei a atuar em algumas peças em minha cidade, engraçado que eu me incorporava em meus personagens e fazia meu papel muito bem feito. Fui professora substituta também lá em minha cidade.

Com passar do tempo, vim para Campinas ainda com meus sonhos. Trabalhei em uma empresa como metalúrgica, voltei a estudar e fiz o curso de Enfermagem. Trabalhei em um hospital filantrópico, hoje sou servidora pública.

Trabalhei na rede básica de saúde por 24 anos, atuei em várias áreas, como pediatria, dando assistência à crianças em urgência e emergência, prevenção de doenças e apoio a assistência social,  uma área que é escassa no serviço público devido a uma carência muito grande.

A Psicanálise: um recomeço

Consultas de enfermagem e orientação às mães, controle nutricional, vigilância epidemiológica, cobertura total de imunização e acolhimento geral de pacientes recém nascidos até a terceira idade, às quais pertenciam a minha equipe.

Fazíamos projetos no território (área de cobertura da equipe) e projetos terapêuticos para as famílias, visando sempre olhar para os problemas físicos, pouco psíquicos e muito menos sistêmicos.

Mesmo fazendo tudo isso não deixava de ser um atendimento curativo e isso me angustiava pelo fato de nem sempre conseguir solucionar os casos dos pacientes que na verdade eram mais psíquicos do que sociais e físicos. Decidi me aposentar, achei que era o momento certo. Meses depois conheci a psicanálise.

Freud, Psicanálise e Constelação

Tinha curiosidade de conhecer as teorias de Freud, um sábio capaz de mexer com tanta gente, tantos sentimentos, que intriga muitos até hoje com suas teorias, tais como: aparelho psíquico, fases genitais, édipo, interpretação de sonhos e outros. Vendo o ser humano como um todo.Pesquisou histerias em mulheres da classe média da época, foi um tanto ousado em conhecimentos e em suas pesquisas.

Além da psicanálise, sou membro de uma denominação evangélica, me relaciono bem com meus familiares. Por muitos anos assumi o papel do meu pai e agora com a psicanálise, estou aprendendo a distribuir esse papel com os demais membros da família.

A constelação familiar está me ajudando com meus atendimentos individuais e com os familiares desses pacientes. E com meus familiares é meu grande desejo de constelá-los sem impedimentos ou seja driblar os mecanismos de defesa.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

Conclusão

A constelação familiar entrou na minha vida na hora certa, no momento certo, nada é por acaso, tudo tem o seu tempo determinado. Para o meu trabalho, estava faltando essa ferramenta que é essencial para ajudar meus analisados e muitas famílias que virão e para mim também já está sendo positivo. Isto é,  psicanálise e constelação é uma combinação certeira

Leia também:  Constelação Familiar para uma Educadora

Sempre me dei bem com meu pai, ele acolhedor, passivo, cuidador para comigo e meus irmãos. Porém, com a minha mãe, nós (filhas) somos mais distantes e até hoje sou responsável por ela, cuido mas não consigo ser carinhosa.

Existe uma barreira que impede esse contato físico e isso me incomoda. Acredito que a combinação psicanálise e constelação reverterá essa situação.

Autora: Irenice Nunes, exclusivamente para o Curso de Formação On-Line de Constelação Familiar e Sistêmica (matrículas abertas).

 

 

 

 

2 thoughts on “Psicanálise e Constelação Familiar: depoimento de uma psicanalista

  1. Gostei do depoimento e da analogia entre o campo da psicanálise e da constelação. Foi muito favorável e propícia essa publicação, estou estudando sobre Constelação e cada vez mais, vejo sua importância, para ajudar as pessoas nas suas mais diversas questões, bem como as pessoais. Parabéns!!

  2. Olá Irenice bom dia! Também sou formada em Psicanálise e estou fazendo o curso de Constelaçao.Talvez a distância de sua mãe com os filhos é porque os pais dela foram distantes com sua mãe também.Tudo é passado de geraçao à geração mas vc pode reverter o caso.Como filhas deem o primeiro passo.Se aproximem de sua mãe fala o quanto vcs a amém e o quanto vcs gostariam que ela seja mais próxima de vcs e tudo mudará com Fé em Deus.Desejo boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 2 =