Constelação e ProfissõesConstelação Familiar

Profissão de Arquiteto e a constelação familiar

Quem segue ou pretende seguir a profissão de arquiteto precisa saber que não basta lidar com números. Planejar os espaços é entender a necessidade de suas pessoas. No exemplo de uma casa, as relações e costumes familiares envolvidos fazem a diferença. E ter empatia ao conversar faz o cliente sentir mais confiança. Neste sentido, são inegáveis os benefícios para profissionais de arquitetura que estudam Constelação Familiar e Sistêmica.

A beleza que carrega a profissão de arquiteto

Já dizia Jung: “Temos que descobrir uma construção e explicá-la: seu andar superior foi construído no século XIX, o térreo data do século XVI e o exame mais minucioso da construção mostra que ela foi feita sobre uma torre do século II. No porão, descobriram fundações romanas e, debaixo do porão, acha-se uma caverna em cujo solo se descobrem ferramentas de sílex na camada superior, e restos da fauna glaciária nas camadas mais profundas. Tal seria mais ou menos a estrutura de nossa alma”.

Arquitetos são profissionais maravilhosos que captam sonhos e os transformam em moradia! É muito mais do que dividir espaços e transformá-los em quartos, salas, cozinhas e banheiros e bibliotecas e áreas de lazer.

A profissão de arquiteto permite trabalhar para integrar com harmonia de ambientes que serão habitados por pessoas reais, com desejos e necessidades reais. Logo, há também aqueles que se ocupam do espaço comum, são os urbanistas que cuidam do planejamento dos diversos ambientes que receberão uma infinidade de atividades humanas.

A maioria das cidades nasceu de um pequeno povoado, sem nenhum planejamento. Pequenas casas e ruas que circulavam a igreja e talvez uma praça foram sua base. Casas e ruas foram construídas de acordo com a necessidade e desde seu nascimento se percebe uma hierarquia. Ou seja, casas mais imponentes para os membros mais importantes da cidade.

A transmissão de imóveis

A casa paroquial, a casa do médico, a escola. Que histórias ficaram entre as paredes dessas construções? De que forma foram sendo apropriados os espaços? Além do mais, como foram transmitidas as heranças?

Quais os vínculos formados entre os diversos membros de uma comunidade. De que forma circulam entre eles as leis naturais percebidas por Hellinger, tais sejam a ordem, o pertencimento e o equilíbrio?

E para que servirá à profissão de arquiteto as respostas dessas perguntas?

A harmonia nas relações

Antes de responder a essa última pergunta, vamos traçar as linhas mestras do conhecimento trazido por Hellinger no que diz respeito à harmonia nas relações. Em seu trabalho com as constelações familiares de Bert Hellinger, existe a tese de que a grande alma vive e atua em cada alma individual. Assim, todo um sistema composto pela família, por uma empresa, ou amigos, é regido pela força dos vínculos. Isto quer dizer, de amor e lealdade entre seus membros.

Quando há uma violação das ordens do amor, todo o sistema fica comprometido. Até que um membro adoeça ou repita o destino daquele que foi esquecido, excluído ou não reconhecido. A constelação vai trazer à tona esse emaranhado e oferecer uma saída para restaurar o amor. No entanto, essa saída nem sempre se faz de forma justa aos olhos de quem vê apenas o acontecimento no aqui e agora.

Um passado que respinga nas gerações presentes

Quaisquer situações de conflito não resolvidas por uma geração provocará nas próximas gerações uma identificação com o ocorrido. Isto é, na tentativa de solucionar o problema. A identificação pode acontecer:

  • na forma de uma repetição de comportamentos
  • na forma de doenças
  • na negação de determinado comportamento

Ou seja, a pessoa age de forma contrária, mas ainda se mantém vinculada negativamente ao sistema.

A profissão de arquiteto pode vir a ser cercada de conflitos

A grande questão é que nunca isso se dá de forma consciente. Pessoas seguem o destino de seus antepassados sem sequer tê-los conhecido. Permanecendo prisioneiras de acontecimentos que não são de sua responsabilidade. E nem lhe dizem respeito diretamente.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Todas essas situações acabam por comprometer as escolhas feitas pelas pessoas em seu dia a dia. Com uma profissão de arquiteto um indivíduo poderá se ver envolvido num emaranhado familiar ao projetar uma residência. Ou também num emaranhado social ao organizar um espaço comum, seja uma praça, um condomínio, um clube, um hospital, ou uma empresa.

    Mas com os conhecimentos sobre a constelação, ele poderá realizar melhor o seu trabalho, detectando os conflitos e suas origens.

    Protegendo as gerações futuras

    Assim, poderá oferecer para seus clientes um diferencial, ajudando-os a resolver os problemas existentes, num nível profundo. E irá trazer harmonia para o projeto e para a vida das pessoas.

    Conclusão: profissão de arquiteto e a Constelação Familiar

    O trabalho com as constelações feito antes da execução do projeto ajudará a todos encontrar o seu devido lugar em cada espaço. Tudo então fluirá de acordo com a necessidade dos envolvidos. Proporcionando então a grande alma, ao sistema, a reparação das injustiças ocorridas por gerações e gerações, protegendo os que virão.

    A casa então será espelho de almas harmônicas por intermédio da profissão de arquiteto. As cidades poderão ser espaço de partilha verdadeira entre seres que se respeitam e se ajudam mutuamente na construção da vida.

    Este texto foi feito por Angela Oliveira, especialmente para este nosso blog Constelação Clínica.

    Conheça o nosso curso de Constelação Familiar. Leia nossa FAQ para conhecer a estrutura do curso e tirar dúvidas sobre onde estudar constelação familiar. A estrutura do curso lhe dará ferramentas para lidar com conflitos presentes em grandes empresas, além de impulsionar e redefinir a sua própria carreira. Um constelador pode trabalhar prestando serviços a empresas, famílias inteiras, e com sessões individuais.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    11 − 3 =