Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

Constelação familiar para idosos: como atuar nessa fase

Os idosos possuem uma estrutura social diferente de qualquer outra faixa etária. Ainda que possuam mais conhecimento que qualquer outro, também carregam limitações em relação ao ambiente em que vivem. Veja como a Constelação familiar pode auxiliar nesta fase de profundas mudanças na vida deles.

A figura do idoso na família

Desde os seus primórdios, a humanidade vive sob uma bandeira hierárquica dentro da família. Usando um dos princípios da Constelação familiar, a Ordem, quem nasceu antes tem a preferência por quem veio depois. Exemplificando, os avós vêm antes dos pais e antes dos netos. Assim, a figura deles em seu lugar de direito ajuda a manter o equilíbrio no seio familiar.

Entretanto, esse quadro vem mudando com o passar dos anos. Mais e mais idosos são jogados à própria sorte em um lugar ao qual não pertencem. Maus tratos, agressões, abandonos físicos e psicológicos são frequentes. Todas essas ações são resultados de um desrespeito à figura desse ente no seio familiar. Dessa forma, os responsáveis se eximem da responsabilidade em cuidar dele.

Contudo, os idosos devem ser vistos com as marcas deixadas em suas mãos e mentes. Explico: eles, mais que qualquer outra faixa etária, podem ser uma fonte inesgotável de experiências. Assim, boa parte do caminho traçado até agora pode nos servir de guia, nos ajudando a escolher a nossa própria rota e decisões.

O destino deles

Contrariando a ordem natural, muitos descendentes relegam os idosos a um quadro de marginalidade em suas vidas. Essa atitude está diretamente vinculada com o desejo de não se comprometer com cuidados e precauções que a maioria das pessoas mais velhas precisa. Dessa forma, muitos descendentes negam aos seus cuidadores o que receberam deles quando mais novos.

Podemos assimilar que também há uma quebra de outro princípio da Constelação familiar, o Equilíbrio. Os avós, durante toda a sua vida nesta função, deram o que podiam aos filhos e netos. Em uma fase de transição, onde muitos não podem cuidar de si sozinhos, precisam de um acompanhamento contínuo. Assim sendo, cuidar deles seria uma forma de retribuição.

A ideia aqui não é abdicar de si, pois todo adulto possui uma lista de obrigações, bem como uma vida pessoal distinta da família. Ele não deve viver em função dos pais, fazendo tudo o que quisessem quando quisessem, já que isto também é prejudicial. Contudo, o filho deve manter o fluxo familiar em ordem, ajudando os pais nessa fase de necessidade. Dessa forma, demonstra o que sente por eles por meio de ações.

Benefícios do círculo familiar aos idosos

O círculo familiar pode alterar a saúde dos idosos, a depender de como é trabalhado. Eles são o reflexo direto de como esta relação é trabalhada através do convívio e das atitudes. A depender de alguns pontos, também ajudam a regular comportamentos nocivos que não cabem neste meio. Veja quais são:

Inclusão

Infelizmente, muitas pessoas temem serem esquecidas quando chegam à terceira idade. A associação da condição mais fragilizada com o abandono assusta a muitos, causando temores ansiosos. Assim sendo, ao incluir os idosos no círculo da família, você transmite a sensação de segurança. Ainda que viva a vida sob um novo panorama, ele saberá que pode contar com seus pares.

Preservação

Uma família amorosa trabalhou bastante para chegar até esse caminho. Os obstáculos vencidos moldaram a sua percepção de união, contribuindo para o crescimento pessoal individual e em grupo. Nesse contexto, manter os anciões ativos nesse círculo perpetua a estrutura amorosa da família. Isso lembra aos mais novos quem ajudou a construir aquele ambiente.

Ensinamentos

Nunca na vida é tarde demais para aprender algo, bem como também nunca é tarde para ensinar. Com os netos e bisnetos, os idosos têm uma nova porta para repassar tudo o que sabem. Desde modo, aliando as novas necessidades com conhecimentos antigos, podem ajudar a formar indivíduos mais preparados e sadios mentalmente.

O que devemos dar a eles?

A Constelação familiar é bem específica quanto a isso. Como dito linhas acima, o idoso deve ter à frente do seio familiar, ajudando a equilibrar posições e, consequentemente, estrutura. Como qualquer ser humano, também possui direitos específicos dentro da família. Assim, trata-se de algo inegável e irrevogável.

Por tudo o que fizeram por nós e pela nossa boa herança familiar, veja em parte como podemos retribuí-los:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Respeito

    Todas as pessoas que vieram antes de nós contribuíram de alguma forma ao sucesso da família. Especialmente os idosos, que passaram por épocas e períodos bem distintos dos nossos. Portanto, devemos o máximo respeito para essas figuras duplamente maternas e paternas. Somente eles vivenciaram e fizeram os esforços necessários para manter a família no início.

    Liberdade

    Ainda que nos preocupemos com eles, os idosos merecem liberdade para viver as suas vidas. No caso, por mais que tentemos protegê-los, devemos estar atento para não sufocarmos eles. Se parece absurdo, transfira a mentalidade para a criação dos seus filhos. Ainda que tentemos proteger eles dos rigores do mundo, devemos dar espaço para que cresçam.

    Compreensão

    Todos nós carregamos particularidades, sejam físicas ou mentais. Contudo, no que diz respeito aos idosos, o cuidado deve ser ainda maior, visto que, nesta fase, precisam de assistência. Quem precisa cuidar de um idoso, por exemplo, deve ter em mente as limitações que este possui.

    Ainda que a figura esteja plena de suas capacidades, deve ser entendida como um ente que ainda pode conduzir a própria vida nos seus termos. Retomando o tópico anterior, vale lembrar que a liberdade é um direito.

    Exemplos

    No Japão, a figura dos anciões sempre foi comum durante séculos. Com o passar do tempo, não só lá, mas em qualquer parte do mundo, eles vivem cada vez mais. No entanto, embora a expectativa de vida tenha aumentado, tornando-os pessoas mais longevas, a negligência também veio junto.

    Hoje muitos idosos encontram-se numa zona de risco. Desamparados pela própria família ou pelo sistema, se encontram em situações alarmantes de sobrevivência. Assim, a solidão é uma companheira presente e mortal, obrigando alguns a recorrerem a famílias de aluguel.

    Conheça um caso curioso: um senhor de idade preferiu cometer um delito e ser levado à cadeia do que ficar sozinho. Segundo ele, sem apoio familiar e sem a ajuda de órgãos públicos, afirmou que encontraria melhores condições nos presídios japoneses. O problema é que este não é um caso isolado. A cada dia mais idosos estão recorrendo ao crime para não andar em solidão e sofrendo com descaso. Confira uma reportagem sobre o assunto clicando aqui!

    Nesse contexto, a Constelação familiar mostra que cada indivíduo tem um papel importante a cumprir. Aos idosos, cabe preservar a sua imagem e ensinamentos para que as futuras gerações disseminem essa educação. Essa cadeia permite que a família que vive o agora e a que chegará no futuro desfrute de bons relacionamentos com seus indivíduos.

    Entretanto, a manutenção também é importante e é responsabilidade dos demais membros da família. Assim, devemos ser gratos aqueles que nos ajudaram no crescimento e se encontram numa fase de mudanças. Ceder um espaço do nosso tempo a quem deu boa parte da vida é uma troca bem justa. Não pela obrigação, mas pelo prazer da união.

    Quer aprender como aplicar a constelação com idosos?

    Se você possui idosos em sua família e quer melhorar o relacionamento, inicie um curso de Constelação à distância conosco. Aqui, através de aulas online, você tem acesso a um rico material que te ajudará a entender a estrutura do círculo familiar, bem como ajudá-lo na manutenção e estrutura dele.

    Os professores se encarregam de instruí-lo no seu tempo, já que você pode estudar quando e onde quiser. Por um preço atrativo, você ganha as ferramentas para mudar relações para melhor. Não perca mais tempo. Estude agora e seja um agente transformador de vidas. Os idosos da sua família ou da família de outras pessoas podem se beneficiar do seu interesse e trabalho. Não perca tempo!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    oito + dois =