Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

Pensamento sistêmico: o que é, como desenvolver

Nós sempre devemos avaliar as situações do nosso cotidiano e como elas afetam as nossas vidas e das outras pessoas. Seja na vida pessoal ou profissional, é necessário ter consciência a respeito de como nós pensamos e agimos. Pensando nisso que a nossa equipe explicará o significado de pensamento sistêmico e como desenvolvê-lo.

O que é pensamento sistêmico?

O pensamento sistêmico é a capacidade das pessoas entenderem fatos que envolvam outras pessoas e instâncias em um evento. Dito de outra forma, é quando uma pessoa entende quais as consequências de um acontecimento na vida dela e de outras pessoas relacionadas a esse evento.

A pessoa que tem visão sistêmica toma decisões mais rápido, pois enxerga conexões entre diferentes setores. Tanto que ela consegue antecipar algumas consequências das escolhas que faz e consegue direcionar resultados como deseja. O trabalho em equipe faz a diferença quando todos os membros de uma organização pensam em conjunto.

Ao contrário dessa visão sistêmica, as pessoas com pensamento linear ficam presas a uma forma de pensar com etapas independentes e com resultados imprevisíveis.

Características do pensamento sistêmico

Os autores Pier Luisi e Frtjof Capra no livro A Visão Sistêmica da Vida afirmam que o pensamento sistêmico tem como características:

Perspectiva do todo

Em vez de se concentrar em partes, a pessoa passa a considerar o todo de um sistema. As ações dela são direcionadas agora a produção de todo o complexo em vez de apenas um setor.

Multidisciplinaridade

Em suma, esse tipo de pensamento ensina que os sistemas dividem um conjunto de princípios organizados. Na prática, significa descobrir semelhanças entre disciplinas diferentes e saber como integrá-las em diferentes fenômenos.

Conhecimento aproximado

Já que é impossível compreender todos os fenômenos, o pensamento sistêmico ajuda as pessoas a terem um conhecimento aproximado deles. Mesmo que uma compreensão definitiva das coisas seja impossível, é possível ter um conhecimento limitado e aproximado a respeito das leis universais.

Benefícios de ter pensamento sistêmico

Quem desenvolve o pensamento sistêmico é capaz de:

1 – Compreender e considerar diversas variáveis, aspectos, partes e relações do mundo ao redor,

2 – Desenvolver múltiplas interpretações a respeito de vários assuntos,

3 – Aproveitar diversas fontes de prazer, intensificadas pela multiplicidade, gerando um equilíbrio de percepção,

4 – Buscar e encontrar soluções interligadas a fim de resolver um problema, alcançando grandes objetivos e aprendendo com a situação,

5 – Considerar diversas opções antes de fazer uma escolha definitiva.

Organizações de aprendizagem

Segundo o autor Peter Senge, as organizações de aprendizagem influenciam no aprendizado generativo e adaptativo das pessoas. Em outras palavras, os funcionários são incentivados a trabalhar em grupo e buscar por soluções criativas aos problemas. Para Senge, existem disciplinas dentro das organizações do aprendizado, sendo elas:

Aprendizado em grupo onde as pessoas pensam em conjunto,

Domínio pessoal onde a pessoa entende como ela vê o mundo,

Modelos mentais que são ideias enraizadas das pessoas,

Pensamento sistêmico, entendendo o esquema de toda a organização em vez das dificuldades individuais,

Visão compartilhada, sendo o trabalho em conjunto das partes envolvidas na experimentação de soluções,

E para cada característica há níveis de abordagem, como:

Prática, onde a pessoa age com uma ideia em mente,

Princípios, como a pessoa age segundo as ideias direcionadas da organização,

Essências, sendo a maneira de pensar da pessoa de forma automática, considerando toda a organização,

A cultura organizacional

De acordo com o autor Peter Senge, o pensamento sistêmico deve ser reproduzido de forma natural nas organizações. Além disso, as escolhas dessas organizações devem criar relacionamentos de causa e efeito com resultados a curto e longo prazo. Já que um sistema sempre é gerado, as pessoas envolvidas devem saber os efeitos das suas escolhas.

Quando se tem uma cultura de aprendizagem fica mais fácil para a organização fazer interação entre direcionamentos e conceitos entre o pessoal. Dessa forma, a maneira como o colaborador trabalha muda e ele entende que suas ações impactam na empresa.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    A importância do pensamento sistêmico

    Mesmo com tantos avanços, muitas pessoas continuam a fazer escolhas de modo isolado e desconsiderando o contexto da organização. Como resultado, os funcionários acabam fazendo escolhas sem um direcionamento ou posições definidas. Assim, a organização nunca alcança os resultados que deseja e acaba desperdiçando muitos recursos.

    Por meio do pensamento sistêmicom, as pessoas encontram alternativas que consideram todo o desempenho da empresa. Elas não só otimizam recursos e esforços, mas também um setor potencializa as ações e resultados dos outros.

    Ademais, é possível gerenciar conflitos entre as pessoas com a ajuda do pensamento sistêmico. Assim que a organização demonstra uma postura sistêmica, o ambiente de trabalho entre funcionários se torna mais colaborativo. Dessa forma, os atritos são diminuídos e a interação e cooperação entre a empresa é retomada.

    Como ter pensamento sistêmico

    Desenvolver o pensamento sistêmico é importante para as pessoas interagirem melhor entre si e os seus objetivos. É um fato que pessoas alinhadas a um mesmo propósito têm mais chances de realizá-lo com sucesso. Pensando nisso, os colaboradores podem desenvolver a mente sistêmica quando:

    Entendem que um problema não é de apenas uma pessoa

    A fim de resolver um problema, uma organização nunca deve considerá-lo como algo isolado. Logo, é importante interpretar a questão em sua totalidade. Uma maneira de lidar com esse problema, além de reunir as pessoas, é estudar casos que estão conectados.

    Criar ações empreendedoras

    As organizações devem avaliar e desenvolver novas ações para o empreendimento. Contudo, estudar as causas e efeitos deve ser uma prioridade sempre.

    Ser paciente

    Em vez de considerar resultados a curto prazo, as pessoas devem considerar os resultados a longo prazo. Assim as soluções encontradas se tornam duradouras e mais sustentáveis.

    Entender que o todo é o que importa

    Saber observar o todo é muito mais relevante que dar atenção apenas a uma parcela.

    Considerações finais sobre pensamento sistêmico

    O pensamento sistêmico nos revela que as pequenas ações das pessoas influenciam em coisas maiores que elas. Logo, é preciso que todos nós busquemos um olhar mais amplo a respeito das escolhas que fazemos. Não apenas nós seremos afetados, como também outras pessoas envolvidas de forma direta e indireta.

    As pessoas que pensam de forma individual e querem resultados rápidos têm poucas chances de se desenvolverem. É necessário saber liderar, assim como entender que cada pessoa tem um papel e é parte de um grupo. Investir na capacidade de gestão das pessoas ajuda a melhorar os resultados que uma organização deseja alcançar.

    Você pode desenvolver o seu pensamento sistêmico com o nosso curso online de Constelação familiar. O curso é a ferramenta que você precisa para desenvolver o seu autoconhecimento e garantir acesso ao seu potencial completo. Garanta já a oportunidade de realizar as suas metas pessoais e mudar a sua vida com a Constelação familiar.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    dezesseis + dezenove =