Constelação FamiliarUncategorized

Oração dos Antepassados na constelação familiar

oração para os antepassados

Nas Constelações Familiares e Sistêmicas, a Oração dos Antepassados é capaz de libertar sua vida de laços antigos, assim como caracteriza Bert Hellinger. O recomendável é repetir a oração por 21 dias.

A seguir vejamos um exemplo de oração dos antepassados:

“Hoje quero homenagear toda minha família, principalmente meus ancestrais. Eu venho de vocês. Vocês são minha origem. Ao chegar antes de mim, me forneceram o caminho no qual, hoje, transito.

Dou um lugar em meu coração e em meu sistema familiar para cada um de vocês. Hoje, honro aos que  fizeram bem e aos que fizeram mal. Aos que se foram e aos que ficaram.

Aos abusadores e aos abusados.  Bons e maus. Ricos e pobres. Fracassados e  bem sucedidos. Saudáveis e doentes. Além dos que conheci e aos que não conheci. E, ainda, aos que conseguiram e aos que não.

Honro cada um de vocês e, acima de tudo, qualquer um de vocês que tenha sido excluído por qualquer motivo. Eu não estaria aqui, se vocês não tivessem chegado antes de mim. Vou levar todos comigo em cada passo que der e em cada coisa que fizer.

A partir de hoje, cada passo que eu der com meu pé direito, eu o dou com meu pai e toda a família do meu pai. Cada passo que eu der com meu pé esquerdo, eu o dou com minha mãe e a família da minha mãe, respeitando os destinos de todos.

Peço que me deem sua bênção para ser a pessoa mais saudável, bem sucedida, amada, amorosa e generosa do mundo.Vou fazer isso em homenagem a vocês, colocando o nome da minha família e minhas raízes no alto.

Obrigado, obrigado, obrigado. Obrigado pai, obrigado mãe.
Eternamente grato. Obrigado aos meus antepassados.”
Que assim seja!

Constelação Sistêmica

Ser filho de tais pais, nascido em tal família, tal lugar e tal cultura representa um destino que não escolhemos e que nos limita inexoravelmente.

Descobre-se que os ancestrais se intrometem em nossos assuntos, por exemplo, decifrando repetições alucinantes de eventos que muitas vezes são graves (suicídio, acidentes), mas também benéficos.

De modo que, há vinte anos, psicólogos criativos e perspicazes vêm construindo a árvore genealógica com seus pacientes para identificar o que impede ou impulsiona seu desenvolvimento pessoal.

Já no século passado, Bert Hellinger, um ex-professor, missionário na terra dos Zulus (ainda próximo ao culto aos ancestrais),  inventou a abordagem alemã psico-genealógica chamada Constelação Familiar Sistêmica.

Em 1980, ele retornou à Europa , deixou as ordens, tornou-se psicanalista e praticou a dinâmica de grupo e a terapia primária.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

O seu método revela de forma simples e pungente a forma como estamos inconscientemente ligados aos nossos grupos de referência, a começar pela nossa família.

Além disso, oferece uma forma radicalmente nova de nos libertarmos sem que tenhamos que nos desligar dos destes grupos, o que é tão impossível como parar para respirar.

Constelação Familiar

A Constelação Familiar é praticada em grupos. De forma que o guia da constelação pergunta à pessoa que deseja constelar (que chamamos de constelante) sobre os eventos que afetam seus vínculos com os membros de sua família.

Ou seja, pode ser a morte precoce de um dos genitores, acidente, perda de um membro da família, atos de guerra, adoção, morte de um filho…

Assim, ele decide quais ancestrais participarão da primeira imagem da constelação e escolhe representantes entre os membros do grupo, inclusive para si mesmo.

Em silêncio, o constelante os posiciona em um ponto do espaço em relação ao outro, em pé, com os braços pendurados. Então ele se senta e observa de fora o que ele “cravejou”.

Leia também:  Mensagem para pai falecido: 13 frases de saudade

A partir desse momento, a linguagem falada e pensada entram em comunicação com outra linguagem: a do corpo, que ocupa quase todo o espaço, e seus sentimentos.

Portanto, a expressão do olhar, as percepções sensoriais, os ângulos de posicionamento e as distâncias entre os representantes e ainda seus impulsos espontâneos de direção do movimento adquirem significado.

Funcionamento

O guia pergunta a cada representante como eles se sentem. A primeira imagem de uma constelação mostra de forma condensada o amor desviado e os bloqueios que emergem. Muitas vezes, o constelante fica surpreso e comovido com a veracidade da representação que se realiza sobre sua família, embora não conheça os atores.

Isto porque, a “percepção representativa” transmite informações que temos inconscientemente, através do nosso corpo, como se não estivéssemos separados dos outros, mas conectados. Este fenômeno ainda é um mistério para a ciência cartesiana.

Aqui, o guia intervém para buscar mudanças no espaço que desatam bloqueios e permitem que o amor e a paz voltem a circular. Desta maneira, membros excluídos do sistema podem ser adicionados e o guia oferece soluções de frases e rituais (como é o caso da Oração dos Antepassados).

Assim, o sujeito pode então ocupar o lugar de seu representante nesta nova configuração. Ele se integra sentindo essa imagem inusitada que lhe abre um novo futuro nas relações familiares.

Solução pacífica

Às vezes, a Constelação para antes que se encontre uma solução pacífica, porque é uma questão de reconhecer o que é (trauma, inibição) e parar de negar. Curvar-se ao que é incompreensível e inconcebível é um passo importante de cura.

Finalmente, então, os representantes são convidados a sair de seu estado de representação, para se conectar com sua identidade consciente e seu próprio sistema familiar: sacudir, respirar, dizer seu nome.

O constelante é convidado a visualizar a última imagem de sua constelação nas próximas semanas. Ele pode confiar em “sua alma”, sua sabedoria interior para encontrar os meios de traduzir em ação externa o que ele entendeu como uma solução para seu problema.

É um processo que requer tempo, coração e coragem.

Considerações finais

Bert Hellinger explora três níveis de consciência através dos quais evoluímos à medida que amadurecemos. Isto porque, esses níveis se opõem e requerem nossa intervenção consciente para pacificá-los e integrá-los:

  • primeiro nível: quando crianças, amamos nossos grupos de referência (pais, etc.) como eles são e aceitamos cegamente seus valores e estamos prontos a nos sacrificarmos por eles;
  • segundo nível: entendemos que existem diferentes seres e sistemas que são, no entanto, aceitáveis e até benéficos; e,
  • no terceiro nível, estamos conectados uns aos outros no que Bert Hellinger chama de “Grande Alma”.

Considerando as grandes premissas das Constelações Familiares e Sistêmicas e a Oração dos Antepassados, conheça nosso curso de Constelação Familiar e Sistêmica! Um curso cheio de conhecimentos produtivos para sua vida profissional e pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − onze =