Constelação e Relacionamentos

Namoro tóxico: sinais e dicas para superar

É possível afirmar que muitas pessoas vivem um namoro tóxico. Então, nesse artigo, você aprenderá a identificar relações tóxicas e como terminar com elas.

É possível afirmar que muitas pessoas vivem um namoro tóxico sem perceberem. Afinal, elas recebem agressões sutis com frequência. Mas, que aumentam conforme as atitudes do abusador evoluem. Hoje você aprenderá como identificar relações tóxicas e terminar com elas.

O que é um namoro tóxico?

De acordo com especialistas comportamentais, o namoro tóxico é uma relação abusiva e controladora. Sempre há um agressor atacando e subjugando a vontade da vítima. Para tanto, o agressor manipula, isola e até controla a vontade do seu parceiro.

Como resultado, essas pessoas vivem uma relação sem respeito e com bastante agressividade. Os parceiros complementam um ao outro de forma tóxica, já que criam uma dependência doentia. Tudo porque a vítima vira uma refém das vontades e ações do parceiro.

É provável que os parceiros sejam pessoas tóxicas e com atitudes problemáticas. Contudo, é mais comum que haja um agressor e uma vítima das suas manipulações. Assim, os parceiros tendem a se agredir mais e mais ao passo que a relação avança.

A vítima nunca será uma vencedora

No namoro tóxico, os agressores sempre diminuem as conquistas do parceiro. Tudo porque eles sentem inveja, já que eles não têm o mesmo potencial das suas vítimas. Como eles não conseguem superar os parceiros subjugados, diminuem suas vitórias.

Além disso, muitos namorados tóxicos gostam de incomodar porque sentem prazer em machucar. Ou seja, a pessoa tóxica age de forma sádica para se sentir superior. Dessa forma, sempre que a vítima conquistar algo, o seu parceiro afirmará como ela é insignificante.

Saiba que você jamais deve se envolver com alguém que diminua o seu sucesso. Portanto, você sempre deve se envolver com pessoas que torcem por você na vida.

Sinais de namoro tóxico

Nós sempre devemos conhecer os sinais de namoro tóxico. Afinal, nós precisamos nos proteger contra parceiros abusivos assim que os identificarmos. Os sinais mais comuns são:

  1. Agressões constantes, sejam físicas, mentais ou emocionais;
  2. conflitos e discussões constantes que começam por qualquer razão;
  3. falta de empatia onde o agressor não se importa com o parceiro;
  4. falta de reciprocidade no relacionamento;
  5. sempre existe um agressor que manipula, diminui e controla a vida do parceiro.

Problematização constante

Em um namoro tóxico, o agressor cria discussões com o objetivo de machucar o parceiro. A pessoa tóxica sempre reforça uma característica negativa do namorado(a) para deixá-lo(a) mal. Nesse sentido, a pessoa vira vítima das próprias ações por causa do parceiro tóxico.

Por exemplo, se você gosta de comer muito, o parceiro tóxico falará mal desse hábito. Ainda que ele pareça elogiar, o comentário terá um viés maldoso para te machucar. Tanto que você sentirá vergonha porque gosta de comer bem.

Caso você reclame, o parceiro dirá que você problematiza a relação. Você acaba inseguro, visto que o parceiro manipula os seus sentimentos e atitudes.

O poder da manipulação

No namoro tóxico, os parceiros abusivos sempre manipulam os companheiros. Eles(as) manipulam com a intenção de se manterem no controle do relacionamento. Dessa forma, os hábitos mais comuns são:

1. Ameaças
Para manter o controle do namoro tóxico, o parceiro abusivo sempre ameaçará seu namorado(a). Ele(a) afirmará que fará determinada atitude se o parceiro se comportar de tal maneira. Como resultado, a vítima de abuso sentirá ansiedade constante.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

2. Tratamento de silêncio
Como maneira de punir a vítima por qualquer coisa, o agressor ficará em silêncio por dias.

3. Críticas “gentis”
O parceiro que abusa, quase sempre faz críticas disfarçadas de elogios para o outro se sentir mal.

Como saber se estou em um namoro tóxico?

Como nós afirmamos antes, é necessário que as pessoas saibam como identificar um namoro tóxico. Dessa forma, elas podem prevenir possíveis agressões e transtornos causados por seu parceiros. Então, você observará sinais como:

Leia também:  Sexcoach: o que é e o que faz?

1. Infelicidade
Pessoas que estão em um relacionamento tóxico, com certeza, são infelizes. Além disso, a vítima sente ansiedade constante por causa das brigas e agressões.

2. Baixa autoestima
Já que está em uma relação tóxica, a vítima sempre é diminuída pelo parceiro. Como resultado, ela não acredita em si e nem se valoriza como deve.

3. Ciúmes e controle excessivos
Parceiros tóxicos sempre controlam os (as) namorados(as) com atitudes e ciúmes excessivos. Por exemplo, eles(as) quererem fazer atividades juntos somente para vigiá-los. Tanto que muitas pessoas não deixam seus parceiros fazerem atividades sozinhos.

4. Comunicação agressiva
Assim como a relação, o parceiro tóxico se comunica com atitudes negativas. Dessa forma, ele demonstra críticas, hostilidade e bastante sarcasmo.

5. Estresse frequente
Pessoas sempre deveriam ser felizes em seus namoros, mas relações tóxicas estressam. Como resultado, as vítimas de abuso sentem cansaço e esgotamento com o parceiro.

6. Falta de privacidade
Namorados(as) tóxicos nunca permitem que seus parceiros tenham privacidade. Dessa forma, monitoram as ações para saber o que o outro está fazendo e pensando.

7. Desejo que o outro se transforme
É possível afirmar que a vítima de abuso deseja que o seu parceiro mude. Segundo psicólogos, esse comportamento acontece porque a vítima tem a esperança de viver o amor  nesse relacionamento. Entretanto, compreenda que você não pode consertar o comportamento de uma pessoa tóxica.

Como terminar um namoro tóxico?

Todos nós devemos aprender como identificar um namoro tóxico e sair dele. A princípio, devemos perceber os sinais que descrevemos acima. Em seguida, precisamos refletir a respeito de como esse tipo de relação está nos fazendo mal.

Talvez os parceiros queiram salvar a relação por meio de terapia ou comunicação mais saudável. Contudo, muitas pessoas precisam se curar sozinhas sem a influência do parceiro. Caso a separação seja o único meio, a vítima deve procurar apoio profissional a fim de receber suporte emocional.

Todavia, se a vítima sofre com violência física ou se acredita que está em risco, ela deve denunciar o agressor. Já que as mulheres são as maiores vítimas, elas podem discar para a Central de Atendimento à Mulher, discando 180.

Ademais, as vítimas também podem fazer denúncias aos órgãos competentes por meio do número 100. Ofereça ajuda e apoio a sua amiga ou familiar. Então, não deixe de procurar os serviços disponíveis na sua cidade ou estado.

Considerações finais sobre namoro tóxico

Pessoas sempre estão vulneráveis a um parceiro abusivo em um namoro tóxico. Tudo porque o abusador sente prazer em acabar com a autoestima do parceiro por meio de ataques físicos e emocionais. Como resultado, a vítima para de acreditar em si e que merece ser feliz.

Se necessário, a vítima deve denunciar os abusos que sofre para as autoridades competentes. É importante que elas tomem iniciativa a fim de evitar situações que comprometam as suas vidas. E lembre-se: todos nós podemos nos relacionar com pessoas agradáveis porque merecemos um namoro e amor saudáveis.

Após você aprender como identificar um namoro tóxico, que tal conhecer o nosso curso online de Constelação familiar? Com a ajuda do curso você desenvolverá o seu autoconhecimento para desbloquear o seu potencial interior. E ainda, aprender a lidar com seus problemas emocionais. Se inscreva agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × dois =