Transtornos e Doenças

Mentes Ansiosas: resumo de 5 ensinamentos do livro

É muito comum encontrar pessoas que têm mentes ansiosas. Então, listamos aqui 5 ensinamentos do livro da autora Ana Beatriz Barbosa sobre o assunto.

É muito comum encontrar pessoas que têm mentes ansiosas. Por conta disso, listamos aqui 5 ensinamentos do livro da autora Ana Beatriz Barbosa sobre o assunto. Então, confira agora mesmo o nosso post.

O que são mentes ansiosas?

“Mentes Ansiosas: o medo e a ansiedade nossos de cada dia” é um livro escrito pela psiquiatra Ana Beatriz Barbosa. Ela já produziu outras obras de grande sucesso como “Bullying”, “Mentes Perigosas” e “Mentes e Manias”.

O livro tem como objetivo apresentar as diversas formas que a ansiedade está presente no nosso dia a dia. Isso tudo de forma muito descontraída, algo perceptível ao longo das mais de 140 páginas da obra. Então, vamos conferir alguns ensinamentos que a autora traz para os seus leitores.

Livro Mentes Ansiosas: 5 ensinamentos para pessoas com ansiedade

1. Reconhecer a própria ansiedade

No livro Mentes Ansiosas Ana Beatriz explica que o primeiro passo para superar a ansiedade é reconhecer que tem isso. Aliás, ela expõem que todos possuem algum medo e quando esse receios começam a afetar o cotidiano, é necessário procurar ajuda.

Esse auxílio deve vir de um profissional especializado da área. Além disso, esse tratamento deve ser levado muito a sério por quem sofre desse transtorno. Ou seja, assim como a gente trata de outras enfermidades como diabetes e hipertensão, por exemplo.

Por fim, a psiquiatra afirma que é importante que a pessoa não esconda o distúrbio ou se envergonhe sobre a ansiedade. Isso porque ter esse tipo de comportamento só irá fazer o “monstro” crescer ainda mais.

2. Evitar determinados alimentos

Ana Beatriz começa contextualizando que muitas pessoas ansiosas não levam a sério a importância de selecionar os alimentos na hora da alimentação. Muitas pesquisas nutricionais apontam que bebidas e suplementos alimentares podem desencadear ou agravar os sentimentos de ansiedade.

Contudo, a psiquiatra explica que muitas outras pesquisas concluíram que determinados alimentos são benéficos para pessoas ansiosas. Já que eles contêm estabilizadoras do estado de humor e propriedades calmantes.

Por fim, a autora traz alguns alimentos que devem ser evitados, segundo a sua experiência com pessoas que sofrem de ansiedade. Então, confira a lista dela:

  • cafeína (café, chá preto, refrigerante à base de cola etc.);
  • açúcar;
  • álcool;
  • suplementos alimentares;
  • laticínios e carnes vermelhas.

Alimentos que aliviam a ansiedade

Já sobre os alimentos que podem ajudar no alívio do sentimento de ansiedade, Ana Beatriz lista tais grupo de alimentos:

  • verduras;
  • frutas;
  • féculas;
  • legumes;
  • cereais integrais;
  • sementes e nozes;
  • carnes, aves e peixes.

3. Apostar em técnicas de relaxamento

Ana Beatriz aponta que é muito importante realizar algumas técnicas de relaxamento. Isso porque alguns pacientes tratados por ela apresentaram um feedback positivo. Além disso, ela explica que essas pessoas relataram que tiveram uma sensação de maior bem-estar e melhoras significativas na saúde física.

A autora expõe que há muitas boas técnicas de relaxamento, contudo é importante que a pessoa experimente algumas e escolha aquela que traz paz física e mental. A dica dela para saber se a técnica é boa, é avaliar se a mente se esvazia. E permanecer quieta, após algum tempo, como se nada mais importasse.

4. Praticar exercícios físicos

Para Ana Beatriz, a prática de exercícios físicos é muito importante para a redução da ansiedade. Afinal, a descarga de tensão física e emocional que ocorre após os exercícios, reduz imediatamente e diretamente a ansiedade.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

A psiquiatra explica que as atividades físicas reduzem a ansiedade, pois os exercícios dilatam os vasos sanguíneos do corpo e do cérebro. Assim, favorecem a circulação e a oxigenação. Por fim, há mais nutrientes fluindo para a execução das funções cerebrais e há possibilidade de os produtos tóxicos serem retirados do cérebro.

Leia também:  Mente ansiosa: descubra o que é e como resolver

5. Fazer terapias complementares

Para terminar as recomendações, Ana Beatriz diz que os ansiosos devem buscar outras técnicas terapêuticas. Sendo que elas devem ser coadjuvantes no processo de recuperação. Alguns exemplos que ela traz e que são aprovadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) são:

  • ioga;
  • meditação;
  • acupuntura;
  • shiatsu.

Vale destacar algo muito importante que a autora traz no livro “Mentes Ansiosas”. Ela defende que essas terapias não devem substituir o tratamento convencional medicamentoso ou psicoterápico.

Contudo, Beatriz aponta, com base em sua experiência clínica, que usar outras técnicas traz resultados muito satisfatórios, desde que associadas ao tratamento estabelecido. Por fim, a autora finaliza dizendo que essas terapias estão voltadas para o bem-estar da pessoa: corpo, mente e alma. O que traz conforto, autoconhecimento e autocontrole.

Mentes ansiosas: quais as causas da ansiedade

Além de apresentar algumas recomendações de como superar a ansiedade, “Mentes Ansiosas” apresenta algumas ideias das causas da ansiedade. Para isso, a autora enumera alguns motivos, tais como:

Mentes ansiosas e os fatores genéticos

Os fatores genéticos podem ter um papel importante para o desenvolvimento da ansiedade. Desse modo, alguns estudos apontam essa predisposição familiar. A agorafobia, que é um dos transtornos de ansiedade mais comuns, atinge 5% de toda a população. Contudo, essa taxa aumenta entre 15% e 25% para pessoas que têm um dos pais com esse mal.

Programação familiar

Alguns ambientes familiares colaboram para o desenvolvimento de transtornos de ansiedade para as crianças. Portanto, um desses cenários é criado por pais que são muitos críticos e que exigem um alto desempenho de seu filho.

Se a criança vive nessa situação pode crescer com um sentimento sofrível de autoestima, receosa e ansiosa aceitar riscos. Já que terão muito medo de fracassar. Além disso, pais que são ansiosos podem criar seus filhos com esse sentimento e ensiná-los que o mundo é um lugar assustador, com muitos perigos e riscos.

Situações de tensão emocional

Passar por um período muito longo de tensão nervosa, como doenças crônicas na família ou preocupações financeiras, pode trazer sentimento de ansiedade. Isso porque as pessoas que são submetidas a essas situações têm mais dificuldade em dominar o estresse com calma.

Com isso, essas tensões emocionais ocasionam desgaste no sistema nervoso. Após um tempo, a pessoa começa a ficar muito ansiosa ou estressada.

Crenças pessoais

Muitas pessoas cultivam algumas crenças que reforçam os transtornos de ansiedade. Nessa classificação estão uma imagem negativa de si mesmas e a baixa avaliação das próprias capacidades. Aliás, a maioria das pessoas com ansiedade são inseguras e acham que não estão equipadas para enfrentar a ansiedade.

Nesse sentido, essas pessoas ansiosas acreditam tanto nas suas incapacidades que possuem um discurso negativo sobre si mesmas. E isso pode ser pode ser um importante fator na perpetuação dos transtornos de ansiedade.

Considerações finais sobre mentes ansiosas

Nós esperamos que você tenha gostado do nosso post sobre o livro “Mentes Ansiosas” da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa. Por isso, te convidamos a conhecer o nosso curso online de Constelação Familiar. Dessa maneira, com as nossas aulas, você desenvolverá seus autoconhecimentos. Então, não perca essa oportunidade de mudar a sua vida. Inscreva-se já e comece ainda hoje!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =