Constelação e ProfissõesConstelação FamiliarDepoimento

Musicoterapia e Constelação Familiar

musicoterapia constelação familiar

Sou formada em música, e hoje quero dar meu depoimento sobre as relações entre música, musicoterapia e constelação familiar. A musicoterapia tem benefícios comprovados nos processos de relaxamento, combate à ansiedade, organização mental e fomento à criatividade. Além disso, ao me especializar em Constelação Familiar, descobri que as duas áreas se completam e se conectam, atuando na vida do indivíduo.

Quer conhecer essa relação e como essas duas profissões se beneficiam? Então continue a leitura!

Musicoterapia e Constelação Familiar e Sistêmica

Sempre me interessei por inúmeras formas de terapia. Nesse sentido, foi fantástico descobrir o Curso de Formação em Constelação Familiar e Sistêmica deste Instituto. Combinando os conhecimentos que eu já tinha em musicoterapia com as noções de Constelação e Psicanálise trazidas pelo Curso, consegui compreender muitas relações do meu desenvolvimento e vi também formas mais claras de ajudar outras pessoas.

Minha vida antes de trabalhar com musicoterapia e Constelação

Anteriormente, havia me formado em Direito (em 2010), e não exerci a profissão de advogada nem quis estudar para concursos. Fiz a prova da OAB seis vezes e não passei. Hoje entendo o porquê. Então, logo depois da faculdade, me casei e continuei trabalhando no escritório de advocacia onde eu estagiava.

Até que ganhei minha primeira filha e saí de lá. Neste meio tempo até meu segundo filho ir para a escola, trabalhei com mil e uma coisas. Por exemplo, Avon, Jafra, vendendo semijóias e roupas, além de trabalhar com maquiagem profissional.

Assim, nunca gostei e nunca quis depender financeiramente do meu marido nem de ninguém. Mas, não obtive sucesso com nenhuma destas maneiras de ganhar dinheiro. Por isso, comecei a pensar em outra forma de ganhar a vida.

A faculdade de música e o corte inesperado

Comecei a dar aulas no conservatório da minha cidade este ano. Por isso, faço, desde o ano passado, faculdade de Música, que é um requisito. Assim, até pensei até em trabalhar com musicoterapia. Porém, mês passado teve um corte de vagas, porque muitos alunos desistiram de estudar. Ou seja, fui cortada do quadro de funcionários juntamente com mais outras 10 pessoas.

Depois desse baque, nesses últimos meses fiz alguns cursos. Entre eles o curso de Aromaterapia, Florais de Bach, Colorimetria e Reflexologia Podal. Ainda não estou atuando nessas áreas.

Os primeiros passos com a Constelação

Através de um grupo de Hoponopono, no Whatsapp, no qual uma colega postou um vídeo sobre filhas de mães narcisistas, me identifiquei e procurei saber mais. Deparei-me com a Constelação Familiar e fiquei alucinada. Essa minha colega me indicou uma terapeuta. Ademais, ela tem uma lista de transmissão em um aplicativo e me manda áudios toda semana.

Por eu não estar trabalhando no momento, preferi empreender meu dinheiro neste curso. Por isso, não quis fazer uma consulta com a terapeuta. Mas sei que  o curso vai me ajudar e ajudar a outras pessoas também.

A expectativa quanto a Constelação

Estou muito empolgada. Já me vendo atendendo muitas pessoas, observando e “dirigindo” as cenas, conversando com meus clientes, dando workshops, atendendo empresas. Tudo dando tão certo, que não vejo a hora de colocar a mão na massa.

Desde o primeiro vídeo de constelação que presenciei, fiquei admirada e minha intuição logo disse “faça esse curso”.

O nascimento da constelação

Ela foi amplamente divulgada por Bert Hellinger, nascido em 1925 em Leimen, na Alemanha. Ele era um grande estudioso de:

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

  • psicanálise
  • pedagogia
  • psicoterapia

É impressionante uma terapia que pode curar gerações e ser associada a musicoterapia para melhores resultados! Além das relações de amizade com colegas de trabalho, em questões empresariais e da comunidade.

Leia também:  Gratidão aos pais: o que diz a Constelação Familiar?

A base da Constelação Familiar

A Constelação baseia-se na análise da árvore genealógica da família do constelado e do lugar que ele dá a cada pessoa, distância, proximidade, convergência ou afastamento. Essa terapia pode saber da causa das angústias e relacionamentos conflitantes (familiares, organizacionais, etc).

Assim, em uma sessão, o constelado coloca na cena, pessoas em seu papel, representando seus familiares e ele, do modo como ele encara a questão escolhida para trabalhar. A partir daí, verificamos onde há a ruptura da ou das leis.

Essas leis são de hierarquia, pertencimento e equilíbrio.

Ou seja, para ver se houve compensação daquela geração ou de gerações anteriores. Exemplo: minha avó teve minha mãe com 16 anos, ela nunca disse quem era o pai. Assim, também aconteceu com minha mãe e comigo. Isto é, acontecerá até que consiga ver onde há uma ruptura e até que eu esteja disposta a corrigi-la.

A Constelação tem o intuito de realinhar

Assim, a Constelação vem como forma de me curar. Curar minha família e curar a todos que me procuram em busca do realinhamento do fluxo amoroso familiar ou organizacional existente. Um fluxo que foi interrompido por algum motivo. Por isso, ao reestabelecer esse fluxo, nossas relações irão melhorar e o caminho a ser seguido será mais fácil.

Conclusão sobre a musicoterapia e a Constelação Familiar

Pelo acima exposto, percebemos o quanto é importante a musicoterapia junto com a Constelação Familiar Sistêmica, como em muitas outras áreas profissionais. Ademais, como é incrível o quanto ela ajuda a recompor os relacionamentos familiares. Amigos, colegas de trabalho, empresas, comunidade e casais são alvos desse beneficiamento. Ou seja, ela nos auxilia a ver com os olhos do amor.

Por fim, a Constelação Familiar te fará enxergar a sua família com outros olhos, além de possibilitar que outras famílias sejam reestruturadas e colaborar para que seja estabelecida a ordem dentro de uma empresa, por exemplo.

E você, já pensou na possibilidade de uma reestruturação familiar para conviver melhor com as pessoas de sua família? Ou de combinar sua profissão atual com os benefícios da Constelação? Então conte pra gente sobre os seus anseios e comente sobre o que mais quer saber a respeito do assunto.

Artigo redigido por Lilian Lúcio, exclusivo para nosso blog.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =