Constelação e Relacionamentos

Minha família: 7 sinais positivos que você deve buscar

Se você já se questionou "o quero eu para a minha família" esse artigo é para você! Pois, nós selecionamos 7 sinais positivos que você deve buscar. Confira!

Se você já se questionou “o quero eu para a minha família” esse artigo é para você! Pois, nós selecionamos 7 sinais positivos que você deve buscar! Desse modo, as relações no seu lar serão mais harmônicas. Então, não perca tempo e confira agora mesmo!

Família é meu bem maior, então o que eu tenho feito?

Para começar, nós precisamos ser sinceros: o que você tem feito pela sua família? Isso porque, muitas pessoas afirmam que a “família é meu bem maior”, mas pouco fazem por ela. Ou seja, muitos esperam que os demais membros assumam as reponsabilidades.

Contudo, para que os sinais positivos aconteçam, todos devem agir nos mesmos propósitos. Não é à toa que todas as pessoas precisam estar envolvidas. Afinal, o bem-estar de uma casa é consequência das atitudes das pessoas que moram nela.

Porém, se a sua família não está no melhor momento, você pode mudar essa realidade. Sendo assim, tome a iniciativa para fazer as coisas acontecerem. Porque, pelo seu exemplo os demais aprenderão contigo. Logo, as coisas melhorarão.

7 sinais positivos para a minha família

Para que você se sinta bem ao dizer que “minha familia é minha base”, a seguir deixamos 7 sinais positivos que você deve buscar. Então, que tal colocá-los em prática?

1. Manter diálogo sobre tudo

O diálogo é essencial para qualquer relacionamento. Contudo, quando se pensa em família é mais necessário ainda. Pois, isso ajuda a evitar problemas e resolver conflitos. Por exemplo, se vocês não conversam sobre finanças, como evitar gastos desnecessários ou até mesmo planejar as férias?

Dessa forma, o diálogo deve ser a base para tudo. Ou seja, desde assuntos relacionados ao trabalho e estudos aos sentimentos diante de alguma situação. Sendo assim, todos sabem o que está acontecendo e terão mais empatia com a situação do outro.

Claro que, no caso de filhos pequenos, é preciso filtrar as informações. Assim, você deve passar para eles os principais pontos e numa forma adequada para que eles entendam. Por exemplo, se houve alguma despesa inesperada e determinado passeio ficará para o próximo mês: explique!

Assim, você diminuiu a ansiedade e gera um senso de responsabilidade nos pequenos desde cedo.

2. Estabelecer o respeito desde sempre

Para o caso de casais que estão começando a se conhecer, é fundamental estabelecer o respeito desde o começo. Assim, vocês já saberão os limites de cada um. Inclusive, identificar atitudes que não condizem com os seus valores e princípios.

Sendo assim, se o seu parceiro ou parceira for possessivo(a) ou ciumento(a) demais você já poderá “cortar o mal pela raíz”. Pois, se no relacionamento a dois já é assim, as coisas só tendem a piorar quando formarem uma família.

Já no caso de famílias já formadas, vale voltar ao tópico anterior: o diáologo. Então, todos precisam conversar para estabelecer limites e respeito. E isso vale tanto para a relação entre pais e filhos, quanto para irmãos e demais membros da família.

3. Organizar e distribuir as tarefas domésticas

Para muitas pessoas isso pode parecer desnecessário, mas organizar e distribuir as tarefas evita diversos conflitos. Isso porque, na maioria das vezes, as mulheres se sentem sobrecarregadas com tantas tarefas. Nesse sentido, é necessário dividir as tarefas entre todos para a manutenção do lar.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Por isso, é necessário organizar quais tarefas, quem fará e quando precisa ser realizada. Sendo assim, as principais tarefas domésticas são:

    • cozinhar;
    • lavar roupa;
    • passar roupa;
    • lavar a louça
    • tirar o pó;
    • fazer compras;
    • lavar o banheiro;
    • cuidar das plantas e animais de estimação, quando tiver;
    • pagar as contas.

    E lembre-se, os filhos podem ser incluídos desde pequenos com tarefas de arrumar o quarto e os próprios brinquedos. Dessa forma, todos colaboram e ninguém se sente sobrecarregado, pois entendem que cabe a cada um fazer a sua parte. Ainda mais quando as pessoas trabalham e tem uma rotina mais agitada.

    Por isso, também é importante fazer um rodízio das tarefas. Ou seja, se na semana passada o filho mais velho que estava responsável por lavar a louça, nessa semana ela deverá jogar o lixo fora e assim por diante.

    4. Fazer planejamento financeiro

    Muitos divórcios acontecem por problemas financeiros. Pois, infelizmente pouco somos ensinados sobre educação financeira. Então, é preciso que o casal mantenha um planejamento financeiro. Assim, é preciso somar todas as despesas e dívidas para depois estabelecer metas para a família a curto, médio e longo prazo.

    Desse modo, vocês evitam compras desnecessárias e o comprometimento do orçamento familiar. Ademais, é preciso pensar também em uma reserva de segurança. Assim, vocês garantem uma renda diante de algum gasto inesperado. Ainda, evitam recorrer a empréstimos e novas dívidas.

    5. Expressar amor

    Muitas pessoas sentem que não são amadas, enquanto outras demonstram amor de diferentes formas. Por isso, ao expressar amor, sua família se torna mais forte e conectada. Nesse sentido, expressar o amor também torna o ambiente mais leve e melhora o bem-estar de todos.

    Afinal, um lar conturbado e cheio de discussões faz mal a todos. Por isso, se “a família é minha base” expresse seu amor e veja como as relações com os seus familiares será cada vez melhor.

    6. Aprender a perdoar

    Como seres humanos, todos nós falhamos e nossas atitudes podem ferir os demais. Por isso, ao aprender a perdoar você e sua família saberão lidar com os conflitos e problemas. Então, desenvolva a compreensão, enxergando o lado do outro. Pois, esse é o primeiro passo para o perdão.

    Nesse sentido, sentimentos negativos, como a mágoa e raiva não destruirão a sua família. Ademais, você também impede de causar sentimentos negativos para você mesmo. Já parou para refletir nisso?

    7. Ter momentos de qualidade

    Quando foi a última vez que você fez um programa em família? E aqui não estamos nos referindo a coisas grandiosas como aquela viagem espetacular. Pois, saiba que ter momentos de qualidade com as pessoas que você ama pode ser de forma simples.

    Dessa forma, vocês podem assistir a um filme ou série, cozinhar, andar de bicleta, fazer uma noite de jogos ou praticar algum esporte. Portanto, o importante é ter um tempo em família em que todos estejam envolvidos sem o celular ou questões de trabalho.

    Considerações finais sobre sinais positivos para a minha família

    Nesse artigo, nós trouxemos uma série de dicas que você deve buscar para a sua família. Assim, acreditamos que os relacionamentos entre todos só tem a fortalecer. Contudo, precisamos reforçar que esses sinais precisam ser desenvolvidos.

    Isso porque, muitas situações virão para provar a cada um e é necessário estar disposto a aprender com as dificuldades. Sendo assim, todas as pessoas precisam conhecer a si mesmas e também as pessoas que com quem convivem.

    Por isso, para desenvolver o autoconhecimento, faça nosso curso online de Constelação Familiar. Assim, você também aprenderá ferramentas para melhorar sua relação com as pessoas a sua volta. Logo, sentirá um amor genuíno ao dizer que “minha família é meu bem maior“.

    One thought on “Minha família: 7 sinais positivos que você deve buscar

    1. Adoro ler seus posts e refletir se estou no caminho certo.
      Criação de filhos pode ser muito difícil pois é a formação de uma mentalidade para a vida toda e muitas vezes sinto que erro sem perceber.
      Obrigado pelo seu site!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    5 + quinze =