Constelação e RelacionamentosConstelação e vida diária

Filhos adolescentes: comportamentos e como lidar

Você tem filhos adolescentes? Se você é mãe ou pai e quer saber como lidar com seus filhos nessa fase, veio ao lugar certo. Então, confira nosso artigo!

Você tem filhos adolescentes? Pois, a adolescência é uma fase muito importante e ao mesmo tempo bem complicada, afinal os hormônios estão à flor da pele. Se você é mãe ou pai e quer saber como lidar com seus filhos nessa fase, veio ao lugar certo. Por isso, confira o nosso post para saber mais.

“O que ocorre como o meu filho na adolescência?”

Se você já fez essa pergunta alguma vez, temos aqui a sua resposta. Como já dissemos, a adolescência é um período que ocorre muitas mudanças, tanto emocionais, quanto comportamentais. Assim, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa fase começa com 11 anos de idade, contudo o fim dessa etapa é incerto.

Logo, essa puberdade é caracterizada, em especial, pelas transformações biológicas que levam à capacidade reprodutiva. Contudo, não é só o corpo que muda, o cérebro também é afetado e sofre certas modificações.

Sendo assim, a sua filha na adolescência, por exemplo, muda o seu jeito de pensar, agir e sentir. Por mais que todos pensem que o cérebro nasce “pronto”, não é bem assim. Ele passa por transformações ao longo dos anos e o amadurecimento completo dessa rede de neurônios só acontece mais ou menos aos 24 anos de idade.

Saiba mais…

Por isso, é normal que os adolescentes comecem a ter novas habilidades e, mesmo assim, serem imaturos para outras coisas. Por exemplo, eles são capazes de pensar de maneira hipotética, abstrata e intuitiva. Além disso, já percebem as diferenças das outras pessoas e como se colocar no lugar do outro.

Desse modo, essa capacidade intelectual ajuda a desenvolver habilidades sociais e desperta o interesse por outros novos temas. Contudo, induz ao gosto pela discussão e à atitude reivindicatória e contestatória, o que os tornam “aborrecentes” na opinião de pessoas mais velhas.

Por fim, há outras mudanças no humor, que são acompanhadas de agressividade. Entretanto, na maioria das vezes, são apenas representações da insegurança e ansiedade por conta das tantas situações novas.

Como lidar com filho na adolescência?

Agora que sabemos o que ocorre na adolescência, veja quais são as orientações para lidar com filhos adolescentes.

1. Filhos adolescentes: dê autonomia

Embora muitos acreditem que a melhor maneira de lidar com os adolescentes é limitar as suas liberdades, essa ideia é muito errônea. Isso porque eles precisam saber que estão ganhando independência, claro que os pais precisam impor certos limites.

Além disso, para eles poderem crescer como adultos mais conscientes é necessário que eles tenham pensamentos críticos e fazer escolhas (até mesmo as erradas). Assim, os filhos adolescentes serão conscientes de que suas ações geram consequências e eles precisam lidar com elas.

2. Fale com seus filhos adolescentes sempre que possível

O diálogo é uma prática que precisa estar muito presente na relação entre pai e filho. Claro, que na adolescência isso é muito mais importante. Aliás, vale falar sobre tudo e que você tenha a mente aberta.

Pois, aquilo que os adolescentes não ouvem de seus pais, poderão escutar de outras pessoas sem a garantia da veracidade da mensagem. Sendo assim, os assuntos que você deve abordar e discutir com seu filho são, por exemplo,:

  • padrões de beleza;
  • sexualidade;
  • drogas e álcool;
  • compulsão alimentar;
  • bullying.

Vale destacar que se não há um diálogo saudável entre os pais e os filhos adolescentes, pode haver consequências graves. Por isso, demonstre compreensão e seja ativo para conversar sobre os mais variados assuntos, até mesmo os mais delicados, sem criar problemas.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

3. Imponha limites

Como já falamos, incentivar a autonomia é muito importante para os adolescentes. Contudo, impor limites é um trabalho dos pais que é fundamental para o desenvolvimento dos jovens. Isso deve ser feito de modo muito paciente e respeitoso para que não haja conflitos nessa relação.

Leia também:  Você Pode Curar sua Vida: 7 dicas do livro

Alguns exemplos dessa imposição de limites para os adolescentes são:

  • definir os horários de voltar para a casa;
  • respeitar os horários de estudo;
  • cuidar da alimentação.

Saiba mais…

Portanto, essas regras precisam ser levadas a sério, tanto pelo jovem, quanto pelos pais. Além disso, as proibições também fazem parte, em especial, quanto está relacionada ao consumo de cigarro e álcool, por exemplo.

Vale lembrar que todos limites impostos devem ser explicados e, se necessário, negociados. Assim, isso irá demonstrar que você, pai e mãe, sabe ouvir e respeitar a opinião de seus filhos. Quando as regras forem definidas, os pais também precisam cumpri-las, afinal eles são os principais exemplos.

4. Elogie as pequenas conquistas de seus filhos adolescentes

Quem não gosta de um elogio, não é mesmo? E os adolescentes não seriam diferentes, já que o ato de elogiar permite que a pessoa se sinta mais confiante para continuar. Quando um pai faz isso pelo seu filho, ele estará demonstrando que reconhece os esforços do jovem.

Por isso, não deixe de elogiar! Aliás, quanto mais melhor e se for feito diariamente, você logo colherá os frutos. Seja por ele ter ido bem numa prova ou ter escolhido uma roupa bonita, faça um belo e sincero elogio.

Além disso, elogios são um dos pilares da disciplina positiva. Ao valorizar as pequenas vitórias do jovem, você estará valorizando as suas atitudes. E será um estímulo para sempre continuar naquele caminho.

5. Mostre sempre o seu apoio

Como já sabemos a adolescência é um período cheio de desafios, por isso, o jovem precisa de muito apoio de seus pais. Já que se não houver essa base, na maioria das vezes, pode ocorrer graves erros que não são relatados para os responsáveis por conta do medo.

Por isso, com intuito de evitar tais situações, é necessário que você, pai e mãe, sempre demonstre que estará ao lado, haja o que houver. Então, mantenha sempre o diálogo, para que juntos você possa resolver tais problemas que ele trouxe.

Além disso, é fundamental que você passe para seus filhos adolescentes algumas lições importantes, por exemplo:

  • a importância de lidar com os problemas;
  • como as pessoas mais próximas a ele podem ajudá-lo nestes momentos.

6. Seja um amigo dele

Por fim, seja um grande amigo do seu filho! Por mais que numa relação entre pai e filho parece que tem um que manda e um que obedece, não precisa ser assim. Afinal, uma amizade nessa relação é fundamental para que haja respeito.

Então, escute seu filho, saiba do que ele gosta e tenha hobbies juntos. Vale uma noite de filmes ou almoço especial para que esse relacionamento seja o mais saudável possível.

Além disso, essa é uma forma de as duas partes reconhecerem que o outro tem sonhos e limites. Por isso, é necessário praticar a empatia para o bem dessa relação.

Considerações finais sobre filhos adolescentes

Com o nosso post, você pode entender melhor sobre como lidar com filhos adolescentes. Mas caso precise saber mais sobre como resolver os conflitos que surgem nessa fase, temos um convite: conheça o nosso curso completo de Formação em Constelação Familiar. Então, não perca essa oportunidade e inscreva-se já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 4 =