Constelação e ProfissõesConstelação Familiar

Judiciário e Constelação Familiar: casos de sucesso

casos de sucesso de constelação familiar no judiciário

O Poder Judiciário e a Constelação Familiar estão cada vez mais conectados. A Constelação Familiar e Sistêmica tem sido cada vez mais empregada pelo Poder Judiciário no Brasil. O resultado: estima-se que 95% dos casos tratados por este método chegam a um desfecho favorável e amigável na fase de mediação.

Especialmente nos casos de família, cível e empresarial. Com isso, são menos casos de litígios, desafogando a Justiça.

O sucesso da relação entre Judiciário e Constelação Familiar reconhecida pelo Conselho Nacional de Justiça

Para ser um mediador em Constelação Familiar, não é preciso ser advogado ou psicólogo. Qualquer pessoa com formação em um curso como o Curso de Formação em Constelação Clínica e que seja selecionada pela Vara ou Comarca pode atuar como mediador.

Todos que trabalham com o público ou com gestão de pessoas podem se beneficiar do conhecimento das constelações sistêmicas. Já foi bastante noticiado o sucesso da relação entre Judiciário e Constelação Familiar.

Inclusive, há um reconhecimento pelo Conselho Nacional de Justiça com resultados favoráveis em questões que envolvem conciliação.

A possibilidade de uso da Constelação Familiar por profissionais de diferentes áreas de conhecimento

Professores, pedagogos e profissionais de saúde, pela natureza de suas profissões, também podem ter experiências bem sucedidas. Destaco aqui a possibilidade do uso das constelações pelos profissionais de Serviço Social.

O público alvo dos profissionais do Serviço Social

Os profissionais do serviço social desenvolvem seu trabalho com:

  • adultos;
  • idosos;
  • crianças;
  • adolescentes.

Esse público alvo se encontra, muitas vezes, em situações de vulnerabilidade.

A função do Assistente Social

O Assistente Social tem seu foco voltado para a coletividade. Ele visa inserção ou a reinserção do indivíduo na sociedade. Isto é, trata-se de um indivíduo atuante junto a instituições de saúde, previdência social, escolas, presídios, empresas e ONGS.

Além disso, planejam e executam políticas sociais e assistenciais com populações diversas. Possuem a sua atividade regulamentada, sendo necessária graduação e registro em conselho de classe. É comum também que exerçam suas atividades em equipes multidisciplinares, interagindo com profissionais de diversas formações.

A Constelação contribui para a realização de um atendimento humanizado

O estudo das constelações produz autoconhecimento. Conhecer-se é importante para o desenvolvimento profissional em qualquer área, pois torna mais fácil ter consciência de nossos objetivos, metas e pontos que precisam ser trabalhados. Tudo isso prezando pela a realização de nossos potenciais. E ainda, aprimorando habilidades e talentos dentro da competência profissional e em todas as áreas da vida.

A compreensão das Constelações eleva a empatia, quesito fundamental para quem trabalha com o público, como o Assistente Social. Ela promove maior acolhida, melhor escuta, produzindo um atendimento humanizado.

Esse atendimento é indispensável ao acolhimento de populações em vulnerabilidade, que é, de modo geral, o público alvo das ações planejadas e desenvolvidas por estes profissionais, entendendo seus conflitos e vivências sem julgamentos e condenações prévias.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    O conhecimento das Constelações familiares permite ao profissional deste ramo, saber sobre dinâmicas familiares e relações interpessoais entre os indivíduos. Haverá assim, maior possibilidade de prevenir ou intermediar de forma satisfatória conflitos com os quais venha a se deparar. Isso favorece uma adesão às estratégias empreendidas e aumento na eficácia de sua atuação profissional.

    A Constelação contribui para o aumento da capacidade da gestão de conflitos

    As mesmas habilidades proporcionadas pelo aumento do autoconhecimento e empatia, vão favorecer o profissional no relacionamento dentro das equipes de trabalho. Ocorrerá então aumento na capacidade de gerir conflitos entre: profissionais, gestores e público etc. Melhorando, com isso, resultados práticos e menor desgaste dos profissionais com questões do dia a dia.

    Onde usar os conceitos da Constelação no âmbito judicial

    Conceitos de constelação familiar podem ser utilizados em questões relacionadas à:

    • alienação parental;
    • abandono de idosos;
    • abandono de pessoas incapacitadas;
    • atendimento de pessoas com necessidades especiais e etc.

    Em outras questões de relevância social, eles também poderão ser usados, por isso a necessidade da relação entre Judiciário e Constelação Familiar.

    Reestabelecendo os laços através do trabalho em conjunto entre Judiciário e Constelação Familiar

    Através de uma abordagem livre de julgamentos, todos os envolvidos serão acolhidos e aceitos, favorecendo a construção do pertencimento, da empatia e da solidariedade. Isso provocará um resgate do afeto, da dignidade e da autoestima entre famílias e comunidades.

    Esse tipo de ação conjunta entre Judiciário e Constelação Familiar poderá ser desenvolvida em diferentes espaços de atendimento. Em hospitais, postos de saúde, CAPS, escolas, presídios, espaços comunitários em geral poderão ser executadas também. Serão utilizadas atividades específicas e de caráter terapêutico ou apenas uma nova maneira de compreensão do ser humano.

    Além disso, ele colocará em evidência a necessidade constante de aprimoramento e construção de vínculos familiares e sociais saudáveis. Ele também irá buscar uma maior integração e redução de problemas decorrentes de vínculos disfuncionais

    Conclusão

    Embora a facilitação de constelações em outras atividades não estejam oficialmente dentro das atribuições do profissional de serviço social, a expansão da técnica é de excelente aceitação. Ela vem colhendo em diferentes áreas, como evidencia a parceria Judiciário e Constelação Familiar, doces frutos em prol das relações.

    Isso a torna uma perspectiva interessante. Principalmente, para todos os que se interessam pelo desenvolvimento pleno do indivíduo. Isto é, para aqueles que se preocupam com a inserção e contribuição de cada um no desenvolvimento de uma sociedade saudável.

    Se você se interessa por Constelação Familiar e Sistêmica para agregar na sua profissão atual (como a de advogado ou qualquer outra), ou para você ter uma nova profissão (principal ou como renda extra), inscreva-se no Curso EAD Completo de Formação em Constelação Familiar e Sistêmica.

    2 thoughts on “Judiciário e Constelação Familiar: casos de sucesso

      1. Olá, Ana Patricia, tudo bem? Sim! O Curso tem a formação técnica completa e a certificação suficiente para você atuar como consteladora. Gratidão! Equipe Constelação Clínica.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    13 − treze =