Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Drogas na adolescência: o Olhar da Constelação Familiar

A adolescência é uma fase de grandes mudanças na vida de qualquer pessoa, alterando o seu físico enquanto a mente o acompanha. Contudo, também é uma fase de descobertas, onde somos tentados a vivenciar experiências novas, ainda que nos coloquem em risco. Assim, se tratando de drogas na adolescência, veja a análise feita pela Constelação familiar.

O papel dos pais

A relação que o casal mantêm um com o outro reflete diretamente na criação dos filhos. Dessa forma, uma família bem estruturada, seguindo o fluxo positivo de ordem e harmonia, tende a criar filhos mais felizes. Contudo, o caminho inverso possui um efeito também. Assim, uma ruptura nessa relação compromete a construção comportamental dos jovens.

Em uma fase de descobertas e tantas incertezas, a ausência dos pais em algum nível o empurra para uma necessidade. Sentindo-se incompleto no seio da família, ele buscará algo que o afaste dali, bem como da realidade tortuosa que vive. Nesse momento, entram as drogas. Assim, elas são a chave para um mundo sem amarras, dores e obrigações, ainda que cobrem um preço depois.

Dessa forma, a figura dos pais se torna um elemento essencial na construção de qualquer adolescente. O jovem deve enxergá-los como boas referências a serem seguidas. Além de cultivarem uma relação saudável um pelo outro, os genitores precisam enxergar seus filhos. Assim, devem ser solidários, atenciosos e se manterem a par das necessidades do jovem, o guiando pelas trilhas certas.

O que os adolescentes procuram nas drogas?

Como dito linhas acima, o adolescente procura se afastar do campo familiar. Quando sente que alguma necessidade sua não está sendo cumprida, ele encontrará nas drogas uma forma de apoio e de se blindar contra a realidade. Talvez, no primeiro momento, até sinta um receio pela iniciativa, mas após a iniciação, se entregará completamente.

Em contato com outros usuários, ele acha que encontrará também a aceitação e integração que lhe faltaram em casa. Assim, as drogas na adolescência funcionam como um passe a uma comunidade que vibra na mesma sintonia. Independente da sua natureza, o adolescente será acolhido ali porque também busca a mesma coisa: acolhimento.

Os efeitos causados pelas drogas simulam o que o jovem não encontrou em casa, contudo, de forma potencializada. Assim, é isso que o levará à dependência. Parafraseando Emma Frost, personagem popular das histórias em quadrinhos, “…Fazem com que se sintam astros do cinema sendo dirigidos por Deus com locação no paraíso”.

Efeitos das drogas na família

Drogas, independente de sua natureza, legalizadas ou não, representam e causam o declínio de seus usuários. Não afetam apenas a sua mente e o seu corpo, mas também o campo familiar. Assim, são como um tentáculo negro injetando uma toxina emocional em uma pessoa. Dessa forma, degradam o seio familiar, geram feridas e também marcas difíceis de curar.

Assim sendo, seus efeitos incluem:

Repetição

De acordo com a Constelação Familiar, todos nós somos leais ao círculo da família, ainda que não percebemos. Em contato com o destino grave de algum parente, estamos suscetíveis a repetir o mesmo caminho como forma de rever a situação.

Assim, o mesmo círculo nos impele a completar esse episódio, gerando mais dores durante o processo. Dessa forma, essa tentativa de resgate a um indivíduo acaba por nos arrastar na mesma direção.

Ordem

As drogas na adolescência são uma ponte para a quebra de uma lei fundamental da Constelação familiar: a ordem. Os adolescentes envoltos nos efeitos delas desrespeitam os seus pais, quebrando a hierarquia da família. Por consequência, um desequilíbrio nesse berço é gerado e, além de ferir a geração atual, acaba por comprometer o sucesso da seguinte.

Equilíbrio

Quebrando outra lei fundamental da CF, o equilíbrio, o adolescente passa a receber mais do que entrega. Dessa forma, ele vira uma espécie de vórtice, sugando a energia, recursos e emoções dos pais. Assim como ele, esses recursos são jogados a esmo e em campo desconhecido, não sendo possível reavê-lo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Consequências

    As drogas na adolescência podem destruir bem mais do que aparentam. Assim, ainda que incluam o jovem em um campo de “comunidade”, o isolam completamente do mundo. Denegrindo muito além do seu corpo, esse veneno atinge outros campos como por osmose, comprometendo assim o futuro do adolescente. Veja o porquê:

    Relações sociais

    Simples: se alguém não está incluso na mesma viagem, é jogado para fora do carro. Dificilmente um dependente nessa idade se abrirá com alguém e procurará ajuda ao mal. Assim, suas relações sociais ficam comprometidas, quebrando qualquer chance de um retorno desse jovem ao que era antes. Não o bastante, também podem prejudicar quem ele viria a ser no futuro.

    Comportamento

    Um adolescente usuário deixa de ser dono de si para virar propriedade do vício. Dessa forma, de alguém social e amigável passa a se tornar recluso, agressivo e imprevisível. As drogas são figuras egoístas que querem a atenção unicamente para elas. Portanto, trabalharão para afastar qualquer outro contato afetivo.

    Exposição

    Os adolescentes, em sua maioria, têm a necessidade de serem vistos de alguma forma. Entretanto, há uma linha que limita até onde eles podem ir sem se prejudicar ou ferir outras pessoas. Assim, quando suas ações ultrapassam o seguro, o jovem pode se tornar uma pária aos círculos próximos a ele. A exposição desse lado dependente o mostra como uma figura a ser evitada e excluída.

    A Constelação junto ao tratamento de drogas na adolescência

    Um adolescente dependente químico precisa de um tratamento especializado e isso não se discute. Contudo, é possível elevar a eficácia desse tratamento com a ajuda da Constelação familiar. Graças a ela, podemos migrar essas dinâmicas que acontecem no inconsciente ao campo consciente, fazendo um estudo melhor delas.

    Ao estudá-las, a CF ajuda o adolescente a se sentir menos atraído ao vício. Assim, ela consegue fazer com que o jovem tenha acesso a um espectro físico do que está interferindo em sua imagem mental. Olhando para si com olhos mais sistêmicos, ele pode iniciar um novo ciclo na sua vida e correr a uma mudança.

    Os adolescentes precisam de vigilância constante no sentido de crescimento. O papel dos pais aqui não é regular os jovens, mas guiá-los e apoiá-los nesta fase de mudanças quase que intermináveis. Eles são as referências dos jovens à vida adulta.

    Portanto, se você tem filhos, procure estar mais perto deles. Tente de maneira indireta saber se possuem algum tipo de deficiência ou problema, já que a conversa, naturalmente, muda nessa fase. Como genitor, também tente enxergar o seu papel na vida dele. Assim, trabalhe constantemente para ser uma figura de apoio, confiança e colaboratividade.

    Como ajudar de maneira efetiva a partir da Constelação

    Conhece alguém que está nessa fase difícil e não sabe como ajudar? Por que não se inscreve em nosso curso de Constelação familiar? Em nosso curso, você tem acesso as ferramentas que te ajudarão a enxergar o outro com um olhar diferenciado, alcançando os limites do seu inconsciente. Isso permite que você monte um quadro do campo familiar dele com mais precisão.

    Independente da sua rotina, as aulas online oferecem comodidade e te acompanham no seu ritmo, já que estuda quando e onde quiser. Além disso, o certificado é válido em todo território e com um preço bastante atrativo. Não perca mais tempo e ajude alguém a construir uma ponte ao bem-estar. Seja um constelador. Alguém passando por problemas com drogas na adolescência pode estar precisando de você.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    18 − três =