Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Especial Dia dos Filhos: Constelação na relação com filhos

Um dia especialmente dedicado aos filhos, o 23 de setembro visa fortalecer a união familiar em casa. Entretanto, muitos deles carregam uma carga do passado familiar, impedindo que progridam como deveriam. Vamos entender melhor o emaranhado envolvendo a nova geração e prepará-los para que aproveitem o dia dos filhos.

O destino dos outros em nós

De acordo com a Constelação familiar, os filhos acabam enroscados no destino da própria família. Isso porque, de forma inconsciente, se mostram leais aos seus antepassados. Por respeito a eles, se enveredam pelas mesmas rotas às quais estes escolheram em suas vidas. Contudo, nem sempre são boas escolhas ara suas vidas.

Ainda que pretendam dar alívio aos pais, assumir essas dores acaba por reproduzi-las em si próprios. Já que eles não tem a bagagem necessária para compreendê-las, semostram incapazes de lidar. Em suas mentes, em momento algum, passa a ideia de que o fardo que carregam pertence aos pais.

Por causa disso, se origina conflitos que os sobrecarregam, justamente alimentados por essa lealdade. Em muitos casos, dada à natureza do destino imposto, muitos filhos se tornam indivíduos problemáticos na vida. Tudo depende diretamente das origens das tensões criadas. A separação dos pais, por exemplo, abala profundamente um indivíduo.

A força do ambiente

O dia do filhos somente pode ser aproveitado quando o próprio ambiente colabora a isso. Pode parecer absurdo, mas o local onde ele se desenvolve pode ser visto com a energia de um ser vivo. As ações executadas debaixo de um teto acabam por ficarem impregnadas na própria estrutura da casa.

Com isso, mesmo que esteja sozinho, uma pessoa nunca está afastada das relações graças à casa. O ambiente onde se vive influencia diretamente no comportamento diário dessa pessoa. Contudo, cabe ressaltar que esse mesmo comportamento é uma forma de avaliação. Por meio dele, é que se tenta entender tudo o que acontece ao seu redor.

Basicamente, os filhos são o termômetro de como uma família está sendo conduzida. Assim que começam a dar problema, podemos ter certeza que existe um emaranhado familiar presente. Ainda que os problemas se apresentem de diversas formas, os mais comuns são as doenças, comportamentos erráticos e relacionamentos mal conduzidos.

As correntes e as feridas

Como viu acima, o dia dos filhos pode ser arruinado pelos emaranhados familiares. Por conta deles, a geração atual pode desenvolver problemas graves de conduta e saúde que afetam amplamente suas vidas. Isso vai desde complicações físicas até mentais, como:

Relacionamentos

A matriz de relacionamento nutrida em casa afeta diretamente a mantida em sociedade. Assim sendo, quem possui uma relação familiar ruim, tende a repetir o mesmo padrão do lado de fora. Gradativamente, os emaranhados sufocam, comprimem seu comportamento e tendem a corrompê-lo como pode.

Problemas psicológicos

O mau contato com a família pode facilmente elaborar traumas psíquicos nos filhos. Isso porque o mesmo está ausente de um berço saudável que o ajude a se desenvolver como se espera. Infelizmente, isso pode causar carência, tristeza, dependência física e emocional e até depressão. Um problema maior se divide em peças menores, ainda que letais.

Dependência

Como aberto acima, para suprir a falta dos pais, os filhos podem recorrer a qualquer objeto que substitua esse contato. Por causarem prazer imediato, as drogas são os caminhos mais fáceis. Entretanto, seus efeitos são passageiros e duram pouco. Para reviverem essa sensação prazerosa, acabam se tornando viciados.

A recusa no tratamento

Infelizmente, mesmo próximo ao dia dos filhos, muitos pais recusam a ajuda terapêutica. Isso porque acreditam serem capazes de lidar com a situação sem qualquer intervenção externa. Todavia, isso indica um movimento proveniente do próprio campo familiar. Eles se sentem traindo suas raízes, vendo na presença do terapeuta a sua própria:

Culpa

Assim que percebem que os filhos têm problemas, eles tentam intervir de forma direta e sem preparo. Entretanto, nem sempre isso dá certo e precisam recorrer à terapia, se sentindo fracassados. A recusa se dá pelo medo de presenciarem a própria culpa enquanto o terapeuta analisa toda a situação.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Valor de cargo

    A terapia é pouco bem recebida porque os pais se sentem inúteis em sua função natural. A responsabilidade de criar os filhos concernia unicamente aos dois e estes se sentem falhos em seus cargos. Além disso, existe a ideia de julgamento alheio sobre toda a situação. Muitos temem o que os outros dirão, embora isso não tenha qualquer valor.

    A função da Constelação familiar

    O principal objetivo da Constelação familiar é proporcionar clareza a qualquer círculo familiar. Por meio dela, é possível descobrir e entender como as dinâmicas ocultas estão conduzindo comportamentos sadios ou não. A depender do que possa encontrar, é possível construir um caminho libertador a tempo de aproveitar o dia dos filhos.

    Quanto aos pais, estes alcançam alívio ao encontrarem as motivações no comportamento dos filhos. O emaranhado fica evidente também para eles, já que estão envolvidos diretamente nessa construção. Ao invés de focarem no problema final, entendem como tudo se construiu no passado.

    À medida em que a Constelação se aprofunda, a lealdade a algum ancestral é trabalhada. A mesma intervém com o intuito de mostrar que não existem obrigações em relação a essas impressões negativas. Com isso, a ajuda proporcionará uma melhora em seu comportamento. Cabe ressaltar que isso não se trata de traição como visto acima.

    Considerações finais: dia dos filhos

    O dia dos filhos deve ser uma data celebrada por toda a família. Isso porque o momento foi criado justamente para unificar os laços familiares entre as gerações. Infelizmente, a data não pode ser comemorada como se deve graças aos emaranhados familiares. Eles atuam como um bloqueador natural de qualquer vibração boa e construtiva.

    Caso tenha filhos e possua receios em relação ao comportamento deles, procure a ajuda da Constelação. A mesma visa reforçar o seu trabalho natural como genitor e tutor, não te substituir. Se por acaso for filho, procure entender a perspectiva da dinâmica que está nutrindo com seus pais. Isso vai permitir uma relação mais frutífera a todos.

    Para tornar a boa energia do dia dos filhos permanente, se inscreva em nosso curso EAD de Constelação familiar. Como viu acima, a ideia é fazer com que unifique toda a sua família e a harmonize. O autoconhecimento é uma ferramenta valiosa e integração e aprendizado contínuo.

    O curso é ofertado via internet, possibilitando mais conforto na hora de aprender. Você pode estudar quando e onde for mais vantajoso a você, sem comprometer sua rotina normal. Mesmo que tenha total flexibilidade, sempre contará com a supervisão e ação dos professores para alcançar seu potencial. Mergulhará em seu tempo nas ricas apostilas.

    Quando finalizar sua grade, terá em mãos um certificado impresso que comprova a sua excelente formação. Assim, garanta a chance de construir uma vida amorosa consigo e com a família através do curso de Constelação familiar. Ah, e não se esqueça de comemorar o dia dos filhos hoje!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    18 + dezesseis =