Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Especial dia das crianças: a Importância da Família para a Criança

dia das crianças

Todos os anos, nós brasileiros comemoramos o Dia das Crianças em outubro, no dia 12. Assim, nesse dia ou semana, os familiares buscam presentear e exaltar a figura da criança, pela sua importância para o ciclo familiar. É muito comum que bairros periféricos façam festas comunitárias para as crianças e suas famílias. Além disso, outras instituições também buscam comemorar a data, como a escola e a igreja. Hoje, vamos abordar a importância da família para a criança. Ficou interessado? Então acompanhe a leitura e relembre sua infância!

O que é o dia das crianças?

O dia das crianças, como algumas outras datas comemorativas, foi impulsionado pela questão comercial. Ou seja, grandes empresas se beneficiam dessa data para lucrar, como no dia dos namorados, ou dia das mães. Ademais, a data foi criada (e esquecida), em 1925, para demarcar a importância do cuidado e bem-estar para com as crianças, mas só teve popularidade quando empresas decidiram comemorar a semana da criança.

Por que devemos comemorar o dia das crianças?

Todos nós, um dia, fomos crianças. Atualmente, há muitas pessoas, principalmente mulheres, que se consideram “childfree” e distorceram o sentido da expressão. Ou seja, propagam discurso de ódio contra as crianças. Porém, essas pessoas se esquecem que, um dia, todos nós fomos infantes, pois ninguém nasceu com mais de 25 anos.

Inicialmente, o movimento “childfree” foi criado para apoiar casais ou mulheres que decidiram não ter filhos. Entretanto, com o avanço da ignorância, algumas pessoas passaram a demonstrar verdadeiro ódio contra as crianças e seus pais, excluindo-os de espaços públicos ou privados, como cinemas, restaurantes etc. .Portanto, é importante que comemoremos o dia das crianças, para relembrarmos a importância dessa fase da vida. Isso, porque quando somos crianças, parecemos uma esponja.

Assim, absorvemos tudo que chega até nós, seja experiências positivas, seja negativas. Por isso, é necessário que os pais, familiares e a comunidade próxima à criança tenham empatia e saibam que tudo praticado será visto como influência. Ademais, é muito bom quando uma criança se sente acalentada e segura no meio em que ela vive.

Qual a importância de uma criança para a família?

Com a chegada de um bebê, toda a rotina familiar é transformada. As noites viram dia, e os dias, continuam corridos. A mãe passa a viver quase que integralmente para o bebê, sendo esquecida por todos. É uma fase bem difícil, já que os hormônios oscilantes deixam a mulher em estado de crise. Entretanto, com o passar do tempo, a criança estabelece seu lugar naquele núcleo familiar. Assim, para a família, uma criança é a oportunidade de ver as coisas com um outro olhar e se sentir importante, porque a criação de um novo ser humano demanda muita responsabilidade e atenção.

Além disso, o dia das crianças é importante para que toda a família se reúna e se lembre de como é importante um círculo familiar conectado e disposto a apoiar os pais e a criança em seu crescimento.

Qual a importância da família para a criança?

Para a criança, a família é muito mais importante. Isso porque, como dito anteriormente, as crianças são como esponjas: absorvem tudo. Por isso, um ambiente familiar bem estruturado fará com que, nesses anos iniciais, suas referências de humanidade sejam boas. Ou seja, é importante que o lar da criança seja repleto de amor, carinho, compreensão, liberdade de escolha, limites e conversa.

Uma criança que cresce em um lar desestruturado tem como base muitas coisas ruins. Por exemplo, a criança que cresce vendo seu pai brigar com sua mãe, costuma achar que é normal e, assim, irá repetir o ato quando adulta. Ou então, uma criança que cresce sem receber o amor de sua mãe, achará que, quando ela for adulta e ter um filho, não precisará dar carinho ao seu herdeiro.

Ou seja, um lar desestruturado gera consequências presentes e futuras em um círculo familiar. O que é feito com seu avô pode ser levado em conta para sua filha, ou você mesmo.  Mas então, você sabe como diminuir esses problemas? Primeiro, é necessário que, como base familiar da criança, você e sua família tenham uma boa relação, sem brigas ou intrigas. A comunicação é essencial para uma boa vivência familiar, e a criança deve ter consciência disso.

Porém, como apaziguar problemas dos antepassados? Como evitar que isso afete a vida de nossas crianças? Para isso, creio que a Constelação Familiar possa ajudar!

Como a Constelação pode ajudar a vida de uma criança?

A técnica terapêutica da Constelação Familiar foi amplamente divulgada pelo Bert Hellinger, ganhando reconhecimento pelo mundo todo. Aqui no Brasil, há mais de dez anos essa terapia é aplicada e, por isso, vem ganhando muito reconhecimento.

A partir da terapia da Constelação, os emaranhados familiares escondidos podem ser revelados e dissolvidos. Muitas vezes, as mães ou pais carregam em si alguns problemas que nunca pararam para pensar sobre, e isso é refletido nas crianças. Portanto, entender comportamentos diferentes é importante para o bom funcionamento do círculo familiar.

Após sessões de constelação e com uma visão sobre o que pode ser feito, os pais da criança podem aplicar mudanças em suas vidas cotidianas em família para, assim, melhorar o crescimento e as influências da criança em questão. Pois, lembrando, as crianças são como esponjas. E o que elas têm acesso nessa fase será crucial para sua vida adulta. Por isso, dê a seu filho/a apenas influências boas e uma boa noção do que é ruim, para que ele cresça e se torne um adulto de respeito.

 

Gostou do artigo e quer aflorar seu conhecimento sobre essa técnica terapêutica? Então se inscreva no nosso curso, 100% online, de Constelação Clínica! Com ele, você terá a oportunidade de melhorar seu autoconhecimento e de clinicar!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 12 =