Constelação e vida diária

A Constelação na vida dona de casa

dona de casa

Mesmo com o avanço da sociedade, muitas pessoas, principalmente mulheres, trabalham apenas em casa. A http___www.bigleaguekickball.com_about_ buy Soma with no rx, purchase Soma COD dona de casa, ao contrário do que pensam, exerce um papel essencial e fundamental na vida do conjunto familiar. Isso porque, sem ela, nada funciona. Por exemplo, em uma família que os filhos estudam o dia todo, não sobra tempo para que eles lavem seus uniformes ou prepare seus alimentos. Você sabe como a Constelação Familiar atua na vida de uma dona de casa? Confira agora!

Descobrindo a Constelação Familiar

Ouvi falar sobre Constelações familiares, pela primeira vez, por uma grande amiga de longa data. Em um reencontro, após 10 anos morando em cidades distantes, ela me contava maravilhada sobre sua experiência com o pai. Experiência da qual eu já sabia, sobre o relacionamento inexistente entre os dois – logo traumático. Ademais, que a partir da constelação, ela vinha colhendo frutos bastante positivos dentro desse relacionamento e em outros aspectos da sua vida.

Fiquei muito entusiasmada e curiosa. Por isso, imediatamente procurei saber sobre algum terapeuta que atuasse com a Constelação na cidade onde moro, Maringá – Estado do Paraná. Dentro de poucos dias, estava participando do meu primeiro grupo de Constelação Familiar. Assim, fui profundamente tocada e, após participar várias vezes como ouvinte e representante, escolhi um tema e fui constelada.

A Constelação para uma dona de casa

Toda a teoria que era apresentada nos encontros e aqueles movimentos tão fortes e sinceros das pessoas que participavam, os depoimentos, mexeram muito comigo. Ademais, em meio a tantos aprendizados, transformações e mudanças de pensamentos, me senti instigada a ir mais afundo dentro dessa abordagem sistêmica, dessa vivência, principalmente por causa de  uma questão pessoal. Com isso, obtive muitas respostas significativas para o que vinha vivendo. Despertando em mim um olhar diferente para o mundo, para as pessoas, para a minha família e, claro, para mim mesma.

Como é ser dona de casa?

Fico todos os dias em casa, cuidando dos meus filhos. A mais velha com dez anos, e o mais novo com um ano e sete meses. Além disso, ajudo meu esposo, que é advogado, em algumas tarefas que realizo em casa mesmo, e também faço alguns trabalhos voluntários na igreja próxima à minha casa. Por isso, vejo constantemente como posso atribuir essa técnica terapêutica na vida de pessoas carentes de novas oportunidades. 

São inúmeras as possibilidades de trabalho que partilham um único objetivo: que é fluir para o leve, desemaranhar dos nós, deixar aquilo que não nos pertence e se torna um fardo pesado. Esse fardo, hoje, está representado em doenças e sintomas que desencadeiam uma sociedade triste, individual, intolerante e ferida. E, dentro desse âmbito, enxergo muitas oportunidades de trabalhar a Constelação Familiar com as pessoas do meu cotidiano.

A Constelação me faz enxergar o outro com mais empatia. Além disso, mudou o meu senso de justiça, por isso, aprendi a julgar menos e tento sempre compreender mais. Sendo que tudo reflete diretamente nas questões do meu cotidiano, desde as coisas mais simples, como se reportar aos meus pais, como acolher os meus filhos, no meu relacionamento conjugal, nas questões familiares, até nas conversas com os amigos.

 A partir daí, compartilho com as pessoas mais próximas sobre esse entendimento, e é difícil quem não se interesse. Uma vez que as histórias (na maioria das vezes) se repetem e, no fundo, todos buscam por harmonia, por relacionamentos saudáveis e por fluxo de energia positiva em suas vidas.

Conclusão

Meu intuito é crescer pessoalmente, realizar conciliações, e apresentar esse conhecimento tão transformador para as pessoas.

Eu sinto que a Constelação chegou até mim para preencher o lugar que era dela mesmo. Ou seja, algo que me faltava e que agora encontrei. Sinto a necessidade de explorar cada vez mais esse campo, que é tão crucial na vida do ser humano, que é entender mais de si e dos seus. Agora, procuro saber mais da história dos meus antepassados. De tudo aquilo que faz parte da minha vida e acolher no meu coração. Ademais, aprendi a ser grata, a não excluir, a não reivindicar. Mas, principalmente, aprendi a não julgar, e isso se dá graças à compreensão de que excessos e faltas se deram também por amor.

 Cada conhecimento novo, dentro da Constelação, soma para o melhor que pode ser construído. Assim, revelando paz e harmonia para a vida de todos. Meu desejo é levar pessoas a enxergarem esse caminho de leveza e fluidez para uma vida de equilíbrio e amor.

Gostou do artigo? Deixe um comentário sobre como a Constelação pode auxiliar em sua vida! Quer aprofundar seus conhecimentos sobre essa técnica terapêutica? Então se inscreva no nosso curso, 100% online, de Psicanálise Clínica! Com ele, você estará apto a clinicar e obter muito autoconhecimento!

O artigo presente foi escrito por Jéssica Larissa Borges Fondazzi, exclusivamente para no nosso Blog Constelação Clínica.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

http___www.bigleaguekickball.com_advertise_ Soma WITH CASH ON DELIVERY ~ Soma COD NO PRESCRIPTION REQUIRED 5 × cinco =