Constelação FamiliarFormação em Constelação

10 incríveis motivos para cursar Constelação Familiar

Aqui no Constelação Clínica, estamos sempre ressaltando as vantagens e benefícios de escolher a Constelação Familiar enquanto terapia. No entanto, será que você sabe por que estudar para se tornar um constelador? Caso ainda não tenha respostas que o motivem o suficiente para dar início à sua formação, não se preocupe. Nós preparamos 10 motivos incríveis convencer você a começar já a cursar constelação familiar! Confira!

1 – Você poderá atuar como profissional em uma prática integrativa reconhecida pelo SUS e grandes hospitais

Talvez você confie mais na Psicologia ou na Psicanálise na hora de procurar um tratamento para seus problemas. No entanto, a confiança no mercado das terapias alternativas tem crescido exponencialmente tanto no Brasil quanto no mundo. Assim como em qualquer serviço que você vai escolher, é necessário estar atento para contratar o melhor tipo de profissional.

Nesse contexto, não deixe que nada além disso te desmotive a tentar coisas diferentes. Ao cursar constelação familiar, você não está se comprometendo a atuar na área. Na realidade, um curso é apenas um momento de aprendizado mais aprofundado. Você deixa de ser leigo para se tornar uma pessoa que sabe do que está falando.

No entanto, caso queira se comprometer a estudar para trabalhar, saiba que órgãos e instituições muito reconhecidas nacionalmente já utilizam a constelação como prática integrativa. São exemplos disso o SUS e grandes hospitais como o Hospital das Clínicas da Universidade de Goiás. Tendo isso em vista, deixar de trabalhar na área por desconfiar que seja efetiva não pode mais ser uma desculpa.

2 – Você não precisa ser médico ou psicólogo para cursar constelação familiar

Uma outra desculpa que as pessoas costumam dar para não cursar constelação familiar é o fato de não terem uma formação em alguma prática terapêutica. Desde já, alertamos que não é necessário se preocupar com isso.

Um constelador trabalha não só realizando sessões de constelação com seus clientes. Na verdade, sua atuação é super ampla, englobando escolas, empresas e até tribunais. Assim, é possível ter uma formação totalmente desvinculada do estudo do comportamento humano e, ainda assim, tornar-se constelador. Falaremos sobre isso mais adiante, então não deixe de ler o texto todo até o final!

3 – É possível incorporar o conteúdo de um curso em Constelação na sua profissão atual

Como dissemos, não é necessário ser psicólogo ou psicanalista para cursar constelação familiar. É perfeitamente possível ter outra profissão e trabalhar com a terapia. Assim, queremos reforçar aqui que você pode ter praticamente qualquer profissão e incorporar a ela o conteúdo adquirido em um curso de constelação.

Para isso basta que em seu trabalho seja necessário lidar com pessoas. Afinal, são elas o objetivo e o centro de uma constelação.

4 – Caso não queira mais trabalhar com Constelação, pode continuar usando o que aprendeu em sua vida pessoal

Por outro lado, não necessariamente você quer cursar constelação para trabalhar com isso. E tudo bem! Querer trabalhar com o que você já trabalha é totalmente ok. Assim, não pense que fazer o curso será um divisor de águas no que diz respeito a mudar de emprego.

Contudo, saiba de antemão que você terá de enfrentar um divisor de águas no que tange sua vida pessoal. Uma vez que você entende os princípios norteadores dessa terapia, a sua vida muda. É muito difícil aprender a enxergar os relacionamentos humanos de acordo com a Constelação e continuar limitado. Assim, esteja preparado para crescer como ser humano, inevitavelmente.

5 – Você pode ganhar muito bem apenas trabalhando como constelador

Apesar de estarmos falando que para cursar constelação familiar você não precisa mudar de trabalho, é necessário pensar em questões de custo-benefício. Saiba que você pode acabar faturando muito mais com o trabalho de constelador do que com o que você está trabalhando atualmente. Assim, caso não queira mudar de profissão por achar que está mais seguro financeiramente agora, talvez queira repensar essa ideia.

6 – Seus problemas familiares podem ganhar uma nova leitura diante dos seus olhos

Bom, agora já falamos bastante sobre como cursar constelação familiar pode te trazer benefícios profissionais. Por hora, nos concentraremos um pouco na vida pessoal.

Você lembra do que nós dissemos sobre a constelação ser muito útil para o seu crescimento como ser humano? Pois bem, vamos falar um pouco mais sobre isso no âmbito familiar. Saiba que no que diz respeito à criação de filhos e casamento, a constelação pode ser uma mão na roda. Ademais, até problemas que você tem com outros membros da sua família podem ser solucionados. Consegue imaginar quanta paz isso pode trazer?

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    7 – Você aprenderá como criar seus filhos e lidar com o seu cônjuge usando os princípios da constelação familiar

    Talvez o que você sabe hoje sobre o que é criar uma criança, adolescente ou até um filho adulto não seja o modelo mais adequado. Muitas pessoas apenas repetem ou reagem ao que viveram em suas próprias famílias. Nesse caso, que tal ampliar os horizontes e aprender uma maneira alternativa de lidar com o que está ruim? Ou talvez, por outro lado, o que você tem feito é bom. Contudo, será pode melhorar?

    O mesmo vale para o seu casamento! Muitos de nós amamos, idealizamos ou apenas odiamos o que foi o casamento de nossos pais. Alguns de nós nunca nem tivemos uma família para utilizar como parâmetro.

    Independentemente do que você viveu, saber quais problemas permeiam o seu sistema familiar podem ajudar e muito no que você decidirá para a sua vida. Assim sendo, não deixe de cursar constelação familiar também pensando sobre isso!

    8 – Fazer a transição de uma carreira para outra será mais fácil se você cursar Constelação Familiar

    Voltando ao tema da carreira, gostaríamos de ressaltar que não é necessário ter medo de fazer a transição de carreira se quiser ser constelador. Como dissemos, é possível trazer a constelação para seu trabalho e, aos poucos, se transformar em alguém que só trabalha com sessões de constelação.

    Assim, você pode trabalhar com novas atividades no trabalho que você já faz ou você pode começar a trabalhar só com terapia. A escolha é sua!

    9 – Você terá a oportunidade de atuar em vários segmentos distintos

    Tendo em vista o que acabamos de dizer, saiba que geralmente os consteladores trabalham em três nichos principais: empresas, escolas, tribunais. Obviamente, isso quando não estão trabalhando em sessões e workshops da área, o que também é muito comum. Nesse contexto, o constelador trabalha com procedimentos de mediação, habilidade essa que é importante tanto na vida profissional quanto pessoal.

    10 – Você não precisa sair de casa para cursar constelação familiar

    Por fim, vale dizer que que você não precisa sair de casa se estiver motivado a cursar constelação familiar. Nós preparamos uma formação 100% online e completa em constelação que você pode fazer no seu próprio ritmo. Assim, não precisa se preocupar com problemas na carreira que já tem ou questões de mobilidade. Basta acessar o link que disponibilizamos aqui no artigo e começar a estudar!

    Considerações finais sobre motivos para cursar Constelação Familiar

    Agora que você já sabe nossos 10 motivos para cursar constelação familiar, queremos ouvir de você qual o melhor! O que te convenceu a fazer o nosso curso e dar uma chance ao constelador que existe aí dentro? Nós queremos muito te conhecer e te ouvir!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    5 × 3 =