Constelação e Profissões

Benefícios da Constelação para cuidador de idosos

cuidador de idosos

Com o envelhecimento da população e o aumento de expectativa de vida para além dos 70 anos, a profissão dos cuidadores de idosos se faz muito necessária. Sendo, assim, uma área que só cresce no Brasil. Você sabe como atuar nessa área? Além disso, sabe quais são os benefícios da Constelação para o cuidador de idosos? Não? Então confira agora! 

O que faz um cuidador de idosos?

Esse profissional tem a função de cuidar do idoso, como o próprio nome já diz. Dessa forma, ele deve atender as necessidades de cada um de seus pacientes. Por exemplo, a higiene, alimentação, remédios etc. Assim, não é preciso ser enfermeiro para ser um cuidador de idosos, mas é preciso muita responsabilidade, carinho e afeto para atuar nessa profissão.

 Assim, então, o cuidador de idosos promove o bem-estar emocional e físico que este idoso necessita, não deixando que ele passe por necessidades ou problemas.

Benefícios da Constelação para o cuidador de idosos

O curso de Constelação Familiar beneficiará esse profissional em muitos sentidos. Aqui, iremos destacar cinco desses benefícios!

Curriculum 

A família do idoso percebe que se trata de um profissional qualificado. Ou seja, preocupado em ser o melhor na sua profissão.  Com esse curso, esse profissional vai fazer a diferença e se destacar, sabendo se relacionar com os familiares e podendo, assim, solucionar melhor os problemas familiares existentes.

Autoconhecimento 

Pesquisadores indicaram que os fatos que ocorrem com maior frequência na velhice são: aposentadoria, perda de familiares e amigos e o aparecimento ou agravamento de doenças crônicas. Esse cuidador vai atuar diretamente com esses aspectos emocionais e os problemas que irão surgindo com este idoso.

Ademais, um profissional qualificado em Constelação Familiar saberá lidar melhor com essas questões. Assim, saberá ajudar o idoso nessa fase da vida de uma maneira mais otimista. Além disso, haverá um troca de experiências entre o cuidador e o idoso. O que despertará uma outra forma de encarar a realidade. Ou seja, experimentar uma visão inédita da vida. Com isso, ele passará a se conhecer melhor e superar suas dificuldades e limitações com mais força e responsabilidade.

Conflitos diários

 Nesse aspecto, o profissional surge com uma vida mais criativa,uma vida mais satisfatória ao idoso, bem como respostas sobre os vários aspectos do seu processo. Podendo, assim, auxiliar muito os seus clientes . Portanto, ele estará atento a conflitos pessoais do idoso e seus familiares, para identificar e, assim, com essa visão sistêmica, evitar alguns desses conflitos.

Esse cuidador conhecerá a melhor maneira de cuidar de um idoso, que deve ser tratado como um  ser capaz e não como uma criança. Assim, fazendo com que esse idosos participe das escolhas de suas roupas para se vestir, na escolha do lugar que irá passear (se for possível). Portanto, facilitando a convivência desse idoso com a família.

Relacionamentos 

O cuidador que conhece a Constelação Familiar compreende melhor o idoso e seus familiares. Por isso, consegue auxiliar o idoso e sua família com mais respeito, com uma conduta mais amorosa sem julgamentos. Ademais, consegue interpretar e ajudar os envolvidos a agirem da melhor forma possível e visualizar o papel de cada um dentro do sistema familiar. 

Valor e Respeito

 Esse profissional respeita ainda mais seus colegas de trabalho, o idoso e, consequentemente, os familiares. Portanto, possui uma sensibilidade maior e uma visão mais assertiva das situações, sabe o seu papel e consegue evitar mais conflitos.

Um exemplo de caso em que o cuidador de idosos usará conceitos da Constelação

O cuidador de idosos que possui o diferencial do curso de Constelação irá saber orientar a família como deve cuidar e lidar com os pais. Bert Hellinger ensina que os filhos são pequenos e os pais são grandes. Assim, se somos pequenos e os nossos pais grandes, entendemos que devemos ser cuidados por eles. De certa forma, é assim, mas quando os nossos pais chegam em uma certa idade, somos nós, os filhos, que devemos cuidar dos nossos pais. 

Porém, como nós somos os pequenos e eles grandes, o profissional que possui esse diferencial irá saber orientar a família a lidar com a lei da hierarquia. De uma maneira que fique bom para os pais e para os filhos. Ou seja, precisamos cuidar deles como grades, para isso, precisamos respeitar os limites deles e os nossos como filhos. E, assim, ter respeito pelo lugar que eles ocupam no nosso sistema.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

Portanto, nossos pais podem ser idosos, necessitando de cuidados como medicamento e higiene, e nós podemos proporcionar isso. Entretanto, com limites, respeitando as suas vontades. Por exemplo, se o pai ou a mãe for diabética, podemos explicar que não podem comer mais doce como antes, pois irão passar mal. Mas podemos oferecer um doce que eles possam comer, com limites e com carinho e respeito nas palavras. E assim, não impor as nossas vontades e, sim, respeitar o lugar que eles ocupam.

Gostou do artigo? Quer aprofundar seus conhecimentos nesta técnica terapêutica incrível? Então se inscreva agora no nosso curso, 100% online, de Constelação Clínica. Com ele, você estará apto a ajudar as pessoas e a alavancar sua carreira! Não perca essa oportunidade!

O artigo presente foi desenvolvido por Priscila Aquino de Castro Nascimento, uma de nossas alunas do curso de Constelação Clínica.

 

Leia também:  O que é Constelação Espiritual? (resumo)

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 10 =