Constelação e Relacionamentos

Criança Feliz: 8 dicas para pais

dicas para pais

Fazer uma criança feliz parece ser uma tarefa fácil. A mídia nos bombardeia com anúncios de brinquedos e videogames que supostamente nos salvam desse trabalho. Eles mantêm os pequenos ocupados e absortos em si mesmos. Fazem também com que fujam da realidade. Por essa razão, levam muitos pais a acreditar que criar um filho feliz é tão simples.

Porém, eles estão errados. Isso porque a ideia de que os presentes compensam as deficiências emocionais é totalmente equivocada. É muito bom que as crianças brinquem e se divirtam, mas sua vida não pode ser baseada nisso.  Afinal, os pais são responsáveis por seus filhos. Por isso, não devem permitir que as crianças se tornem adultos inseguros.

Quando eles negligenciam uma educação presente, eles contribuem com o seu comportamento para que a criança não aprenda a se levantar depois que cai na vida. Se você tem filhos, leve em consideração que a infância é um dos momentos mais importantes na vida deles. Nela serão forjadas memórias e lições que os ajudarão a enfrentar o amanhã. Privá-los disso é um ato irresponsável e egoísta, além de ser prejudicial para o seu relacionamento com eles.

Criar um filho feliz é estar presente

O que as crianças mais desejam no mundo é a atenção dos pais. Brinquedos e peculiaridades sempre ficam em segundo plano quando se trata de obter a aprovação das pessoas mais importantes para eles. Tenha em mente que seus filhos te vêem como um exemplo a seguir e como seu protetor. Por isso, é importante retribuir a confiança depositada em você.

8 dicas para você que deseja fazer seu filho mais feliz

Incentive-o a obter o melhor de si mesmo

Todos nós temos a capacidade de conseguir o que queremos. Isso porque a sorte vem com esforço e determinação, não caindo simplesmente do céu. Assim sendo, quando seu filho mostrar que realmente quer alcançar algo, incentive-o a fazê-lo. Ensine-lhe que com muito trabalho e autoconfiança a probabilidade de realizar seus sonhos aumenta.

Se ele for bom em alguma arte ou disciplina, incentive-o a não abandoná-la. Cada ser humano se destaca em algo diferente e, muitas vezes, a promoção dessas habilidades abre muitas portas. Também não se esqueça que é fundamental que a criança esteja engajada no projeto. isso porque, se ela o fizer à força, você está ajudando ela a ser infeliz.

Apoie-o em suas decisões

Seu filho vai tomar boas e más decisões na vida. Alegre-se com ele nos momentos de alegria e sofra com ele nas horas ruins. Isso porque errar é a maneira mais útil de aprender. Além disso, cada vez que ele cair, mostre a ele que nada está perdido e que ele pode ter uma atitude melhor da próxima vez.

Existem pais que fazem um verdadeiro drama quando seus filhos cometem um erro. No entanto, saiba que desejar que os filhos sejam perfeitos é um desserviço à sua autoestima. Afinal de contas, somos todos humanos e temos o direito de cometer erros.

Ouça suas opiniões

Muitos pais acreditam que as opiniões de seus filhos são inválidas apenas porque eles são crianças. Grande erro! Isso porque uma criança tem a mesma capacidade de um adulto para afirmar e respeitar as suas ideias.

Em vista disso, os menores devem ser ouvidos, especialmente no que diz respeito às decisões dos pais que os afetam. Mesmo que você acabe fazendo o que é certo para eles, você precisa saber o que eles têm a dizer.

Ensine-o a estar em contato com a natureza

Hoje em dia, a maioria das crianças prefere ficar em casa com o computador ou telefone celular em vez de sair na rua. Incentiva o contato com a natureza de forma voluntária. Mostre-lhe lugares legais para fazer piqueniques, incentive-o a praticar esportes ao ar livre ou dê um passeio com ele.

O ar puro será benéfico para ele, além de permitir que ele faça novos amigos em parques ou equipes esportivas. Uma criança que ama a natureza é uma criança que respeitará tudo o que a rodeia.

Seja duro com ele quando precisar ser

Não é certo ceder a todos os caprichos de seu filho. Muitos pais acreditam que é assim que obterão os favores de seus filhos, mas não poderiam estar mais enganados! Afinal, criar um filho feliz não significa criar um filho rebelde.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Se ele for rude e mesquinho, você deve repreendê-lo ou puni-lo. Haverá momentos em que ele te desobedecerá ou se comportará mal com você ou com outras pessoas. Essa atitude é intolerável e você precisa saber que suas ações são retaliatórias.

    Seja sincero e honesto

    Sinceridade e honestidade são as bases de um relacionamento saudável, as quais permitem que você consiga criar um filho feliz. Assim, responda às perguntas do seu filho com educação e objetividade. Certifique-se porém de que que ele tenha a idade certa para ouvir o que você tem a dizer. Cada família é diferente, então a decisão varia de acordo com os pais.

    Saiba que, se você se mostrar como é com o seu filho — sem mentiras no meio — você fortalecerá o seu relacionamento. Além disso, sua criança saberá que pode confiar em você e não hesitará em pedir conselhos quando precisar.

    Ensine-o a promover laços sociais

    Seu filho pode encontrar a felicidade estando acompanhado de bons amigos. Na realidade, as redes de apoio são muito necessárias quando temos desafios ou conflitos diante de nós. Assim sendo, ensine-lhe que amigos sinceros podem ajudá-lo em tempos de crise.

    Trabalhe com a empatia para vê-lo feliz

    É muito importante que as crianças aprendam a se colocar no lugar do outro. Eles podem começar a fazer isso com seus colegas de escola ou irmãos. Assim sendo, busque sempre incentivar o seu filho a ajudar aqueles que estão ao seu redor.

    Tenha em mente que exercitar a empatia em seus filhos com certeza os ajudará a ser mais felizes a cada dia. Também é importante que eles aprendam a ser gratos e valorizarem tudo o que têm na vida.

    Considerações finais

    Por fim, vamos te dar um conselho básico para fazer seu filho ser mais feliz (ele também te ajudará a valorizá-lo ainda mais): não o compare com outros colegas ou com os filhos de seus amigos. Isso porque cada criança tem sua personalidade, virtudes e falhas. Assim, observe sua autoestima e não diga frases como “você se tornou um menino mau” ou “como você continua se comportando assim, eu não vou te amar mais”.

    Suas opiniões devem ser sempre positivas e construtivas para que a criança sempre tente melhorar ou mudar. Dessa forma, use seus conselhos e ideias para incentivar seu filho a se tornar uma boa criança em todos os ambientes que frequenta, não apenas em casa.

    Gostou do artigo que preparamos para você sobre criança feliz? Se sim, te convidamos a fazer o nosso curso online de Constelações familiares. Afinal, nele você terá a oportunidade de conhecer novas formas de melhorar o seu relacionamento familiar.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    dez + dez =