Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Constelação familiar é uma religião?

constelação familiar religião

Ainda que possa ser confundida com um segmento religioso, a Constelação Familiar tem uma premissa de trabalho diferente. Entretanto, mesmo que a crença possa interferir nos resultados, ela não ocupa papel fundamental neste modo terapia. Assim sendo, continue a leitura e entenda mais sobre esse processo.

Conceitos: religião e constelação familiar

A constelação é um processo de terapia alternativa, inclusa na Ciência Fenomenológica. Assim, baseada em teorias científicas e com apoio da filosofia, ela visa detectar padrões de comportamentos que podem estar afetando um círculo familiar ou de trabalho. Nesse contexto, baseando-se no histórico dos antepassados, ela trata das causas que estão interferindo no desenvolvimento pessoal de um indivíduo ou grupo.

A religião é um conjunto de crenças que pretende ligar o homem com Deus, independente da forma que este possa ter. Assim, carrega preceitos de conduta pouco flexíveis, o que facilmente gera controvérsia em alguns indivíduos, dado os tempos atuais. Dessa forma, tem regras e regimes pré-estabelecidos e é mais antiga se comparada à constelação familiar.

Ainda que pretendam entregar o bem-estar do indivíduo à sua maneira, seguem linhas diferentes. As religiões trabalham para unificar os homens diante de uma figura divina. Enquanto isso, a constelação visa sanar os problemas do mesmo, apresentando soluções alternativas através do seu histórico familiar. De alguma forma, reverbera no seu comportamento.

Diferenças

Como dito linhas acima, ambas seguem caminhos diferentes para o bem-estar do ser humano. Assim, veja abaixo as diferenças mais visíveis:

Tratamento

A Constelação Familiar, ou CF, é uma terapia alternativa que busca sanar as causas que dificultam o indivíduo de obter sucesso na vida. O constelador, terapeuta responsável por conduzir a sessão, é encarregado de detectar o que aflige o visitante e ajudá-lo a sanar o problema. Pode levar minutos ou até horas até a solução.

A religião é uma crença que valida a existência de uma força superior ou poder e que o mesmo rege nossas vidas. Deste modo, tal presença seria responsável por nosso destino e pelo o que nos acontece.

Versatilidade

As religiões, em sua maioria, se mostram lineares quanto às ideias que repassam. Através dos séculos, os textos e ensinamentos permaneceram quase que intocados e continuam a serem repassados da maneira como foram criados. Ainda que sejam interpretados de maneira subjetiva por alguns, a base permanece a mesma.

A CF se mostra flexível quanto ao que busca no tratamento. Isso porque cada paciente da terapia tem um problema específico a ser trabalhado. Nesse contexto, o constelador busca as causas do que motiva a angústia no indivíduo, utilizando de seu campo familiar para trabalhar uma solução. Ainda que seja uma constante, o histórico de cada família é único.

Textos

Um grande número de religiões junta um acumulado de textos para construir seus registros importantes, como a Bíblia, por exemplo. Esses textos foram criados por diversas pessoas em momentos de êxtase, carregando a pluralidade de suas interpretações.

A CF foi criada pelo psicoterapeuta Bert Hellinger. Ele mostra na sua teoria de que é possível resolver problemas de relacionamento usando a ancestralidade da família como porta de entrada. Dessa forma, embora seja bastante difundida por milhares de pessoas, o método teve apenas um criador que estabeleceu algumas diretrizes para operar a terapia.

Semelhanças

Embora sejam coisas distintas uma da outra, é possível encontrar alguma semelhança entre a Constelação Familiar e a religião. Independente do berço de onde vieram, elas buscam algumas coisas parecidas. Confira essas pontes:

Paz

Ambas, em seus modos, buscam que o indivíduo encontre a paz enquanto vivo. Assim, a religião promove que a comunidade se una sob alguns preceitos para praticar o bem, ainda que agradecendo a uma força superior pela motivação ou resultados.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Nesse contexto, a CF trabalha para buscar o que causa sofrimento num indivíduo, livrando-o de padrões de comportamento que o impossibilitem de ser feliz. Assim, sem nada para barrá-lo, o mesmo poderá se sentir pleno e em paz.

    Sociabilidade

    A religião, comumente, busca agregar várias pessoas para seguir os seus mandamentos. Assim, os devotos costumam se reunir sob um templo para fazer comunhão uns com os outros.

    A CF promove a união entre as partes envolvidas, colocando-as uma de frente à outra. Embora haja desconforto inicial, ainda devido à sensibilidade do trauma, elas entendem e reconhecem o toque uma da outra quando o bloqueio é sanado. Após isso, suas relações e interações melhoram gradativamente.

    Regência

    Mesmo sendo áreas diferentes, cada uma precisa de um regente para ser conduzida. A religião tem o seu condutor principal, seja um babalorixá, padre ou sacerdote. Na CF, o processo é conduzido por um terapeuta, ou constelador, encarregado de orientar as posições dos participantes no círculo interno.

    A comparação

    O engano quanto assimilar a doutrina com a terapia alternativa se deve por um simples motivo: ancestralidade. Na Constelação Familiar é recorrente o uso dos antepassados para diagnosticar o presente. A influência que eles exercem sobre nós mesmo depois de mortos, de modo inconsciente, repetindo o comportamento deles.

    Ainda que a CF utilize o termo “alma”, isso é ligado à representação dos antigos durante o tratamento. A presença dos seus costumes em nós, e não de uma figura sobrenatural desencarnada após a morte. Por serem conceitos subjetivos, facilmente um é associado ao outro.

    Ciência e crenças

    Embora seja uma terapia que trabalha subjetivamente, a CF não se trata de algo sobrenatural ou esotérico. Ela é integrada à Fenomenologia e se utiliza de bases para fazer um diagnóstico do que perturba alguém.

    Não há a crença de uma entidade superior durante as sessões, algo inerente às religiões. O terapeuta é eficaz em descobrir os problemas do paciente com a descrição do mesmo sobre seu seio familiar. Apesar do modo de operação causar estranheza a quem se depare com o método na primeira vez, a CF tem se mostrado eficiente na resolução de acordos na Justiça.

    Embora não esteja ligada a nenhuma religião, a Constelação Familiar permite a aproximação delas durante seu tratamento. A terapia visa consertar os danos em um relacionamento, buscando a reconexão do fluxo afetivo num grupo de indivíduos.

    Dados os novos tempos, a inclusão do tratamento alternativo tem se mostrado bastante eficaz. A Justiça tem utilizado o método para reduzir o número de casos em suas pastas em vários estados. Em Goiás, por exemplo. O número de acordos entre familiares chegou a 94% no estado após a inclusão do método em seus tribunais.

    Ainda tem dúvidas quanto a diferença entre os temas? Que tal aprender mais direto do conforto da sua casa? Entra em contato com a gente e adquira nosso curso EAD sobre Constelação Familiar. Podemos te fornecer todo o suporte que precisa durante as aulas e te ajudar a garantir um ótimo resultado na conclusão do curso.

    Agregar conhecimento sempre é bom, pois dessa forma você terá mais condições de ajudar alguém num momento de necessidade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    vinte − 19 =