Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

A comunicação na Constelação Familiar

As dificuldades em se manter um contato verbal, físico e emocional dificultam o andamento de qualquer relacionamento. O modo como alguém se comunica com os outros veio da forma como ele foi ensinado dentro de sua família. Entenda melhor o mecanismo da comunicação na vista da Constelação familiar.

Padrões

Quando se fala em comunicação, devemos ter em mente que somos guiados por um padrão aprendido na família. Essas peças são vistas por nós como certas, ao mesmo tempo em que integram nossa personalidade. Assim, de acordo com o padrão e sua vivência pessoal, alguém nutre determinada personalidade dentro do círculo.

Dessa forma, se criam os pacificadores, salvadores, impacientes, os “sabichões” e os que têm resposta a tudo. Contudo, será que cada um desses se dispõe a escutar o outro? Se sim, com que intenção este indivíduo se coloca abertamente em relação a uma conversa? Este se sente acolhido, entendido, enquanto o outro conversa com ele?

Muitas vezes, acabamos por interromper os demais enquanto falam.. Entretanto, a solução não é o foco, mas, sim, o acolhimento da dor do emissor. Entregar amor e paciência quando alguém se coloca a escutar é essencial para nutrir uma boa relação.

Como os filhos são afetados?

As crianças agem como receptores contínuos do que acontece em casa, inclusive na comunicação. Se tudo está bem, ela também estará e o oposto também funciona. Já que integram a união de dois sistemas diferentes, se os pais não se entendem, ficam confusas facilmente. Sua sensibilidade eleva o que muitos não enxergam.

Com isso, de forma inconsciente, elas se sentem empurradas pelo amor a interferir nesse momento. Dessa forma, se transformam em mediadoras nos problemas dos pais. Como deve imaginar, esse tipo de hábito costuma colocar a criança numa zona de risco. A mesma está propondo caminhar por situações às quais ainda não entende.

A fim de evitar isso, devemos permear a educação das crianças com bons exemplos em casa. Isso fará com que construam resultados positivos, implementando o bem querer, generosidade, gratidão e paciência na linguagem que estão construindo. Dessa forma, criaremos adultos que, na escuta, aprendem com o outro.

Escutar X Ouvir

Quando se fala em comunicação, muitos confundem o ato de ouvir com o de escutar alguém. Basicamente, ouvir está ligado diretamente ao corpo físico. Você percebe algum barulho externo, entende o que é, mas não dá tanta atenção. Não há um ligamento tão pessoal ao ponto de fazer com que se envolva com aquilo.

Por outro lado, escutar te permite perceber o outro, se entregando a esse por completo. É um ato de amor, visto que você deixa que o indivíduo se abra sem interferir no seu relato. Nesse caminho, você se livra de seus pensamentos e qualquer situação externa, apenas para que possa receber o outro. Cria uma abertura para encaixar quem precisa.

Entregar-se de verdade na escuta significa dar o seu coração ao outro momentaneamente. Saindo de si, pode se abrir a ele sem criar análises, julgamentos ou qualquer tipo de impressão. Em suma, você aceita e só, o abraçando e acolhendo para entender as suas emoções. Cria-se um canal onde a pergunta visa o querer de verdade.

Ruídos

Durante a comunicação, ruídos internos e externos podem dificultar o contato entre duas ou mais pessoas. Caso persistam, isso pode acabar fechando as portas do coração que estavam abertas naquele momento. Infelizmente, muitos não percebem que hábitos sutis ou não dificultam a passagem e absorção da linguagem, como:

Eletrônicos

Um hábito bastante desagradável é se dispor de um celular constantemente quando está conversando com alguém. Instantaneamente, a outra pessoa tem a certeza de que o que está falando não é tão relevante assim ao receptor. Dessa forma, se sente em segundo plano, fechando toda a emissão emocional que necessita fazer.

Julgamentos

Julgamentos aos padrões de comportamento dos demais somente servem para tirarmos valor de sua história pessoal. O erro se concentra no filtro pessoal que muitos utilizam ao analisar uma história. Em suma, algumas pessoas se valem da própria ótica para analisar o que o outro fez. Consequentemente, isso limita ou fecha qualquer sinal comunicativo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Gritos

    Basicamente, aquele que grita é porque não dispõe de nenhum argumento construtivo à conversa. Isso mostra um desconforto, indicando que talvez não se sinta aceito e compreendido. Ainda que não seja necessariamente errado, quem grita se impede de aceitar o que é diferente.

    Como usar o coração para escutar?

    Pode parecer infantil à primeira vista, mas a comunicação saudável é baseada na sinceridade da entrega. Quando falamos em escutar com o coração, falamos sobre a honestidade em sentir e entregar. Dessa forma, o contato fica mais confortável e sadio, já que ambos se sentem unidos. A comunicação sincera pode ser feita através de:

    Aceitação

    Precisamos entender de uma vez por todas que nunca saberemos tudo sobre alguém. Todos nós estamos em constante mudança e o que fomos ontem não será a mesma estrutura que temos hoje. Assim, aceite que não sabe do outro, contudo demonstre que quer saber e aprender.

    Acolhimento

    Como dito linhas acima, o acolhimento proporciona um maior ligamento entre as partes. Todos queremos ser compreendidos sem qualquer tipo de pré-julgamento. Com isso, quando o momento surgir, acolha a dúvida, percepção e o medo do outro respeitosamente. Ao fazer isso, entenderá o que este passa na ótica dele.

    Observação

    Além de escutar o outro, foque também na emissão que utiliza. Especificamente, as palavras que projeta devem refletir claramente o que pretende. Se quer elevar a estima de alguém, deixe bem claro o que está desejando e sentindo.

    Considerações finais sobre comunicação na Constelação Familiar

    Nutrir um círculo respeitoso dentro e fora de casa possibilita a união de vários entes. Sem que percebam ao primeiro momento, esse contato proporciona uma troca de valores que ajudam na construção social. Assim, por exemplo, quando me disponho a ouvir e entender o outro, dedico meu amor, paciência e respeito a ele.

    Cabe ressaltar que a boa comunicação é construída ao longo do tempo, feita de experiências e ensinamentos. Portanto, devemos exercitar esse músculo linguístico a fim de propagar bons referenciais aos demais. A observação também proporciona reflexões a respeito de como estamos conduzindo nossos relacionamentos.

    Para alcançar essa liberdade, se inscreva em nosso curso 100% online de Constelação familiar. A Constelação permite uma clareza quanto à forma que estamos conduzindo nossos relacionamentos. Munidos de um autoconhecimento bem estruturado, podemos trabalhar e otimizar a nossa forma de comunicação ao mundo externo e interno.

    Nosso curso é feito via internet, proporcionando aos estudantes um conforto maior na hora de estudar. Isso porque os horários são construídos pelos próprios, podendo aprender de forma personalizada. E ainda que aprendam quando e onde quiserem, sempre terão o apoio contínuo de nossa equipe de professores.

    Por meio deles, mergulharão nas ricas apostilas e encontrarão seu potencial ao crescimento. Sem contar que assinarão o certificado impresso que enviaremos assim que concluir a grade completa do curso. Tenha em mãos a ferramenta que otimizará sua comunicação e desenvolvimento fazendo o nosso curso de Constelação familiar!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    vinte − três =