Constelação e RelacionamentosConstelação e vida diária

Briga de irmãos: o que é, como reconciliar?

De forma comum, os irmãos sempre brigam, visto que é um movimento natural onde há um leve conflito de gerações. Contudo, essas diferenças podem se acumular e acompanhar esse trecho da família, gerando desordem e caos. Veja o que a Constelação tem a dizer sobre briga de irmãos e entenda como encontrar um caminho para a paz.

Sobre o convívio entre irmãos

Os irmãos possuem um mesmo ponto de origem, já que compartilham uma linha única da vida que vem pelo menos por um dos pais. Graças a uma mãe, um pai ou ambos, eles se ligam de forma a construir uma mesma comunidade. No entanto, não pense que a dissolução da família por meio do divórcio não tem nenhuma interferência.

Na infância, é comum irmãos brigarem e reatarem. Porém, quando chega à adolescência e fase adulta, uma briga entre irmãos não é facilmente superada. Normalmente, os pais não percebem e não intervêm. Os irmãos não dão o braço a torcer e param de se falar.

Com base nisso, a história da família continua a ser escrita, passando por altos e baixos no seu percurso.

Entretanto, como parte integrante e fundamental da família, eles também registram e vivem o campo familiar ao qual pertencem. Movimentos de discórdia já vividos anteriormente podem vir à tona por meio dos irmãos. Isso acaba criando um acirramento entre eles, de forma que um tenta sobrepujar o outro sempre que possível.

Em dado momento, a briga entre irmãos pode ser o local da manifestação mais bruta desse relacionamento caído. Não existe paz ou calmaria quando esses dois entes relutam em achar uma solução para seus problemas de relacionamento. Como consequência, discussões constantes se perpetuam e acabam por afetar o restante da família, de modo que ninguém seja feliz.

Exclusão após briga de irmãos

Com base em um sistema de família defeituoso, o campo familiar acaba sobrepondo um irmão sobre o outro. Por repetidas vezes, há uma tentativa de exclusão entre as partes, de modo a negar a sua existência. Mesmo que não possam, lutam contra um evento natural. Isso acaba por prejudicar ainda mais a relação familiar.

Isso acontece porque as exclusões tensionam todo o sistema da família. Como consequência direta, não só os irmãos, mas todos os membros passam por dificuldades em manter esse relacionamento. Embora cada caso seja diferente, o caminho pelo qual esse conflito escorrerá sempre será o mesmo.

Observamos essa tentativa de exclusão como um movimento extremamente arrogante. Isso vem da ideia de que é possível retirar o irmão do sistema, ignorando a lei primordial do pertencimento. Muitos acreditam ter o poder de lhe negar esse direito. Como sabemos, acaba por fomentar ainda mais a briga entre irmãos.

As dicas abaixo servem para compreender e superar uma briga de irmãos. O primeiro passo para a reconciliação precisa ser dado por uma das partes, para a saúde de ambas.

briga de irmãos o que é e como superar

Seres equivalentes

Muitos acreditam que existe um valor diferente a depender da história de cada irmão. Para o campo familiar não existe isso, mas, sim, uma ordem. O que difere um irmão do outro é o seu momento de chegada e nada mais. Sendo assim, acompanhando a ordem do nascimento, acaba corroborando com o fluxo entre dar e receber de cima para baixo.

Há uma equivalência natural, onde cada irmão, a depender do nascimento, desempenha um papel diferente do outro. Não mais, nem menos importante, mas complementar ao sistema. Naturalmente, os irmãos mais velhos acabam recebendo e dando mais que os mais novos. Com o tempo, se não for controlado o excesso, isso acaba acaba por quebrar a lei do equilíbrio.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    No âmbito familiar, o filho mais novo assimila que possui o direito de se meter na vida dos mais velhos. Por conta disso, o irmão mais velho se sente invadido. Quando ele percebe que pode estar sendo ameaçado, certamente desencadeará uma briga entre irmãos em algum momento. Não apenas ele, mas a família também acaba fomentando o conflito por se sentir desrespeitada.

    Leis do amor ajudam a conciliar após uma briga entre irmãos

    Para que o convívio dê certo e a briga entre irmãos não aconteça, as leis do amor devem ser obedecidas. São regras simples, mas fundamentais para conduzir nossas relações entre o próprio sangue. É um caminho seguro por onde devemos e podemos trilhar, a fim de uma boa convivência. São elas:

    Lei da ordem

    Existe uma hierarquia a ser respeitada, de modo que quem veio antes tem prioridade. Quanto aos mais novos, é dever dos mais velhos os instruírem e protegê-los. Cada um possui um papel a cumprir e todos devem ser obedecidos e respeitados.

    Lei do equilíbrio

    Essa lei aborda que todas as trocas devem ser igualitárias, sem mais nem menos. Ou seja, quem dá também deve receber na mesma medida, assim como o contrário. Isso permite que a energia familiar flua de forma natural e compensatória, evitando qualquer dano.

    Lei do pertencimento

    Como visto no caso de exclusão acima, um irmão tenta excluir o outro da família. Como resultado, acaba gerando mais conflitos e briga entre irmãos. Desde o momento da concepção, cada indivíduo, mesmo que não nasça, tem o seu lugar na família. É um direito irrevogável de pertencer àquele círculo.

    Como resolver situações de briga de irmãos

    Antes de seguirmos, devemos ter em mente que uma família saudável deve sempre vir em primeiro lugar. Graças a isso, evitaremos briga entre irmãos, já que eles estarão alocados em seus respectivos papéis. O melhor caminho para se chegar a isso é através da sessão de Constelação familiar. Graças a ela, podemos trabalhar alguns pontos:

    1. Saber o seu lugar

    A Constelação irá mostrar que nenhum irmão é deslocado ou muito menos desnecessário. Isso porque, através da terapia, cada membro vai saber o seu lugar. Isso permite que eles não assumam uma posição à qual não lhes competem. Dessa forma, o equilíbrio da família começa a ser restaurado.

    2. Responsabilizar-se

    As atitudes que tomamos em determinado ponto acabam por ferir o nosso irmão. Comumente, muitas pessoas não se importam com isso, cabendo à outra parte apenas sentir e sofrer com a atitude. Com maior clareza, um indivíduo se torna mais responsável pelo o que diz e o que faz. Ele toma a responsabilidade por seus atos.

    3. Conhecer-se

    Antes dos tópicos anteriores, uma peça fundamental é trabalhada: o autoconhecimento. Muito além da briga entre irmãos, um indivíduo entende o porquê de pensar e agir de tal maneira. Note que isso inclui as sensações que antecedem a briga, bem como as consequências. Municiado disso, ele parte para trabalhar uma rota diferente.

    A briga entre irmãos é um evento possível e natural em qualquer idade. Contudo, o problema é quando ultrapassa um limite e acaba por ferir a integridade física, mental e social da outra parte. Como resultado, todo o sistema familiar entra em queda, visto que esse movimento é registrado de forma brusca.

    4. Ser humilde e tomar a iniciativa

    Tomar a iniciativa de reconciliação pode parecer constrangedor a um dos irmãos. Mas é preciso que um irmão tome a iniciativa. Um irmão deve iniciar uma aproximação, desculpar-se, dialogar. Ainda que isso no começo pareça artificial, depois a relação tende a voltar a ser natural.

    A ligação entre irmãos deve suprir um vínculo único, sendo uma ferramenta sadia de construção social. É um dos primeiros contatos que temos com o outro, sendo uma fonte de troca permanente. Não podemos nem devemos substituir os irmãos, mas, sim, tentar resgatar essa ligação da melhor forma que pudermos.

    Curso de Constelação Clínica para a compreensão de conflitos familiares

    Acredita que pode trabalhar essa relação, mas não sabe como? Entre em contato conosco e se inscreva em nosso curso de Constelação familiar 100% EAD. Como dito acima, a ferramenta é capaz de fazer um resgate da família, propondo novos começos sob novas perspectivas.

    As aulas online se acomodam na rotina agitada que possui. Além disso, os professores qualificados oferecem toda a ajuda que precisa para se expandir socialmente. O material didático te ajuda a lapidar as propostas que possui à Constelação. Além disso, você recebe um certificado que comprova a sua capacitação.

    Inscreva-se já em nosso curso de Constelação e aprenda como aplicar os conhecimentos a situações de briga de irmãos.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    treze + 2 =