Terapias alternativas

Auriculoterapia: o que é, como funciona?

Ao longo dos anos, a Medicina, tanto convencional, quanto alternativa, identificou que todo o nosso corpo está interligado. Embora não percebamos, existe um mapa que registra alterações e outras mudanças sutis em nosso corpo. Nesse caminho, entenda o que é auriculoterapia, como essa terapia funciona e como ela pode trabalhar em nossas vidas.

O que é auriculoterapia?

Auriculoterapia é uma terapia alternativa que visa tratar problemas de saúde utilizando da orelha como região de contato. Os terapeutas indicam que a orelha possui pontos específicos que se estimulados provocam mudanças no paciente. Dessa forma, isso acontece porque a região funciona como um mapa para todo o corpo humano.

A auriculoterapia corrobora com a existência de zonas que condensam o estado de saúde do nosso corpo. Assim como os pés, por exemplo, a orelha serviria para intervir no tratamento de diversos males. Seu formato em forma de feto invertido guarda aproximadamente 200 pontos onde o terapeuta pode atuar.

Esse tipo de terapia vem sendo mostrado como um complemento do tratamento convencional e/ou principal, além de outras terapias. Ele deriva totalmente da acupuntura, mas se restringe unicamente a trabalhar na orelha do paciente. Assim, para quem tem medo das agulhas, a auriculoterapia é um procedimento mais confortável e menos invasivo que o primeiro.

Zonas auriculares

As zonas ou pontos auriculares são as regiões espalhadas por toda a superfície da orelha e que refletem nossa saúde. Quando um processo de patologia começa a se manifestar no corpo, esses pontos se ativam instantaneamente. Assim, isso acontece antes mesmo do mal-estar se surgir, o que ajuda a prevenir as consequências da doença.

Os pontos auriculares na orelha se comportam como um mapa de poucos centímetros do corpo. Assim que uma região específica do corpo fica comprometida, o canal que a interliga envia sinais até o ponto auricular. É praticamente impossível haver um desvio dessa informação, visto que os canais e pontos não se cruzam quanto à informação.

Para verificar essa conexão entre o órgão afetado e a zona auricular, devemos nos ater nas mudanças físicas que acontecem. Como dito acima, elas podem surgir antes da enfermidade. Contudo, também desaparecem após o tratamento.

Mudanças

Sobre as mudanças citadas acima, elas podem surgir das mais variadas formas. Comumente, costumamos negligenciar a nossa saúde evitando ir ao médico sempre que o corpo dá sinais. Seguindo o dito popular, esperamos que isso passe e não cause problemas. Contudo, se nos atentarmos a esses indicadores, estaríamos evitando complicações mais graves à frente.

Com base na auriculoterapia, veja alguns sinais mostrados na orelha de que seu corpo está ameaçado:

Cor da pele

Possuímos um tom mais uniforme da pele. Ainda que as marcas de sol existam em algumas partes, especialmente nos braços, podemos observar pequenas irregularidades. Assim, quando algo está errado no corpo, é recomendável observar o surgimento de manchas ou alteração da cor natural. São indicadores naturais de que sua saúde está comprometida.

Feridas

Quem nunca foi higienizar as orelhas e esbarrou em alguma ferida escondida? Como no exemplo acima, esse surgimento de feridas indica a natureza de um problema diferente e em outro lugar. Sempre surgem quando acreditamos que estamos bem, antes de declinarmos. Apesar do seu tamanho, carregam uma mensagem de perigo grande.

Dor

Eventualmente, sentimos alguma dor ao tocar sem querer a orelha. A exploração tátil encontra pequenos pontos de perturbação que resumem sua existência a uma dor localizada e ativada por contato. Assim sendo, para quem costuma dormir de lado, é um tormento contínuo. Uma sessão da terapia pode ajudar a sanar o sintoma e o problema.

Como funciona?

Através da estimulação mecânica em alguns pontos do pavilhão auricular, o terapeuta trabalha para sanar dores físicas e psíquicas. O trabalho consiste na pressão de algumas regiões utilizando de sementes de mostarda, esferas magnéticas ou até lasers. Assim, presos por adesivos, a pressão contínua dos objetos ajuda a estimular o ponto em questão, melhorando o estado da região afetada.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

Recomenda-se que as sementes ou os outros objetos fiquem presos à pele por um tempo de até sete dias. A estimulação contínua do paciente nesses pontos várias vezes por dia vai garantir que o tratamento se torne eficaz. Ademais, também é recomendável liberar a orelha a cada 24 horas e somente então refazer o tratamento.

Leia também:  Técnicas de PNL: as 10 mais utilizadas

No entanto, há ressalvas quanto ao tratamento. Por exemplo, se deve evitar o uso da técnica quando o pavilhão da orelha está ferido. Isso pode acabar agravando esse estado, gerando dores e sangramentos. Além disso, deve estar atento à higienização do local. O uso de material orgânico, dada às condições do clima brasileiro, pode ajudar na proliferação de bactérias.

Benefícios

Ainda que seja uma terapia alternativa, a auriculoterapia traz excelentes benefícios. Quando auxilia em outros tratamentos, pode tornar a recuperação do paciente mais eficaz. Devido ao procedimento, é possível fazer contato com cada mal-estar sentido pelo paciente e revertê-lo. Veja o que a terapia pode fazer por você:

Dores

Utilizando-se do canal natural do corpo, os estímulos contínuos trabalham para aliviar as dores que sentimos. Graças a isso, podemos retomar nossas atividades sem se preocupar com os freios. As dores são tratadas de maneira simples, discreta e silenciosa, contudo bastante eficaz.

Estresse

As conexões naturais também são responsáveis por transmitir e espalhar o estresse em todo o nosso corpo. Assim, o que deveria ser um circuito sadio e equilibrado acaba se tornando o caminho de uma carga negativa. Contudo, ao estimular os pontos auriculares, você consegue enviar uma resposta e reverter o quadro. Seu estresse será controlado, bem como as suas consequências.

Ansiedade

A rotina que levamos hoje em dia é um catalisador que facilita a ocorrência de crises de ansiedade. Graças a isso, vivenciamos constantemente o terror de que algo está prestes a vir e nos machucar. Contudo, com a terapia auricular, conseguimos dissipar esse tormento e enxergar a realidade como ela é.

Insônia

O relaxamento provocado pelo tratamento é capaz de nos fazer dormir melhor. O acúmulo de carga negativa nos estimula a permanecer ativos durante a noite. Contudo, a insônia pode ser trabalhada se estimularmos nossos pontos auriculares com frequência.

As terapias alternativas têm entrado em voga nos últimos anos. Muitas pessoas questionam seus fundamentos, mas é inegável a existência dos resultados obtidos. Nesse caminho, a auriculoterapia consegue provocar mudanças e induzir o paciente a uma melhora de saúde. A exploração de nossas redes internas é o seu campo de trabalho e ela o faz muito bem.

Ainda assim, vale retomar o que foi dito no meio do texto. Por se tratar de uma terapia alternativa, deve ser usada em conjunto com um tratamento convencional. Não que ela seja falha em algum momento, nada disso, mas a sua inclusão consegue alavancar os primeiros resultados. É como uma revisão da nossa saúde, trabalhando outros pontos que um primeiro tratamento não consegue.

Para você que procura uma visão alternativa ao seu mal-estar, recomendamos o procedimento. Caso tenha medo de agulhas ou algo do gênero, não se preocupe. Essa terapia é pouco invasiva e você não sentirá qualquer desconforto. Ativamente, você acaba por ajudar na melhora de sua própria saúde.

Por fim, caso você tenha interesse em se formar em outro tipo de terapia alternativa como a auriculoterapia, temos uma sugestão para você. Faça um curso de Constelação Clínica online e acrescente mais especializações à sua profissão, com a diferença de um tato melhor com pessoas em geral. Confira nossa programação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − quatro =