Constelação e vida diáriaTerapias alternativas

Yoga: origem e 10 dicas para começar

Devido à rotina corrida que marca o tempo atual, pensar em desacelerar parece ser coisa impossível. A contraparte de nosso excessivo movimento, a calmaria, geraria um perfeito equilíbrio em diversos setores do nossos corpo e vida. Entenda como a yoga pode mudar sua vida e veja 10 dicas para começar a praticar.

O que é yoga?

Yoga se caracteriza como um conjunto de práticas meditativas que visam unir o corpo com a mente. O trabalho dela visa à unificação como forma de equilíbrio para quem a pratica com frequência. Segundo os especialistas da área, esse tipo de exercício consegue realocar nossas energias nos pontos corretos, estruturando a base de nossa existência.

A yoga é vista por muitas pessoas como um passatempo ou atividade sem muito propósito. Isso porque associam erroneamente a um estilo de vida mais alternativo, diferente daquele em que vivem. Graças a isso, se privam de uma jornada a um próprio entendimento. Isso resultaria no acesso a vários benefícios que melhorariam suas vidas.

Contudo, ao quebrarem essa visão, encontram um caminho para se conectarem consigo e com os outros. Ainda que seja um exercício individual por vezes, sua filosofia ultrapassa o físico. Conseguimos por meio dela atender a necessidade de crescimento constante que guardamos. O seu significado por completo abraça o próprio sentido da vida.

Origem

Os pesquisadores não guardam registros conclusivos sobre a origem do yoga. Contudo, muita se especula que a prática data de mais de 5.000 anos na região do nordeste da Índia. Graças a isso, o exercício tem sido passado de forma oral para mestre e aluno durante todo esse tempo. Podemos indicar que toda a tradição deriva de experiência pessoal dos praticantes ao longo dos milênios.

Ainda assim, Patañjali, um conhecido intelectual indiano, mapeou e condensou em um livro as principais práticas do exercício. Acredita-se que isso tenha ocorrido entre os séculos 2a.C. e 5a.C., também possuindo data incerta. Graças a ele, os indianos e, posteriormente o mundo, conseguiram salvar vários registros do exercício daquela época.

Cabe ressaltar que muitas pessoas atrelam o yoga ao hinduísmo, de forma que esse último o tenha originado. Como se sabe, o hinduísmo se expandiu bem mais tarde que o primeiro. Por conta disso, pôde usar alguns preceitos da filosofia para integrar a sua própria linha de pensamento.

Benefícios

Ao equilibrar o seu aspecto físico com a sua estrutura mental, você atinge um nível mais elevado de saúde. Isso porque há um suporte mútuo entre esses dois aspectos, um ciclo que se renova constantemente. Graças a isso, possuímos acesso a uma gama gigantesca de benefícios. Abaixo, listo alguns dos mais notáveis já em pouco tempo de prática:

Musculatura

Por trás da calmaria que guarda, o yoga trabalha os músculos de forma rígida. Aqui falamos de músculos que nos protegerão de doenças como artrite, por exemplo. Com uma musculatura mais fortalecida, fica mais fácil de fazer nossas atividades rotineiras.

Flexibilidade

Ao longo do tempo, seus músculos se tornarão mais flexíveis. Graças a isso, terá menos dificuldade ao exigir mais do corpo. Esticar os braços, abaixar ou levantar a perna ficará mais fácil e sem efeitos colaterais, como câimbras.

Postura

A prática consegue alinhar toda a nossa postura corporal. Isso significa que os músculos, ossos e ligamentos permanecem nos seus lugares de origem. Além do mais, outro benefício atrelado a esse é o alívio das dores. Sem a má postura, sanamos qualquer problema relativo a isso.

Onde praticar?

Muitas pessoas têm dúvidas quanto ao local perfeito para realizar a prática do yoga. Alguns, sabiamente, recorrem a centros ou grupos para receberem a orientação que precisam. Outros limitam a sua atuação a vídeos e tutoriais superficiais da internet. Entretanto, os resultados obtidos dessa forma não serão tão satisfatórios.

Isso porque, embora tratem do tema, muitos materiais não lidam de forma adequada com o assunto. Dão uma liberdade gigantesca ao aluno, que ele ainda não pode ter. Não que existam leis ou algo do tipo, mas é necessário ser instruído. Um guia te ajudará a enxergar a prática além do aparente “nadismo” que muitos encontram de início.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Além dele, não existem tantas restrições quanto ao local onde deve ser feita. Recomenda-se que seja um ambiente claro, silencioso e com pouca interferência externa. O propósito é ajudar a focar na condução desse trabalho sem interrupções. Dessa forma, você consegue fazer uma inclinação maior ao movimento.

    10 dicas para começar

    Apesar da filosofia que carrega, praticar yoga não é algo de outro mundo. Embora o nível avançado de outros alunos nas asanas, isto é, posições, possam intimidar, eles também começaram por baixo. Da mesma forma, você deve construir o seu “currículo corporal” a partir de exercícios e dicas simples.

    Veja algumas para que comece já:

    Paciência

    Entrar em contato consigo mesmo não é algo rápido e fácil. Se assim fosse, exercícios para alcançar tal lugar não existirão em diversas culturas. Ao começar, seja paciente consigo e com o processo também.

    Disposição

    Nunca se compare em relação ao colega ao lado, já que possuem corpos diferentes. Continuando o exemplo acima, seja calmo e persistente, sem desistir. O tempo aperfeiçoa aquilo que precisa e, da mesma forma, seu corpo e postura se refinarão.

    Local

    Nunca tente fazer yoga em locais excessivamente agitados. Certamente, não conseguirá tirar proveito da prática e se frustrará com os resultados. Procure um lugar que convide ao exercício, podendo ser em casa e em um parque à luz do dia.

    Roupas

    Sempre use roupas que te deixem o mais confortável possível. Nunca utilize jeans ou peças muito largas, já que afetarão os seus movimentos durante a postura.

    Método

    O yoga se divide em vários métodos, o que diversifica bastante o público. Você pode optar por uma aula mais dinâmica ou calma, a depender do que procura.

    Sem celular

    A ideia aqui é se conectar consigo e não com o aparelho. A não ser em momentos de urgência, desligue celular e evite distrações.

    Respeite seu corpo

    Conseguimos elasticidade com o exercício, mas isso depende do corpo. Ao tempo dele, conseguiremos evoluir e atingir os próximos estágios.

    Presença

    Mantenha sua consciência na prática do exercício. Evite pensar no ontem e no amanhã, se preocupando com questões passadas ou que ainda não aconteceram. Viva o agora.

    Faça anotações

    Caso esteja pensando em desistir, anote tudo o que está conseguindo até o momento. Isso o motivará a conquistar o que vem depois e também acompanha o seu desenvolvimento passo a passo.

    Comece devagar

    Seja constante e crescente, de modo que se acostume ao exercício. Aos poucos e com paciência, qualquer objeto de perturbação perderá seu poder contra você.

    Yoga é uma forma de reorganizar nossa mente e alinhá-la com o corpo. Graças a isso, conseguimos acessar vários espectros de nosso mapa existencial. Permitindo que nos beneficiemos do exercício, conseguimos aproveitar de vários benefícios.

    Contudo, precisamos mantê-lo em construção equilibrada. Nada de afobações ou desespero durante as aulas. Se assim for, a desistência pesará mais que qualquer dor anterior à prática.

    Não será uma atividade difícil se mantiver o foco e não desistir. Tente driblar toda a influência externa e inerente à sua vida agitada. Com essa barreira quebra, entrar em contato com o seu interior fica mais fácil.

    Por fim, vale mencionar que além da yoga há uma imensidão de terapias alternativas que ajudam a melhorar seu estilo de vida. Em nosso curso online de Constelação Clínica, você aprende tudo o que precisa sobre a Constelação Familiar. Enquanto a yoga trata do corpo e do espírito, a constelação nutre os relacionamentos. Para entender mais sobre ela, faça a sua matrícula ou continue acompanhando nossos conteúdos.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1 × 2 =