Constelação Familiar

Ser mãe: qual o significado na constelação familiar

Dizem que ser mãe é um dádiva! Assim, a Constelação Familiar tem uma explicação para isso. Então, confira o nosso post para entender melhor!

Dizem que ser mãe é um dádiva, afinal essa é uma das figuras mais importantes na vida de qualquer um. Assim, a Constelação Familiar tem uma explicação para isso. Então, confira o nosso post para entender melhor sobre o assunto agora mesmo.

O que é ser mãe?

O significado de ser mãe para a Constelação Familiar é baseado nas observações de Bert Hellinger. Ele percebeu que tanto o pai, quanto a mãe possuem papéis fundamentais na vida de qualquer pessoa.

No começo da vida, é a mãe que influencia a criação e os valores de uma pessoa. Aliás, ela é o primeiro contato de uma pessoa com outro ser humano. Hellinger explicou que a forma como uma pessoa trata a mãe é a forma como ela se coloca na vida.

Saiba mais…

Os filhos têm certa dificuldade para imaginar uma imagem mais realista da mãe. Afinal, qualquer um tem o hábito de ter um olhar idealizado para ela. Por isso, aplica as qualidades e características que se referem a admiração que o filho tem por ela.

Entretanto, quando uma pessoa idealiza a mãe, começa a exigir certas atitudes irreais dela. Ao perceber que ela não corresponde a essas expectativas, a pessoa passa a se queixar e começa um movimento de afastamento.

Contudo, vale lembrar que ela é um ser humano como qualquer que tem suas limitações. Então, ela pode tanto acertar, quanto errar também. Por isso, é importante que os filhos “liberem” as mães dessas expectativas e, assim, possam experimentar um maravilhoso vínculo com ela.

Ser mãe de verdade segundo constelação

Há uma frase que suscita toda a ideia de que “toda relação começa com a mãe.” Esse pensamento explica quão importante ela é na vida de qualquer pessoa. Pois, se um sujeito tiver algum problema, é muito provável que algo ocorreu nesta primeira relação.

A visão da constelação familiar sobre a mãe parte do princípio de que ela é, antes de mais nada, uma pessoa. Quando a pessoa aceita essa linha de pensamento, ela consegue viver a sua vida em plenitude, tanto no âmbito pessoal, quanto profissional.

Entenda mais…

Além disso, a mãe também deve entender o seu papel na dinâmica familiar. Mesmo que tenha muitos desafios, desde seu nascimento até a vida adulta, ela exerce essa função da melhor forma possível. Por isso, é fundamental que os filhos saibam respeitar a sua história para que possam ter uma relação harmoniosa com a figura materna.

Por mais que essa relação seja desafiante, é importante que ambas as partes tentem, ao menos, ter um relacionamento saudável. Aliás, todos precisam ter em mente que toda mãe é perfeita do seu jeito e que não há uma mãe melhor ou pior do que a outra. Afinal, ser mãe é transmitir vida e isso deve ser visto como algo valioso.

O papel da mãe para os integrantes da família

Além de ter um papel importante para o desenvolvimento das personalidades das pessoas, as mães têm uma outra missão. Segundo a Constelação Familiar, a mãe sempre é vista como um porto seguro. Por conta disso, ela está constantemente trabalhando para que todos se sintam pertencentes ao sistema familiar.

Assim, ela é figura que é capaz de passar por cima das diferenças para trazer paz e união no ambiente familiar. Portanto, a mãe é um essencial dentro do sistema já que garante que todos estejam integrados.

Contudo, se essa ordem não for respeitada, problemas podem começar a acontecer. Por exemplo, quando o papel do pai não é reconhecido, ele pode sentir que perdeu o seu lugar e, com isso, tem sentimentos de carência e não pertencimento.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Saiba mais…

    Outro exemplo é se a mãe precisa se ausentar, não importa o motivo, o filho sente essa ausência. Os sentimentos que ela vem a ter por conta dessa situação são levados até a vida adulta, o que contribui para sentir carência nessa etapa.

    Ao se tornar adulto, é importante que esse filho reconheça que a mãe deu o que pode dar. Além disso, ele precisa liberar esses sentimentos para poder reconstruir essa conexão interrompida.

    Como ser mãe nos dias atuais: o papel da figura materna mudou ao longo dos tempos?

    Como sabemos o papel da mulher em vários âmbitos da sociedade (política e mercado de trabalho) vem ganhando mais destaque por meio das lutas feministas. Atualmente, a mulher não está presente somente no ambiente familiar, em especial, exercendo as funções maternais.

    Contudo, para a Constelação Familiar, o papel da mãe se mantém mesmo com essas conquistas das mulheres. Já que não importa qual é a função da mulher na sociedade, gerar e nutrir a vida é algo enraizado à mãe.

    Saiba mais…

    A mãe é a principal fornecedora de subsídios biológicos que um bebê necessita, além dos aspectos mentais e emocionais e mentais que a pessoa precisa. Aliás, este é o primeiro momento em que o sujeito enxerga a mãe como uma parte fundamental dele.

    Por fim, vale ressaltar que a figura materna é o pilar responsável pelo desenvolvimento da criança. Afinal, o olhar da mãe desperta a consciência de existir e pertencer, desenvolvendo segurança para que a pessoa possa se relacionar com a vida e as pessoas ao redor.

    Como harmonizar uma relação entre mãe e filhos?

    Uma dica para tentar harmonizar uma má relação entre mãe e filhos é a Constelação Familiar. Pois, esta é uma técnica que pode ser realizada em grupo ou individual, não necessitando da presença da mãe ou do filho.

    Ao levar o problema para o constelador, a pessoa se submete a receber as informações que surgirão ao longo das sessões. Por ser um método fenomenológico, é praticamente impossível prever o que acontecerá, já que cada sessão é única. Além disso, os participantes são livres para dar suas visões e escutar as demais.

    Por conta disso, é ideal que o filho e/ou mãe fiquem neutros e sejam receptivos, mesmo que tenham resistências inconscientes. O constelador também terá um papel fundamental para ajudar essas pessoas a encontrarem uma solução.

    Então, aposte em profissionais qualificados como os alunos do nosso curso de Constelação Familiar.

    Considerações finais

    Esperamos que você tenha gostado do nosso post sobre como a mãe tem um papel importante na dinâmica familiar. Para finalizar, temos um convite muito especial, que com certeza mudará a sua vida! Aliás, com ele você poderá iniciar uma nova jornada, tudo isso por meio do conhecimento dessa área tão vasta: a Constelação Familiar.

    Por isso, conheça o nosso curso completo de Formação em Constelação Familiar e Sistêmica. Com 6 meses de curso, você terá acesso: teoria, supervisão e análise, em apostilas e vídeo-aulas. Então, se você gostou do nosso post sobre o que é ser mãe, inscreva-se já no nosso curso online e comece ainda hoje mesmo!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    11 − três =