Constelação FamiliarDepoimento

Reestruturação Familiar com Constelação

reestruturação familiar

A Constelação Sistêmica é uma ferramenta poderosa no processo de reestruturação familiar e de outros agrupamentos humanos, como escolas, empresas, comunidades, igrejas. Todas as pessoas deveriam conhecer a Constelação Familiar e Sistêmica, especialmente no método de Bert Hellinger, para com isso serem pessoas mais completas e mais integradas aos seus sistemas interpessoais.

Antes de conhecer os conceitos e fundamentos em que se baseiam os trabalhos desenvolvidos pela constelação, eu já tinha algum entendimento. São questões perguntadas acerca da condição dos pais na vida das pessoas. Além disso, mais especificamente a de meus pais em minha vida.

O rompimento e reestruturação familiar

Há muitos anos já entendi sobre a desconstrução natural e salutar que deve ocorrer nos indivíduo. Ela versa sobre o endeusamento infantil que construímos acerca da figura de nossos pais. Mesmo que isso, a princípio, possa ser traumático e difícil, é uma condição natural das relações familiares.

Isso, principalmente quando os pais reforçam suas figuras de “super-herói” a seus filhos como foi no meu caso.

Esse romper no meu caso se deu na fase da adolescência. E a reestruturação familiar foi acontecendo a partir de outro prisma, o que foi extremamente enriquecedor. Sobre a questão dos aprendizados acerca das desconstruções que o estudo da constelação está trazendo, faço uma menção.

Assim, acho que posso citar que o ponto central de despertar e entendimento está mais na esfera de algumas das vivências.

Esse ponto central tem duas vertentes de vivências:

  • as gerações dos meus avós, que estão ainda reverberando tanto em mim, quanto em meu filho mais novo;
  • as gerações de meus pais.

A longa jornada até uma reestruturação familiar

Tenho visto na prática que famílias desestruturadas podem se reerguer, com base no amor, na gratidão e nos valores da Constelação Familiar.

Tem sido um encontro de respostas intenso e, até por vezes, extenuante. Mas isso, tem me auxiliado sobremaneira na resolução de questões individuais do meu filho. Por outro lado, na compreensão amorosa de todas as nuances que também reverberam em mim.

Estamos em um processo de reconstrução amorosa e libertação, por assim dizer, para uma posterior reestruturação familiar.

A minha visão sobre a trajetória dos meus antepassados sempre foi, conforme considero, bem ampla e respeitosa. Mas admito que faltavam alguns elementos que o estudo da constelação me trouxe. Assim, consegui que houvesse uma fluidez, interrompendo esses paradigmas e energias para obter uma diferença na minha vida hoje.

Aprendendo a conviver com fatos de nossos antepassados

Passei por processo de reviver dores de situações extremamente agressivas da minha avó.

Compreender os sentimentos que me acometiam, agradecer a ela a possibilidade de minha existência. E, principalmente, libertá-la para que vivesse ou descansasse a partir de seu merecimento.

Sobre as ações serem fundadas apenas na possibilidade tanto dos meus avós quanto dos meus pais, esse entendimento e acolhimento já possuo há muitos anos. Então, não se firmou efetivamente uma questão dolorosa ou traumática no processo.

Os traumas de minhas avós

Sobre os fatos que aconteceram antes do nascimento dos meus pais, do lado materno existiu uma grande perda na vida de minha avó.

Ela viveu a perda da mãe de parto, e muitos desencadeamentos ocorreram na vida tanto da minha avó quanto da minha mãe. Logo, esses ocorridos deixaram marcas em minha vida e na do meu filho também.

Do lado paterno, minha avó sofreu uma série de traumas advindos de abusos sexuais em sua infância e adolescência. Esses eventos deixaram marcas na vida de meu pai, alcançando a minha vida. Esses processos só puderam ser mapeados e acessados por mim, pelo fato de eu estar vivenciando e aprendendo sobre a constelação familiar.

Resultados dos traumas ocasionados no passado

As duas situações acima desencadearam vários processos, como:

  • sentimentos de não pertencimento
  • reprodução de ações negativas nas vidas das gerações posteriores
  • paradigmas
  • limitações

Mas, estes processos estão sendo trabalhados e tratados com muito mais entendimento por mim agora.

Reavaliando as ações de meus antepassados

Há muito tempo sabia dessas histórias, mas não conseguia ver a atuação ou o alcance delas em minha vida. Mas, hoje consigo mapear perfeitamente e trabalhá-las de forma harmoniosa e amorosa.

Este processo tem permitido inclusive que eu reavalie ações e atuações tanto minhas como das pessoas. Através dessas pessoas consegui mapear alguns fatos pretéritos.

Estes fatos da vida delas têm, de alguma forma, me auxiliado a compreender ainda mais a forma de viver e agir dessas pessoas.

Conclusão

Quando se tem o entendimento da raiz das ações ou reações nas pessoas, fica mais fácil compreender e até relevar situações e maior chance de acontecer uma reestruturação familiar. Isso nos direciona a conduzir de modo benevolente e amoroso as relações familiares.

Elas são as mais difíceis que um ser humano pode viver, isto é, elas são complicadas por serem as mais intensas. Logo, nos ligam a várias questões pessoais de forma mais desnudada.

Você já pensou nos benefícios que uma reestruturação familiar pode trazer para a sua vida? Deixe abaixo o seu comentário e nos fale acerca do que mais você gostaria de ler sobre o assunto.

O artigo foi escrito por Erica Nechar, especialmente para nosso site do Curso de Formação em Constelação Familiar e Sistêmica.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =