Constelação Familiar

O que é Transtorno Obsessivo Compulsivo para a Constelação Familiar?

o que é toc transtorno obsessivo-compulsivo

O que é TOC ou Transtorno Obsessivo Compulsivo? Como a Constelação Familiar pode nos ajudar a compreender as origens deste problema? Para a Constelação, as respostas para muitos transtornos podem ser buscadas em questões mal resolvidas de nossa infância e de nosso relacionamento familiar.

Pensando nisso, preparamos este texto para que você possa entender melhor a origem do TOC e de que maneira a Constelação pode ajudar neste transtorno. Quer saber mais? Então continue lendo e descubra!

Definindo o Transtorno Obsessivo Compulsivo

O Transtorno Obsessivo Compulsivo é caracterizado por obsessões, pensamentos, impulsos ou imagens indesejáveis e involuntárias. Esses pensamentos invadem a consciência, causando ansiedade fortemente acentuada ou desconforto. Ademais, esses pensamentos e impulsos acabam obrigando o indivíduo a executar rituais, atos físicos ou mentais que são realizados em resposta às obsessões.

Esse transtorno psiquiátrico de ansiedade é muito prejudicial à vida do indivíduo. Isso ocorre porque ele se torna um refém da sua incapacidade de controlar os pensamentos insistentes. Esses pensamentos acabam gerando crises de comportamentos repetitivos e compulsivos, impedindo que a pessoa leve uma vida normal.

Por exemplo, uma pessoa que insiste em checar se o botijão de gás está fechado, pelo menos, 5 vezes ao dia. Ela já sabe que o gás está fechado, mas sua mente insiste em dizer que ela não checou direito da última vez. Por isso, ela pensa que o gás irá vazar e irá explodir sua casa, então, ela vai e checa mais uma vez.

Quais as Causas do TOC?

Um fato curioso é que na mente do doente, esses efeitos (comportamentos obsessivos), podem ajudar a não concretizar alguma espécie de medo, além de evitar que algo, ou coisa específica aconteça. A intenção desses comportamentos anormais se resume na intenção de afastar ameaças. Ou seja, prevenir possíveis falhas ou simplesmente aliviar um desconforto físico.

No transtorno obsessivo compulsivo ou TOC, os indivíduos procuram ainda evitar o contato com determinados lugares, objetos que outras pessoas tocam ou até mesmo pessoas. Eles fazem isso como forma de obter alívio dos seus medos e preocupações. São as chamadas evitações de conforto.

Além disso, esse Transtorno pode advir de situações traumáticas fáticas, isto é, que tenham acontecido. Ou podem advir de adoecimento da psique do indivíduo por situações não resolvidas. Ou até mesmo acumulo de stress, por exemplo.

Eles vão causando um desequilíbrio físico, mental e energético a ponto de se materializar ou fixar na situação de TOC.

Fatores Hereditários que Levam ao Desenvolvimento do Transtorno Obsessivo Compulsivo

A técnica de Constelação pode ser útil em uma boa parte dos casos. Isso ocorre, principalmente e entre outros aspectos, porque há a tendência de um indivíduo vir a desenvolver TOC se alguém de sua família já desenvolveu a doença. Ou seja, mais uma vez há questões familiares em jogo.

A dificuldade em se perceber o TOC ou transtorno obsessivo compulsivo está justamente na diversidade dos seus sintomas, dentre os quais destacamos alguns logo abaixo:

  • medos de contaminação/lavagens;
  • dúvidas excessivas, seguidas de verificações;
  • preocupação exagerada com ordem/simetria ou exatidão;
  • pensamentos de conteúdos inaceitáveis (violência, sexuais, ou blasfemos);
  • compulsão por armazenar objetos sem utilidade;
  • dificuldade em descartá-los – ou colecionismo.

Um mesmo indivíduo pode apresentar uma diversidade de sintomas, embora geralmente exista um que predomine.

As Neuroses Podem ser Desenvolvidas Devido ao convívio com Pessoas Neuróticas

As pessoas podem ser condicionadas por parentes próximos e serem envolvidas em uma determinada neurose. Sem nem mesmo perceber, essas pessoas irão agir de forma a repetir um padrão de forma sistemática. Padrão este adquirido de alguém próximo, e não perceberá o quanto isso afetará a sua vida.

Leia também:  Profissional de Constelação: Aspectos legais e jurídicos

Um exemplo disso são os TOC’s por limpeza e arrumação. Que na maioria das vezes são “herdados” de pais para filhos. Como na maioria das vezes, a sociedade entende que a limpeza é uma qualidade e a sujeira errada. Por isso, não se avalia ou se percebe as nuances do desequilíbrio pela necessidade de limpeza, já que teoricamente seria um excesso e não “qualidade”.

Nos casos de TOC de limpeza, por exemplo, é comum os doentes apresentarem questões relacionadas a não resolução ou falta de conexão com seu “Eu” na integralidade e falta de aptidão em resolver seus problemas.

Destes fatos surge a necessidade da arrumação externa, já que não consegue arrumar o que está dentro, os sentimentos, os pensamentos, a vida profissional, amorosa e entre outras coisas. Ou ainda uma necessidade de agradar e ser aceito.

É necessário conhecer o passado do indivíduo para entender as causas das doenças de ordem psíquica

Porém, é necessário esclarecer que as obsessões e compulsões podem ou não ser consequência de doenças neurológicas. Bem como elas podem ser derivadas de vícios como jogos, drogas, compulsão alimentar entre outras coisas.

Por isso, e tantos outros motivos, é que em muitos casos de transtorno obsessivo compulsivo, vislumbramos a possibilidade de tratamento por Constelação sistêmica ou familiar.

Trata-se de uma forma de encontrar os pontos de desconexão e desajustes. Estes que são criados nas formas pretéritas na linhagem familiar do indivíduo. Ou seja, reestruturam-se essas crenças para que não mais tenham uma atuação negativa sobre a vida do doente.

Em outros aspectos, o esclarecimento e desnudamento sobre as questões de linhagem do indivíduo podem trazer um olhar até profilático para esse tipo de doença, demonstrando tendências postas, que podem ser quebradas antes de se instalar a doença do TOC propriamente dita.

Conclusão sobre o Transtorno Obsessivo Compulsivo

As manifestações do TOC podem começar bem antes da doença e se instalar de forma determinante e devastadora na vida do indivíduo. O quanto antes essas manifestações forem encontradas, mapeadas e confrontadas, mais rápido serão dissolvidas e resolvidas. Assim, antes que a doença em si tenha suas implicações mais graves na vida da pessoa. Por isso, caso você tenha os sintomas, busque ajuda profissional!

Deixe sua mensagem, crítica ou sugestão sobre o artigo.

Inscreva-se no Curso 100% Online de Formação em Constelação Familiar e Sistêmica. O módulo bônus sobre Psicanálise oferece importantes insights sobre TOC e outros transtornos. O Constelador precisa ter um leque de conhecimento para conseguir ajudar seus clientes.

Autora: Erika Nechar, exclusivamente para o nosso blog Constelação Clínica.

 

 

 

 

 

One thought on “O que é Transtorno Obsessivo Compulsivo para a Constelação Familiar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 9 =