Constelação e vida diária

Mimansa: história e 5 princípios do hinduísmo

mimansa

A religião hinduísta possui escolas filosóficas de práticas ortodoxas. Nesse contexto, Mimansa significa busca ou também investigação. Ela é uma escola que formulou regras para interpretar o vedas, que é um idioma sânscrito. No começo o vedas era transmitido oralmente.

O Mimansa tinha como principal questionamento a natureza natural. Mas, de acordo com esse pensamento sobre a natureza do darma, não era possível ter um acesso direto à observação/ razão. O acesso podia ser concluído por meio de revelações no vedas, ou seja, por meio do idioma ancestral da Índia.

O hinduísmo

O hinduísmo é a religião mais dominante da Índia, também conhecida como Dharma Sanatan, por causa de sua antiguidade e vastidão. Ele possui uma escola chamada Mimansa, palavra que traduzida significa “busca”.

O hinduísmo não é uma religião estabelecida por um profeta ou uma pessoa em particular, mas é um conjunto de diferentes religiões, opiniões, e crenças que vêm acontecendo desde os tempos antigos.

Sendo uma religião em desenvolvimento, novas dimensões foram adicionadas a ela em diferentes períodos. Na verdade, o Hinduísmo é uma religião paisagística tão vasta que contém deuses primitivos da aldeia, fantasmas, divindades locais e exorcismo. Além disso, ele também está vinculado ao Tantra de Tridev, ao brahman incorpólico e a uma filosofia mais esotérica.

História do hinduísmo

O hinduísmo surgiu em meados do ano de 1500 a.C. após a queda do vale que chamava Indo. Há boatos que o povo desse vale influenciou expressivamente o hinduísmo para que ele viesse a ser como é conhecido hoje.

O povo Ária, que invadiu a Índia, também pegou para eles as tradições e crenças que já haviam sido estabelecidos. Nesse contexto, o hinduísmo védico surgiu. O seu principal objetivo homenagear e fazer cultos para deuses tribais.

Por outro lado, o trio Brahama, Krisha e Shiva deram origem ao hinduísmo brâmico. Assim, a religião é conhecida como politeísta, pois acredita em diversos deuses.

Destaques da história do hinduísmo

Sendo uma religião em desenvolvimento, novas dimensões foram adicionadas a ela durante vários períodos. Na verdade, o hinduísmo é uma religião com uma paisagem tão vasta que tem tudo, desde divindades primitivas de vilas, vampiros-fantasmas, divindades locais, tantra-matras a Tridev e outras divindades.

Além disso, é importante dizer que as origens do hinduísmo e do jainismo estão no conceito dos primeiros arianos, que remonta a 4.500 aC. Eles se espalharam da Ásia Central ao Himalaia. Um ramo dos arianos também estabeleceu a religião parsi. Depois disso, surgiram o judaísmo  em 2.ooo a.C, o budismo em 500 a.C., o cristianismo apenas dois mil anos atrás e a religião islâmica há 1.400 anos.

Significado dos símbolos do hinduísmo:

  • Trishula: é um tridente. Cada ponta desse tridente vem com as funções da tríade, como, por exemplo, preservar, criar, mas também destruir.
  • Mandala: é um dos símbolos mais visto e usado para meditação. Ele possui diversas formas. Mas a principal é em forma de círculo. Os praticantes, ao utilizá-lo, têm por objetivo unir as divindades de todos os hinduístas.
  • OM: é um som que para os indianos é um mantra supremo. Esse símbolo representa o corpo, que dá origem para a vida.
  • Tilak: basicamente é um sinal que é feito na testa. As pessoas que utilizam esse sinal demonstram que acreditam nas doutrinas e conceitos apresentados pelo hinduísmo. Nesse contexto, o sinal usado na testa simboliza um terceiro olho e se relaciona com os sentimentos da pessoa, indicando que ele pretende ser uma pessoa melhor espiritualmente.

Cinco princípios do Hinduísmo

Os princípios do Sanatana Dharma foram feitos para criar e manter o funcionamento adequado de uma sociedade e de seus membros e governadores. Independentemente das circunstâncias, os princípios e a filosofia do hinduísmo permanecem os mesmos. Isso porque acredita-se que objetivo final da vida humana é realizar asua verdadeira forma. Seguem os 5 princípios:

  • Deus existe. De acordo com a religião hindu, existe apenas um Divino Absoluto, uma força singular que une todas as facetas da existência conhecidas como OM Absoluto (às vezes soletrado AUM). Este divino é o Senhor de toda a criação e um som universal que é ouvido dentro de cada ser humano vivo. Existem várias manifestações divinas do OM, incluindo Brahma, Vishnu e Maheshwara (Shiva).
  • Todos os seres humanos são divinos. O comportamento ético e moral é considerado a busca mais valorizada da vida humana. A alma de um indivíduo (jivatma) já faz parte da alma divina (Paramatma), embora permaneça em uma condição adormecida e iludida. É missão sagrada de todos os humanos despertar sua alma e fazê-la perceber sua verdadeira natureza divina.
  • Unidade de existência. Os buscadores almejam estar em unidade com Deus, não como indivíduos separados (unidade do eu), mas sim em uma conexão mais próxima (unidade) com Deus.
  • Harmonia Religiosa. A lei natural mais básica é permanecer em harmonia com seus semelhantes e com o universal.
  • Conhecimento de 3 Gs. Os três Gs são o Ganges (o rio sagrado na Índia onde ocorre a purificação dos pecados), o Gita (a escrita sagrada do Bhagavad-Gita) e o Gayatri (um mantra sagrado encontrado no Rig Veda. Ele também é um poema ou uma entonação no mesmo metro específico).
Leia também:  A Constelação na vida dona de casa

Os rituais do hinduísmo

Os rituais dos praticantes hinduístas é o oferecimento de uma oferenda aos deuses, através das imagens localizadas nos templos, que estão localizados na casa do praticante. Eles também incluem cantorias, mantras, leitura de textos religiosos, meditações, entre outros.

Há diversos rituais no hinduísmo e os mais conhecidos são:

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

  • Shraadh: ritual para oferecer um banquete para reverenciar os mortos;
  • Upanayanam: ritual para marcar o começo da educação de uma criança de casta alta;
  • Annaprashan: ritual que marca a ingestão do primeiro alimento.

Os animais sagrados para o hinduísmo

Em diversos filmes, séries, documentários sobre a Índia ou até mesmo reportagens, é possível observar diversas cenas de muitas vacas passando entre os carros na Índia.

As vacas para o hinduísmo são os animais mais sagrados que existem. Por isso, eles podem andar livremente, não importa o lugar. A vaca começou a ser considerado um animal sagrado por ser utilizado como veículo ou montaria sagrada pelo Deus Shiva, o mais famoso na Índia. Por causa dessa crença, elas andam livremente, em qualquer rua.

Considerações finais

Como foi visto no artigo, o hinduísmo é uma religião que surgiu na Índia. Esta é completa de simbologia e imagens para atrair diversas pessoas por todo o mundo. Além disso, a religião é conhecida por sua diversidade de crenças e deuses, sendo uma das religiões mais antigas do mundo.

Em particular, o Hinduísmo é um conjunto de tradições religiosas filosóficas e práticas mágicas na Índia, que até hoje define a estrutura social desse país e o seu estilo de vida.

Nesse artigo, falamos um pouco da Escola Mimansa da Índia, da história do Hinduísmo e de seus cinco princípios. Esperamos que você tenha gostado de mergulhar nesse mundo de informações que te apresentamos. Em vista disso, te convidamos a fazer o nosso curso online de Constelações Familiares, no qual você poderá expandir sua mente navegando nesse universo de informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 2 =