Constelação e Relacionamentos

Meu filho não me respeita: como devo agir?

Para muitos pais, não há nada mais doloroso ao perceber que "meu filho não me respeita". Por isso, confira nossas dicas para superar essa situação!

Para muitos pais, não há nada mais doloroso ao perceber que “meu filho não me respeita”. Afinal, pais e filhos que se respeitam têm um relacionamento mais saudável e amoroso. Por isso, hoje  entenderemos como superar essa situação e conquistar o respeito dos filhos.

Entre a razão e a emoção

Muitos pais afirmam que “meu filho não me respeita” e vivem em conflito. Afinal, os pais sempre querem uma relação harmoniosa e agradável com as crianças. Contudo, a família enfrenta conflitos e situações complicadas que desafiam o bem-estar de todos.

Dessa forma, precisamos entender que a educação dos filhos precisa de equilíbrio entre razão e emoção. Ademais, pais sempre precisarão de persistência para conseguirem o comportamento que desejam dos filhos. Logo, caso eduquem apenas com o coração, correm o risco de serem desrespeitados.

Sendo assim, os pais jamais devem fazer vista grossa aos comportamentos desrespeitosos dos filhos. Portanto, se os pais querem o respeito do filho, eles precisam se respeitar primeiro. Logo, eles devem ter personalidade e caráter para saberem o que estão fazendo, como é  e o porquê fazem.

Amor e disciplina

Se o “meu filho não me respeita” ele, sem dúvida, aprendeu esse comportamento. Afinal, crianças devem ser ensinadas desde sempre a serem respeitosas com os pais. Por isso, os pais precisam de disciplina constante e amor para educar os seus filhos.

Mesmo que pareça contraditório, os pais conseguem ser carinhosos e firmes com os filhos. Já que os filhos precisam de limites, os pais devem estabelecer normas claras. Portanto, se uma criança não tem regras, ela assumirá o controle e crescerá no caos.

Entretanto, pais e filhos devem desenvolver uma relação baseada na compreensão e amor. Caso uma criança não receba respeito dos pais, com certeza, não respeitará eles. Ademais, é possível que o filho não desafie os pais se percebê-los como fonte de proteção e amor.

O seu filho não te respeita mesmo?

Se você pensa que ”a minha filha não me respeita e não conseguimos conversar”, é preciso aprofundar esse comportamento. Assim como outras pessoas, os filhos têm dias bons e ruins. Logo, os pais devem prestar atenção se o comportamento inadequado deles é esporádico. Dessa forma, eles se colocarão no lugar dos filhos para entender o que está acontecendo.

Assim, é importante que os pais conversem com os filhos. Dessa maneira, ajudarão os filhos a se expressar de forma positiva. Porém, se o filho o desrespeita com frequência, os pais devem prestar atenção se os filhos:

  1. te desafiam com frequência. Por exemplo, se o jovem te desrespeita para contestar a sua autoridade;
  2. exigem que suas vontades sejam sempre realizadas, mesmo recebendo “não” como resposta;
  3. são agressivos quando precisam seguir normas;
  4. ficam aborrecidos quando tentam impor vontades.

O poder do exemplo

“Se meu filho não me respeita” talvez eu o tenha ensinado a ser assim. Isso porque todos nós aprendemos por meio de exemplos. Portanto, os pais sempre devem servir de modelos positivos para os filhos. Contudo, nem sempre sempre será fácil, pois os pais devem manter a calma diante de conflitos.

Portanto, é importante que os pais mantenham firmeza para não se descontrolarem. Além disso, eles jamais devem recorrer a qualquer tipo de violência contra os filhos, sejam elas físicas, verbais ou psicológicas.

Ademais, quando necessário, os pais devem admitir seus erros e pedir desculpas para os filhos. Nesse sentido, quando os adultos admitem as suas falhas, demonstram humanização nas atitudes. Desse modo, o filho crescerá cercado de bons exemplos para ser uma pessoa melhor.

Saiba impor limites

Portanto, desde sempre os pais devem estabelecer limites para os filhos. Ainda, os filhos precisam saber quais atitudes são indesejáveis e inaceitáveis. Embora eles não possam diferenciá-las ainda, devem saber que há consequências caso ultrapassem limites.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

Por isso, os pais sempre devem aplicar as normas de forma coerente. Em outras palavras, eles devem ser claros para que os filhos não desobedeçam às essas regras. Caso eles façam exceções, eles perderão credibilidade com as crianças.

Leia também:  Como superar um término de relacionamento?

Dialogue com o seu filho

“Se meu filho não me respeita” saiba que você jamais deve ser vingativo. Sendo assim, um filho precisa de regras para moldar o seu caráter, enquanto os pais ensinam o valor das responsabilidades. Assim, eles conseguem ensinar de forma carinhosa que ações têm consequências.

Dessa forma, os pais devem ficar próximos aos filhos, ou seja, estar sempre presentes. Desse modo, eles saberão como os filhos se sentem e como podem se expressar. Ademais, os filhos sempre entendem a linguagem do respeito e amor, se ensinados cedo.

Ainda que não seja tão simples, pais e filhos criarão um laço emocional saudável. Logo, é importante que adultos dialoguem com os jovens para compreendê-los melhor.

“Se meu filho não me respeita”, o que eu posso fazer?

Para muitas famílias é possível reconquistar o respeito e o amor dos filhos. Sendo assim, os pais precisam:

  1. Evitar ceder às vontades do filho. Crianças mimadas em excesso podem desrespeitar e manipular os pais com facilidade;
  2. evitar subestimar os filhos. Afinal, todos nós somos maiores do que pensamos e podemos fazer coisas grandiosas;
  3. valorizar-se, se respeitar e fazer o mesmo com os filhos. Ou seja, nada dos pais se intrometerem nos assuntos dos filhos sem consultá-los antes. Dessa forma, é importante que a família converse sempre para se conhecer e definir responsabilidades;
  4. ajustar o comportamento do filho para mudar atitudes negativas. Porém, os pais devem fazer essa mudança com calma e persistência. Afinal, o filho precisa entender o motivo de alguns princípios serem valorizados na família. Ademais, os pais precisam evitar chantagens e cobranças;
  5. investir na confiança, de modo que pais e filhos confiem um no outro. Desse modo, a família toda colabora para que o relacionamento seja positivo. Assim, pais e filhos agem como uma equipe, comemorando as conquistas dessa relação;
  6. ser exemplo para o seu filho e prestar atenção à maneira como você age. Embora palavras tenham efeito, todos nós aprendemos de verdade por meio do exemplo. Logo, é importante que os adultos reflitam a respeito do que falam e fazem. Assim, eles podem ser coerentes para conseguirem o respeito que procuram.

Considerações finais sobre “meu filho não me respeita”

Desse modo, se “meu filho não me respeita”,você deve refletir e mudar as suas atitudes. Talvez a falta de respeito dos filhos seja um reflexo da criação que receberam. Ou seja, os pais são responsáveis pelo desrespeito das suas crianças. Portanto, é importante que eles avaliem a situação e descubram o que precisam mudar em si e na criança.

Nesse sentido, os pais devem entender que respeito é conquistado por mérito e leva tempo. Dessa forma, eles devem aprender com as vivências diárias para contornar as situações difíceis. Ademais, eles jamais devem desistir de conquistar o respeito dos filhos. Por isso, eles devem ser persistentes para alcançar a mudança no ambiente familiar.

Por isso, se “meu filho não me respeita”, você pode aprender com o nosso curso de Constelação familiar. Desse modo, essa uma excelente ferramenta para os pais melhorarem a relação e os conflitos com os filhos. Assim, o curso te ajudará também a desenvolver seu autoconhecimento. Então, garanta a sua vaga agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =