Constelação e Relacionamentos

A Falta de libido para a Constelação Familiar

falta de libido

Por vezes, a falta de libido pode acometer uma pessoa, mesmo que ela tenha um relacionamento duradouro. Você sabe o que pode gerar essa falta de libido? Confira agora o que é a falta de libido para a Constelação Familiar!

A história de R.

Neste texto, irei contar a história de minha amiga “R.”, de 45 anos. Ela luta para ter uma vida sexual saudável e feliz com seu companheiro. Casada há 24 anos, há alguns vem perdendo a libido, e as relações sexuais vem diminuindo entre o casal.

Quando criança, lembra-se de tocar seu corpo e sentir prazer constantemente, e as brincadeiras com as amigas também eram bem sexualizadas. Na adolescência, teve muitos namoradinhos, e os toques corporais eram bem aceitos. Por fim, quando adulta, só sentiu prazer com seu marido.

Depois da chegada dos filhos, as relações foram diminuindo e a ansiedade foi aumentando. Seu marido brincava dizendo que ela era “fria, fria como sempre foi” e isso até hoje a machuca. Após alguns momentos difíceis, como assaltos em sua casa, chegaram as crises de ansiedade e a necessidade de tomar remédios. 

O uso de medicamentos e a falta de libido

Por isso, iniciou o uso do Escitalopram, medicamento que cita em sua bula a possibilidade de diminuição da libido. E aí, tudo piorou! Junto com o medicamento, iniciou a terapia comportamental que a ajudou bastante. Além disso, abriu outras oportunidades, como as Constelações familiares, terapias de regressões, barra de acces, acupuntura, entre outras.  

Com toda essa ajuda, a ansiedade melhorou bastante. Mas muitos momentos conflituosos acontecem em sua vida. Tem semanas que ela não quer ter relações com seu marido. Por isso, afasta-o de si!

A libido ainda está lá!

Em outra semana, fica excitada o dia todo o esperando-o chegar. Planeja e imagina momentos que poderão ser românticos. Por exemplo, ele atrás dela tirando seu sutiã, beijando sua nuca, acariciando todo o seu corpo, e, aos pouquinhos, tudo acontecendo! 

Mas suas fantasias são quebradas com o jeito de seu marido, que não percebe a necessidade do romantismo e diz frases grossas que a magoam. Neste momento, o desejo tem um abalo e ela se sente confusa entre se sentir usada e, talvez, dramática. 

A falta de libido acontece apenas pelo relacionamento?

R. pensa em ficar louca, pois em uma semana quer ficar longe de seu marido, e na outra se sente totalmente apaixonada e extremamente carente. Ademais, com muito medo da rejeição, sente vontade de falar que está com desejo dele e tenta se aproximar discretamente, tentando descobrir se o mesmo está sentindo o mesmo por ela. 

Ademais, R. sente que cobra muito de seu marido e, por vezes, sente que as cobranças são relacionadas a questões paternas. E quando consegue ter uma relação com carinho e atenção, ela se sente muito bem.  Completa, viva, com energia para trabalhar e viver mais feliz. Mas, na maioria das vezes, a relação não termina bem.

A Constelação e a falta de libido

Todas essas sensações estão sendo trabalhadas nas constelações, e muitas informações aparecem de maneira esclarecedora. Portanto, fica nítido que isso vem de outras gerações, principalmente por parte da vó, que sempre aparece nas constelações de maneira arredia e desconfiada com relação aos homens. Em outra constelação, aparece R. exigindo muito de seu esposo, e querendo colocá-lo no lugar de seu pai.      

Enfim, a Constelação está sendo muito positiva, fez minha amiga perceber que é impossível sentir prazer pelo seu parceiro se o coloca o tempo todo no lugar de  seu pai. Além de entender que o que pertence a ela pode ser mudado, e o que pertence aos seus ancestrais deve ser aceito e ficar apenas com eles.

Gostou do artigo? Deixe um comentário sobre sua relação com a libido, e como ela está presente em sua vida! Quer aprofundar seus conhecimentos sobre a Constelação? Então se inscreva no nosso curso, 100% online, de Constelação Clínica. Com ele, você estará apto a ser um constelador de sucesso!

Este texto foi produzido por Priscila Daniela Perez Bulgarelli, especialmente para o nosso Blog Constelação Clínica.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =