Constelação e RelacionamentosConstelação Familiar

Equilíbrio familiar: 10 dicas da constelação familiar

Equilíbrio familiar

O relacionamento familiar nem sempre caminha por marés tranquilas e aquilo que nos une pode acabar nos separando. Contudo, a família é um dos bens mais preciosos que podemos cultivar em vida e devemos investir em seu sucesso. Por isso, veja como conseguir equilíbrio familiar com 10 dicas bem explicadas para alcançar essa meta.

1 – Entender o sentido de coletividade

A primeira das dicas para equilíbrio familiar é compreender que você é parte de um coletivo. Muitas pessoas, ao longo do tempo, desenvolvem uma certa apatia quando se trata do trabalho em família. Indo além, conseguem demonstrar uma tendência ao egoísmo, de modo a pensar apenas em si mesmo até nas pequenas coisas.

Portanto, a fim de evitar desgastes:

Pense em você e nos outros

Não se trata de apagar para fazer algum familiar feliz no seu lugar, nada disso. Compreenda que pode estar numa posição em que pode beneficiar a si mesmo e aos demais às vezes, mesmo em coisas simples. Encontre o equilíbrio e sensibilidade para ajudar os demais quando for necessário.

Seja proativo

Quando possível, tente antecipar as necessidades dos outros membros quando for conveniente a todos. Por exemplo, numa ida ao mercado ou farmácia pergunte se precisam de alguma coisa. De maneira gradativa, vão construir uma rede de apoio mútua e instintiva benéfica a todos.

Tenha agradecimento

Por vezes somos surpreendidos com algum favor da família, mesmo que isso parta de ações simples. Ser agradecido e retribuir a gentileza é importante para cada um, mesmo que não seja obrigado. Ao fazer isso, mesmo que seja só em palavras, informa ao outro o quanto o gesto dele marcou e foi valoroso a você.

2 – Aproveite do lazer em família

O lazer em família é um dos melhores momentos que podemos ter ao lado dela. Ainda que parta de coisas simples, cada atividade serve para refinar e unificar o laço que lhe é partilhado. Sem contar que é uma aposta muito produtiva para que todos possam sair da rotina de vez em quando.

Com base na preferência de cada pessoa monte uma lista de atividades em potencial que podem fazer juntos. Desde um:

  • filme no cinema;
  • jogos;
  • jantares;
  • passeios;
  • e até uma viagem a um destino próximo.

3 – Respeito é via de mão dupla. Dê para receber

Tenha em mente que considerar apenas aquilo que você deseja não é uma forma justa de se relacionar. Tocamos nesse ponto porque é comum para alguns entrar em um espaço que contribui para as brigas e desrespeito. Especialmente quando se trata de atividades pré-acordadas entre os membros e que são descumpridas.

Sobre as atividades da casa, nunca deixe de lado o combinado quanto as suas responsabilidades. Em relação aos membros, busque sempre respeitá-los, evitando desavenças desnecessárias que podem surgir. O respeito é algo a ser merecido por todos e isso não deve comprometer a harmonia da família.

4 – O valor da tolerância

Uma das maiores ameaças ao equilíbrio familiar é quando apontamos com frequência as falhas e erros das outras pessoas. Sabemos o quanto isso é fácil, porém destrutivo e danoso, principalmente ao outro. Em vez disso, se possível, devemos ensinar, aplicando palavras sábias em momento adequado para falar sobre esses deslizes.

Busque sempre respeitar os outros, já que ninguém é igual a você e tem o direito de fazer diferente. Compreender e tolerar as diferenças se mostra mais um degrau para que consiga viver de modo equilibrado entre família. Sem contar o aprendizado diário em conviver com que possui perspectivas diferentes sobre o mesmo tema.

5 – Saiba quando pedir ajuda

O orgulho, por mais nobre que pareça, por vezes, pode acabar sendo um obstáculo difícil em algumas situações. Por conta disso que deve dar o braço a torcer e pedir ajuda à sua família quando for necessário. Desabafar e contar as suas angústias cria um laço de solidariedade que colabora para a dissolução do problema.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Assim, permita que a sua família te ajuda se quiserem e puderem no momento. É certo que a resolução que deseja está próxima e ter alguém que ama você ajuda para alcançá-la mais facilmente. Além deles, um profissional terapeuta pode refinar essa busca e estreitar os laços para que se ajudem mutuamente.

    6 – Evite guardar rancores

    Procure entender que nem todo mundo é perfeito e erra, às vezes mais do que deveria. Uma das dicas para se ter equilíbrio familiar é impedir que o rancor acabe tomando conta de sua postura. Nisso, em vez de focar nas brigas passadas, busque trabalhar o seu presente distante dessa mágoa.

    Se for você que causou mágoa em alguém, busque entender a dor dela e pedir desculpas de maneira honesta. Caso alguém tenha feito mal a você, por mais difícil que seja, tente perdoar. Entenda que, antes dele, o perdão serve para que a sua dor não te incomode e nem aprisione mais.

    7 – Divida as atividades do lar

    Apesar disso parecer até óbvio ou bobo, os conflitos familiares podem surgir na distribuição desigual de atividades. Não apenas nela em si, mas também na realização, no caso, a falta dela. Infelizmente, nem todo mundo assume os compromissos que possui e acaba alimentando brigas por essas ausências.

    Aqui se trabalha um dos princípios da Constelação, a lei sistêmica do equilíbrio na família. Tudo aquilo que recebemos precisa ser devolvido de alguma maneira equivalente. Nisso, cada um ter uma função em específica e trabalhar nela constantemente possibilita uma harmonia e melhor direcionamento do lar.

    8 – Compreenda o desejo de privacidade dos outros

    Assim como você, cada pessoa precisa de um espaço próprio para que sua individualidade seja trabalhada. Nisso, não se deve mexer nos objetos de alguém, mesmo que sejam os seus próprios filhos. Isso pode quebrar a confiança entre vocês e deixar a sensação de invasão no espaço pessoal.

    É preciso deixar cada um no seu espaço quando preciso, confiando e permitindo que desenvolva responsabilidade. O equilíbrio familiar se sustenta também quando se há respeito e entendimento sobre limites pessoais de cada um.

    9 – Sejam abertos sobre tudo nas conversas

    Para se ter um equilíbrio familiar precisamos trabalhar a premissa de não existir tabus e conversas difíceis. Esse tempo em conjunto é o momento de ter valorização, conhecimento e respeito de cada uma das partes. Assim, abrir espaço para conversar abertamente sobre tudo resulta em:

    • Confiança, de modo que todos podem se abrir sem haver julgamentos ou críticas;
    • Compartilhamento, já que fica mais fácil dividir conquistas e pedir ajuda quando for preciso;
    • Quebra de preconceitos, pois se tem um ambiente neutro para trabalhar qualquer ideia importante aos envolvidos.

    10 – Não traga problemas de fora para casa

    Por fim, evite trazer os problemas de fora para o ambiente interno, pois isso rompe com o equilíbrio familiar. Imagine conviver com alguém que só reclama do trabalho, do caminho ou mesmo da rotina que leva diariamente. Um ambiente mais leve permite que todos possam se recuperar, pensar com calma e aplicar soluções quando preciso.

    Considerações finais sobre o equilíbrio familiar

    O equilíbrio familiar é a estrutura de que precisa para que possa viver a sua vida de forma sadia com os semelhantes. Como dito acima, é a hora de se recarregar, renovar e ter ao lado pessoas que contribuem ao seu desenvolvimento.

    A partir dessas dicas tente entender melhor por quais buracos vocês têm pisado e que contribuem ao insucesso do grupo. Sua família é uma das maiores conquistas que terá e precisa fazer valer sua prosperidade. Não tenha medo de tentar isso, mas, sim de deixar que as desavenças rompam com o círculo de vocês.

    Uma dica que contribui diretamente a essa meta é o nosso curso 100% online de Constelação familiar. Com a ajuda dele, você terá maior sensibilidade em identificar as falhas do sistema e como cada um pode contribuir para reparar isso. Além de desenvolver o seu autoconhecimento, o curso possibilita a construção de uma estrada para que alcance o equilíbrio familiar.

    One thought on “Equilíbrio familiar: 10 dicas da constelação familiar

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    dois × 4 =