Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

Causa e Efeito: Dar e Receber nas relações humanas

Com o passar do tempo, tendemos a ser indivíduos mais egoístas, esperando que o universo nos compense a toda hora. Entretanto, esquecem de que tudo se trata de uma questão de equilíbrio, onde devemos dar sem intenção para recebermos. Vamos entender melhor a proposta da lei de causa e efeito e como aplicá-la positivamente em nossa vida.

Tudo o que vai, volta

Dada à dinâmica proposta pelo universo, é curioso pensar que tudo se encontra interligado, seja fisicamente ou não. A lei da causa e efeito propõe que tudo o que é enviado retorna a nós mesmos. Sendo assim, seja boa ou ao má, a carga que jogamos ao mundo retorna para nós. Isso inclui também as intenções, por menores que sejam.

Muitos se perguntam por que estão no lugar que ocupam atualmente e a resposta está aí. Para que tenhamos algo é preciso que nos proponhamos a dar. Note que isto gera um efeito de compensação onde o equilíbrio é construído na medida em que damos. Ainda que pareça absurdo, o universo reconhece e trabalha positivamente nessa perspectiva.

Ademais, cabe ressaltar que a lei propõe que todas as ações geram resultados , sejam esperados ou não. Ou seja, não podemos ter uma reação sem causa, já que uma é consequência da outra. Dessa forma, não é possível conseguir uma promoção sem trabalhar duro para tê-la. O seu esforço será retribuído com o cargo que deseja.

A importância de saber doar

Como aberto linhas acima, a lei da causa e efeito propõe que nos doemos sem intenção. Ou seja, nada de simular um comportamento a fim de obter algo com aquilo. A vibração emitida pela sinceridade influencia diretamente em como o universo voltará a olhar para você. Se está fazendo por interesse, a entrega não é verdadeira e será frustante.

O ato de doar é intimamente ligado ao alto desenvolvimento de uma pessoa. Isso porque a mesma passou por diversos estágios da vida e sabe exatamente o que procura para si. Dessa forma, não perde tempo acumulando o que não terá serventia para ela. Isso faz com que entenda mais facilmente a necessidade do outro e se proponha a ajudar.

Ademais, isso acaba por influenciar na flora interna desse indivíduo. Ainda que seja permeado pelo verdadeiro desprendimento, isso acaba por molda a forma como se sente em relação a si. Com isso, mesmo que não ganhe nada, fica contente com o avanço físico ou espiritual de alguém. O conceito de evolução é dado quando nos soltamos facilmente.

Quando o caminho não é visto

Um erro muito comum das pessoas é não perceber que o universo é composto de polaridades. A causa e o efeito é o exemplo máximo de como isso acontece, mas não é o único. Inspiração e expiração, negativo e positivo, bem e mal, homem e mulher, dar e receber. Em relação a esse último, permeiam a confiança e a entrega sinceras.

Além desses, outra polaridade não vista é a do amor e do medo. À medida em que mostramos um medo de amar, nos tornamos reféns desse medo. Basicamente, o medo de amar se encontra no medo da ter liberdade e quando recebemos e doamos, nos libertamos. Assim que percebemos que a troca é combustível do universo, ficamos livres.

É preciso entender que nosso corpo físico e energético está conectado com o corpo do universo. Quando esta conexão é interrompida, corremos o risco de ter a nossa vida estagnada, represada. Por exemplo, a energia que toca o dinheiro em nossa vida. Apenas quando essa energia é dada é que somos capazes de recebê-la.

Empecilhos

A causa e efeito nos indica a sermos livres de qualquer intenção que não seja o bem ao próximo. Isso porque muitas pessoas se doam esperando ser reconhecidas e receberem algo em troca. Dessa forma, se irritam quando acham que deveriam ser mais assistidas e retornadas. Graças a esse comportamento, seu fluxo fica interrompido pelo:

Egoísmo

Em momento algum esse indivíduo pensou verdadeiramente no outro. Essa entrega à qual efetuou visava apenas o retorno a si mesmo, de modo que ele se beneficiasse de verdade no fim. Contudo, essa intenção é rapidamente recebida pelo universo. Assim que Ele entende a falta de projeção aqui, as coisas começarão a se fechar para o indivíduo.

Compaixão a nós mesmos

Outro erro bastante comum das pessoas é gritarem para si mesmas o quanto merecem alguma coisa. Esse tipo de pensamento provoca o bloqueio do fluxo natural, interrompendo até seus relacionamentos. Por causa dessa compaixão pessoal, a ideia de se entregar fica fora de cogitação. O mundo só virá quando as faltas infinitas deste estiverem saciadas.

Como aplicar?

Para alguns, pode ser difícil entender a lei da causa e efeito à prática, mas tudo bem. Mudanças de verdade levam tempo para serem executadas e sentidas, porém são possíveis. A sua dedicação e meta contarão bastante para que melhore seu relacionamento com quem está próximo. Tente começar pela:

Intenção

Sempre que fizer algo por alguém, pense no ato com tranquilidade e prazer. Isso porque a satisfação de alguém ocasionada por algo que você fez acaba abrindo o caminho de volta. A ideia não é esperar por recompensas, mas se satisfazer com a ação em si. Aqui a ideia do bem estará perfeitamente implementada.

Valorize o silêncio

Ao invés de fazer julgamentos sobre qualquer momento, implemente a lei do silêncio. Por meio dela, você vai ouvir a verdade sobre qualquer história e eliminar qualquer má impressão que construiu. Cabe ressaltar que são justamente esses julgamentos que impedem que uma pessoa viva em paz com os outros e com ela mesma.

Tente enxergar o outro além de si

Em momento algum defendemos que a abstração total da própria vida deve ser feita, nada disso. Entretanto, precisamos avaliar o nosso status de comunidade e passar a agir como tal. Além de nós existem outros com necessidades e desafios semelhantes. Assim que propormos uma abertura, permitimos que pessoas parecidas cheguem até nós.

Considerações finais: a lei de causa e efeito

A lei da causa e efeito funciona como que um estilingue ao universo. Desse modo, tudo o que jogamos e atiramos pode retornar para nós na mesma medida e intensidade. Com base nisso, devemos repensar em como agimos socialmente e diante de um semelhante? Pergunte se o tratamento que dá a alguém é o mesmo que gostaria de receber.

Lembre-se: a única intenção à qual deverá ter a sinceridade e honestidade. Ou seja, caso entregue algo, seja físico ou emocional, entregue de coração. Isso marca positivamente quem recebeu e o inspira a fazer o mesmo, seja com você ou outro alguém. O universo reconhecerá esse fluxo e o aprovará.

Para fazer isso da maneira certa, se inscreva em nosso curso 100% online de Constelação familiar. A Constelação proporciona uma visão profunda sobre o que conduz o comportamento das pessoas, lhe atribuindo causas. Isso vem por meio do autoconhecimento, permitindo que enxergue a si mesmo e faça o mesmo com os demais.

Com nossas aulas online, você tem total comodismo na hora de estudar. Isso porque pode aprender de qualquer lugar e hora, sem interromper sua rotina comum e no seu próprio tempo. Da mesma forma agem os professores, dando apoio sempre que necessitar, a fim de explorarem seu potencial.

As atividades propostas pelas ricas apostilas lapidarão sua postura e compreensão de mundo. Ao fim, receberá em casa um certificado impresso que comprova a sua excelente formação na área. Invista no seu potencial, atingindo partes importantes de si mesmo  por meio do nosso curso de Constelação familiar. O conhecimento adquirido por si só já está associado ao conceito de causa e efeito!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − cinco =