Constelação Familiar

Casa de Repouso: 20 pontos a considerar ao contratar

melhores casas de repouso

Selecionar uma casa de repouso para um ente querido que chega à terceira idade é uma tarefa delicada e complexa. Sendo assim, é preciso pesquisar e analisar amplamente a respeito do local, de modo a reunir informações úteis para tomar essa decisão.

Se você precisa conhecer mais a respeito do tema, para saber quais cuidados e as necessidades que deve ter ao contratar este serviço, então confira o nosso post.

O que é uma Casa de Repouso ou ILPI

Você sabe o que é Casa de Repouso ou ILPI? A sigla ILPI designa Instituições para Longa Permanência para Idosos, tendo sido adotada pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

As ILPI ou Casas de Repouso são locais com estrutura própria e que oferecem serviços voltados a pessoas idosas (que possuem acima de 60 anos). Além disso, elas podem ser públicas, ficando sob a responsabilidade do Estado, ou ainda privadas.

Casa de repouso, Asilo e Clínica Geriátrica

A Casa de Repouso atende apenas idosos, que possuem vínculos familiares, constituindo uma espécie de moradia provisória ou fixa. Podem ser privadas ou públicas. Nelas, os moradores têm acesso a alimentação, cuidados médicos e atividades diversas com profissionais especializados.

O Asilo é uma instituição que atende às pessoas que não possuem vínculos familiares, como órfãos e idosos. Os asilos estão sob a responsabilidade governamental. Sua função é dar auxílio, segurança, educação ou ainda abrigo ao público para o qual é destinada.

A Clínica Geriátrica é um espaço que atende aos idosos, destinando-se àqueles que necessitam de constante acompanhamento e cuidado médico. Além disso, há uma equipe especializada que realiza os atendimentos. Em geral, as clínicas geriátricas são particulares.

20 pontos a considerar

A seguir, vamos indicar 20 pontos que você deve considerar ao contratar o serviço de uma Casa de Repouso para idosos. Então, confira agora mesmo e esperamos lhe ajudar nesta tarefa.

1. Tipo de Público

Em primeiro lugar, é necessário saber se o local é destinado exclusivamente para mulheres ou para homens, ou se contempla ambos os gêneros. A seguir, deve-se verificar se o local é público ou
particular, qual a localização, faixa de preço etc..

Deve-se considerar ainda se o público do local é ou não compatível com o do seu ente querido. Isto significa verificar se os frequentadores ou moradores têm interesses, hábitos, estilos etc. semelhantes.

2. Tempo de permanência

Ao escolher uma Casa de Repouso é necessário pensar em quanto tempo o idoso irá permanecer ali. Uma vez que a permanência da pessoa no local pode ser temporária, periódica ou fixa. Esse quesito influenciará vários aspectos da escolha (preço, tipo de serviço, de acompanhamento etc.).

O tempo de permanência dependerá das condições e necessidades da família e dos cuidados que a pessoa irá exigir e do que ela precisa. Se o idoso tiver autonomia para realizar as tarefas diárias e possuir um bom quadro de saúde, Instituições de Longa Permanência são indicadas. Caso contrário, é recomendável que ele seja encaminhado para uma Clínica Geriátrica.

3. Preço

O preço de uma Casa de Repouso depende de muitos fatores: se é pública ou privada, localização, perfil do público, estrutura e serviços ofertados. E não só isso, mas se leva em consideração tempo de permanência do paciente, necessidade dele, etc..

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

A instituição escolhida deve atender àquilo que o idoso precisa e aos quesitos que você e sua família definem como importantes ou vitais. Nesse sentido, o preço dependerá dos fatores citados.

4. Legalidade e Regularização

Antes de selecionar uma Casa de Repouso, é preciso se assegurar que o local cumpre todas as obrigações e todos os requisitos legais para seu funcionamento. Além disso, é essencial garantir que esteja cadastrado e tenha licença – emitida pela Vigilância Sanitária – para prestar esse serviço.

Leia também:  Antes e depois da Constelação Familiar

5. Instalações

O local deve ser limpo, arejado, organizado, ter boa estrutura física e as instalações devem ser seguras e adequadas aos idosos. É preciso examinar com atenção o estado dos ambientes, móveis e demais objetos do local. Por isso, sempre que fizer uma visita, faça essas verificações.

Deve-se conferir se há escadas no local, dando preferência a locais que não as têm ou que contam com corrimões. É importante que haja tapetes antiderrapantes e barras, em espacial no banheiro, e que as janelas tenham telas de segurança.

Além disso, observe a manutenção das instalações e dos objetos do local, para garantir que ele é seguro.

6. Quartos

Os quartos podem ser individuais ou compartilhados. É necessário que estejam limpos, arejados e tenham boa iluminação. Perceba a qualidade dos móveis e a qualidade e limpeza dos tecidos.

Além disso, observe se há campainhas e barras de segurança. Verifique se há rampas e, no quarto, se há espaço para que a cadeira de rodas seja manejada. E, por fim, preste atenção se há móveis individuais para que os pacientes guardem suas roupas e objetos.

7. Serviços e atividades

Os serviços básicos que uma Casa de Repouso oferece são a alimentação e o acompanhamento médico. Toda instituição deve conter profissionais habilitados, com experiência em cuidar de idosos e com especialização na área de atuação (nutrição, medicina etc.).

Há instituições que oferecem atividades e serviços adicionais: desde aulas de pintura e informática até acompanhamento médico específico a pacientes, exercícios físicos especiais. Esses extras dependerão da Casa de Repouso e, geralmente, interferem no preço da mensalidade.

8. Alimentação

Uma Casa de Repouso oferece, no mínimo, 6 refeições diárias. Nela, deve existir um(a) nutricionista, para que as refeições e a dieta sejam balanceadas. Elas também devem atender às exigências de saúde de pessoas dessa faixa-etária.

É importante que haja higiene no armazenamento de alimentos e no preparo dos pratos. Por isso, é preciso que os produtos perecíveis estejam dentro da validade. Além disso, caso o idoso possua alguma restrição alimentar, deve-se verificar se há necessidade de pagamento adicional para elaborar refeições específicas para ele.

9. Cuidados Médicos

É preciso verificar quais as necessidades que o idoso possui e quais os serviços médicos ofertados pela instituição e que opções fornece. Portanto, é importante saber a formação dos profissionais para se assegurar da competência e da especialização de quem irá cuidar do seu ente.

Pessoas com boa saúde e independência podem ter acesso a serviços básicos, com eventuais adicionais. Já idosos com exigências médicas específicas demandam acompanhamento e cuidados constantes. Esses últimos dependem, portanto, de atendimento especial.

10. Visitas

É importante conhecer os horários de visitação da Casa de Repouso, para planejar as futuras visitas. É importante fazê-las com constância e em dias e horários marcados. Além de  responsabilidade, é também uma forma de cuidado e afeto com seu ente.

Deve-se sempre avaliar o atendimento recebido, as condições do local e a situação do paciente (saúde física, psicoemocional). Além disso, é interessante ir em dias e horas diferentes, para verificar se tudo está correndo bem.

Instituições com maior flexibilidade de horários de visita demonstram transparência quanto ao serviço prestado.

11. Experimentar o local

Antes de você optar pelo serviço, é válido fazer um teste. O seu ente pode permanecer alguns dias no local, para ver como se adapta. Você poderá fazer uma avaliação com base na experiência dele e nas condições do local, no cuidado dado, atendimento prestado etc.

Além disso, é possível ir sozinho(a) fazer uma visita ao local para conhecer suas instalações e as condições gerais do ambiente.

12. Consulte opiniões

Amigos e familiares próximos podem ajudar você a tomar essa decisão, caso eles já tenham vivenciado situações semelhantes.

Leia também:  Como funciona a Constelação Familiar?

Também é importante que, ao definir o(s) local(is) desejado(s), sejam consultadas as opiniões de pessoas que têm um ente residindo naquela(s) instituição(ões).

13. Adaptação do idoso

Para melhor adaptação do seu ente, é recomendável que ele leve as próprias roupas, objetos de uso pessoal e itens que julgue necessários. Isso o ajudará a se acostumar ao local e se sentir identificado com ele.

A instituição precisa disponibilizar móveis onde cada paciente deixe, com segurança para os seus pertences. Além disso, caso o idoso possua uma religião e seja praticante, a instituição deve respeitar o direito dele às suas crenças e práticas religiosas.

14. Conversar a sós com seu ente

Ao fazer uma visita, converse com seu ente a sós. Faça perguntas sobre como ele está se sentindo, se está fazendo amigos, está praticando atividades, está sendo bem cuidado e tratado.

Examine a saúde física e psicológica, o estado emocional, se está se comunicando bem, se tem disposição etc.. Além disso, esses atos são atos de cuidado e amor.

15. Conversar a sós com os profissionais da instituição

É essencial conversar com os profissionais da instituição, fazendo perguntas sobre seu ente. Fale com eles sobre a rotina, alimentação, saúde e relações afetivas de seu ente. Verifique se há algum problema comum neles e se é necessária alguma mudança. Você pode conversar com esses profissionais a respeito das condições de trabalho, de como ocorre os cuidados com os idosos.

16. Número de profissionais

É essencial verificar o número de cuidadores existentes do local. A Anvisa define que este dependerá do grau de autonomia dos idosos. Caso o local atende a pacientes que exigem mais cuidados médicos e acompanhamento constante, a RDC 283/2005 prevê, no mínimo, um
cuidador a cada seis idosos.

17. Contrato

É definido pela legislação que as Casas de Repouso devem firmar um contrato de prestação de serviços. Além de transparente, este deve  conter informações corretas e precisas a respeito dos direitos e deveres da Instituição, dos clientes e do paciente. E, por fim, o cliente deverá lê-lo com atenção, tirar possíveis dúvidas e solicitar uma cópia do documento.

18. Segurança do local

Além da segurança interna do espaço, é fundamental verificar a segurança externa da instituição. Consultar opiniões de parentes de frequentadores ou residentes, dos profissionais que trabalham ali, dos pacientes, e pesquisar na internet a respeito do assunto é importante. É válido verificar se o local possui profissionais e/ou tecnologia de segurança externa.

19. Histórico do local

Conhecer o histórico da(s) Casa(s) de Repouso que você tenha escolhido é fundamental. Isso amplia nossos conhecimentos a respeito da(s) instituição(ões) e fundamenta melhor a nossa decisão.

Para tanto, é importante consultar o site, blog, perfil (na rede social) do(s) local(is), verificar as avaliações de parentes e usuários ou ex-usuários. E não só isso, mas fazer uma pesquisa sobre a(s) instituição(ões) na internet em busca de algumas notícias.

20. Atendimento

Por fim, verifique a qualidade do atendimento fornecido a você e ao seu ente. Observe a postura, os gestos, o olhar e a comunicação verbal dos profissionais do local, sejam dos responsáveis pelo cuidado com o paciente ou sejam aqueles incumbidos da recepção. Além disso, confira opiniões a respeito do cuidado e do atendimento com os pacientes e os parentes que os visitam.

Considerações finais

Em suma, esperamos que você tenha gostado do post e que ele tenha lhe auxiliado na compreensão e na escolha por uma Casa de Repouso. Por isso, a realização do Curso de Constelação Familiar pode lhe ajudar nesse novo momento.

O nosso Curso Online de Constelação Familiar é completamente online, possui material principal e extra inclusos, e tem um excelente preço. Se tiver interesse em se aprofundar em temas como esse sobre casa de repouso ou para o aprimoramento intelectual, emocional e das relações, confira o nosso curso. Então, não perca tempo, inscreva-se já e comece ainda hoje!

Leia também:  Autocura: o que é e como funciona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × quatro =