Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

Capitão Fantástico: Uma Análise a partir da Constelação

Há filmes que fazem um sucesso enorme na mídia, mas nem sempre extraímos muitos ensinamentos deles. Porém, há outros filmes que simplesmente nos proporcionam uma jornada de aprendizado. Um desses filmes é Capitão Fantástico, tema do artigo de hoje.

Com o nome original de Captain Fantastic, o filme de 2016 é uma comédia dramática estadunidense. Ele foi dirigido e escrito por Matt Ross e seu inesquecível protagonista é interpretado por Viggo Mortensen.

Capitão Fantástico em linhas gerais

A trama acompanha a história de uma família que vive de maneira sustentável em um terreno em meio à natureza. Seus integrantes vivem caçando e plantando seu próprio alimento, treinando aptidões físicas e até forjando outras habilidades manuais. Além disso, eles estudam por conta própria filosofia, matemática, história, física, química, entre outras disciplinas.

A partir disso, eles evitam o consumismo, videogames, televisão, produtos industrializados, regiões e mentiras. Porém, após uma década vivendo dessa maneira, circunstâncias extraordinárias os fazem decidir ir até o centro urbano.

O filme estreou no Festival de Cinema de Sundance em 23 de janeiro de 2016.

Constelação Familiar

A constelação familiar é um método psicoterápico desenvolvido pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger.

Nessa área de atuação psicoterapêutica, se dá grande importância para as experiências vividas por cada um. Em especial, as experiências vividas dentro da família têm valor especial. Essa importância se dá pois o que vivemos é essencial para a nossa saúde emocional. Consequentemente, as experiências acumuladas desde a infância nos tornam parte de vários sistemas.

Tudo isso impacta diretamente em nossos comportamentos e nos resultados que alcançamos na vida. Além disso, na constelação considera-se as heranças emocionais que herdamos de nossa família. Por exemplo, perdas, brigas, doenças, separações traumáticas, tragédias… Tudo isso pode agir como âncoras negativas em nosso processo de evolução pessoal e profissional.

Dessa forma, a constelação familiar surge como uma ferramenta para nos ajudar a entender e trabalhar questões como as citadas acima. Isso tendo sempre em vista que não somos seres individuais totalmente independentes. Temos uma história e ela reflete em quem somos de maneiras que não podemos imaginar.

Capitão Fantástico e a Constelação Familiar

Agora que vimos a ficha técnica do filme Capitão Fantástico e entendemos um pouco de Constelação, vamos relacioná-los.

A primeira coisa que esse filme nos traz é a experiência de ver a vida como uma coisa mais significativa. Afinal, quantos de nós estamos apenas passando pelo mundo sem realmente experienciá-lo? Além disso, quantos filmes você tem visto que te fazem realmente parar e refletir sobre suas atitudes? Capitão Fantástico faz tudo isso em seus 118 minutos.

Aprofundando o enredo

Como dissemos, no filme Ben e sua família não representam a típica família americana. Muito pelo contrário, eles são tudo de mais estranho que vemos em comparação com o estereótipo americano. Ben e sua esposa resolveram criar os seus seis filhos em um lugar muito bonito e longe da sociedade. Dessa forma, eles se distanciam de qualquer contato com as novidades trazidas pelo mundo e sua globalização.

Tudo muda quando sua esposa é hospitalizada por causa de uma doença mental e comete suicídio. Ben, então, decide ir até o funeral de esposa, organizado pelos sogros, e levar com eles os filhos. Filhos esses que, como dissemos, cresceram longe de toda a influência moderna. Dessa forma, eles levam um choque ao se depararem com um mundo tão diferente.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    O mundo e as referências

    É interessante pensar em como o diferente depende da referência de cada um. A depender de quem você assume como referência, a estranheza vai se dar por um motivo diferente. Por exemplo, a criança vê o mundo como diferente. O mundo vê a criança como diferente. Assim sendo, tudo que vemos muda de referência.

    Outro ponto a acrescentar é que Ben vê o mundo globalizado como um perigo para seus filhos. Para ele, a educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida. Considerando isso, ele criou seus filhos com rigidez e muita disciplina. Livros complexos são passados como dever de casa para todas as crianças, não importando a idade.

    Verdades e tabus

    Além disso, as verdades são uma só no lifestyle da família de Ben. Assim, vários tabus de outras casas são apenas verdades que precisam ser ditas. Mesmo com essa educação rígida, o ambiente é de total harmonia entre pai e filhos. Dessa forma, o clima familiar é envolvido em músicas, brincadeiras. Porém, também podemos ver alguns excessos como exercícios físicos que não respeitam idade. Tal situação pode machucar e trazer problemas físicos posteriores.

    Com isso, podemos ver que Ben é um pai intenso. Ele é realmente um Capitão Fantástico. Porém, muitas vezes ele é tão intenso que peca na falta de equilíbrio, como vemos em relação aos exercícios.

    Da mesma forma que ele viveu com intensidade suas escolhas para seus filhos, ele terá que experimentar novas coisas. Afinal, como dissemos, a morte de sua esposa causa nele e na família uma reviravolta. Ben precisa enfrentar situações em que precisará repensar sua vida. Isso será muito difícil para ele, pois ele é uma pessoa de bom coração, mas muito convicta do que viveu até ali.

    O valor dos filhos

    Nesse momento, seus filhos desempenham um papel fundamental. Eles são para ele a sua maior riqueza. Da mesma forma, ele é para eles o mesmo. Por isso, eles são o apoio para ele nesse momento de transição. Lembrando: a mudança não será apenas para ele, mas para todos.

    Não podemos esquecer que a perda de um membro familiar repercute muito na família. Como se lida com todas essas mudanças faz de um homem, de fato, um Capitão Fantástico.

    Comentários finais sobre Capitão Fantástico

    Capitão Fantástico é um daqueles filmes que nos faz repensar a vida que vivemos. É importante rever nossos comportamentos e a maneira como nossa família influencia o que somos hoje. Nenhum pai ou mãe, por mais bem-intencionado que seja, acertará sempre. Por isso é preciso compreensão, perdão e persistência.

    Se você ficou interessado em saber mais como as famílias podem influenciar na nossa formação, conheça nosso curso. Trata-se de uma formação 100% online em Constelação Clínica que forma consteladores para trabalhar profissionalmente ou apenas curiosos, interessados em saber como aprimorar a própria dinâmica familiar. Assim sendo, confira como essa psicoterapia pode ser útil para você! E o filme Capitão Fantástico, já foi assistir?

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    treze + 10 =