Constelação Familiar

Bert Hellinger: biografia completa

bert hellinger

Na última semana, em uma quinta-feira (19), Bert Hellinger, o criador da Constelação Familiar, nos deixou no plano físico. Aos 93 anos, ele era a principal mente que nos guiava pelos caminhos da Constelação Clínica. Entretanto, mesmo com seu falecimento, todo o seu conhecimento ainda é válido para nós, amantes dessa técnica terapêutica. Como homenagem a essa figura ilustre, vamos conhecer, hoje, a sua biografia completa. Ficou curioso? Então acompanhe a leitura e descubra todo o seu legado!

Quem foi Bert Hellinger?

Ao estudar os conceitos da Constelação, nos deparamos com o seu criador: Anton “Suitbert” Hellinger, mais conhecido como Bert Hellinger. Você sabe como começou sua história?

Hellinger nasceu em 16 de dezembro de 1925, sua família era católica e, por isso, aos 10 anos, ele foi um seminarista na igreja. Porém, aos 17 anos, ele se alistou no exército, ao lado dos nazistas e, por isso, foi preso na Bélgica. Essa associação de Bert ao estado nazista pode ser relacionada ao conceito de banalidade do mal, de Hannah Arendt.

A banalidade do mal presente em Bert Hellinger

Para a filósofa Hannah Arendt, a sociedade massificada e o totalitarismo na época da segunda guerra fizeram com o que existisse uma multidão de pessoas que, sem questionar, cumpriam ordens. Com isso, indivíduos que trabalhavam para cumprir as vontades de Hitler, ou seja, aniquilar os judeus, não se sentiam responsáveis por isso. Assim, com o mal banalizado, Bert Hellinger, ainda jovem, não se sentiu culpado por participar do holocausto.

Seguindo a história de Bert Hellinger

Aos 20 anos, Hellinger se tornou padre, deixando as mazelas da guerra para trás. Ademais, ele se formou em Teologia e Filosofia na Universidade de Würzburgo, em 1951. Depois, ele atuou como missionário católico na África do Sul. Com 29 anos, se formou em Artes (bacharel) na Universidade da África do Sul e, aos 30 anos, graduou-se no curso de Educação Universitária.

Após essa fase voltada à igreja, Bert Hellinger volta para a Alemanha e passa a estudar Gestalt-terapia, uma pós-graduação voltada para o estudo clínico relacionado ao conceito do “aqui e agora”. Além disso, a Terapia Gestalt considera a relação entre o terapeuta e o paciente e leva em consideração, principalmente, o que é apresentado no momento. Esse tipo de terapia foca na consciência do aqui-agora para a resolução de problemas de diversas ordens. Ou seja, é aqui que inicia o processo de criação da terapia de Constelação Familiar.

Então, Bert Hellinger era psicoterapeuta ou terapeuta?

Muitos dizem que, por sua trajetória, Bert Hellinger era um psicoterapeuta alemão. Entretanto, ao considerarmos sua trajetória acadêmica, notamos que, nenhuma de suas graduações foi voltada para o estudo da Psicologia. Ademais, aqui no Brasil, apenas pessoas formadas em psicologia podem ser intituladas de psicoterapeutas. Logo, o correto seria tratarmos Bert Hellinger como um renomado terapeuta, criador de uma das técnicas terapêuticas mais resolutórias para conflitos familiares!

Mas você sabe o porquê dessa confusão acerca dos termos?

Essa confusão terminológica se dá pela época em que ele se formou, pois a graduação de Psicologia foi instaurada apenas em 1962! Ou seja, pelo menos 10 anos depois de sua primeira graduação! Por conta disso, ele e pessoas que estudavam a psique humana, nas décadas de 50 a 70, utilizavam a terminologia “psicoterapeuta”, mesmo sem a graduação em psicologia.

Por isso, é comum que esses teóricos sejam intitulados como psicólogos, mesmo sem a formação que hoje é considerada adequada.

E hoje, eu posso me considerar psicoterapeuta?   

Após 57 anos da regulamentação da psicologia, é incorreto que pessoas sem formação na área se auto intitulem psicoterapeutas. Portanto, caso você faça cursos voltados a técnicas terapêuticas, o termo a ser utilizado para caracterizar sua formação é: terapeuta. Ademais, a terminologia incorreta pode acarretar, até, em processos jurídicos.

Imagine se você fosse se tratar com uma pessoa que se autointitula como médico especialista em oncologia e, no meio do tratamento, descobrisse que esse “suposto doutor” não fez medicina.  Essa é a mesma relação que devemos ter com a intitulação de psicólogo e terapeuta, já que a graduação em psicologia é extremamente necessária àqueles que irão tratar a mente.

Lembre-se, psicólogos e psicoterapeutas tratam, terapeutas auxiliam.

Os estudos de Bert Hellinger

Aos 35 anos, Hellinger mudou-se para Viena e começou a estudar psicanálise. Além disso, casou-se com Herta, uma psicoterapeuta. Com 48 anos, Bert Hellinger foi para a Califórnia, e estudou Terapia Primal com Arthur Janov. Por isso, interessou-se pela área de Análise Transacional. Todos os seus estudos culminaram em seu grande projeto de sucesso, a terapia de Constelação Familiar.

Por fim, Hellinger se divorciou de Herta e se casou com Marie Sophie. Com ela, realizou oficinas e cursos ao redor do mundo.

A Constelação Familiar

A principal criação de Bert Hellinger foi, sem dúvidas, a Constelação Familiar. Essa técnica terapêutica é voltada para o estudo clínico de padrões comportamentais presentes nas famílias e em suas gerações. Para essa terapia, todo indivíduo pertence a um sistema, ou seja, o sistema familiar. Assim, aplicam-se técnicas para que essa pessoa perceba e atue nas questões relacionadas à consciência familiar e suas ações, tanto como indivíduo como em grupo.

Morte de Bert Hellinger

Em 19 de setembro de 2019, nos despedimos do ilustríssimo psicoterapeuta, Bert Hellinger. Não se sabe as causas da morte, mas, considerando seus 93 anos de idade, é possível algumas interpretações. Hellinger deixou, para nós, mais de 80 livros e uma técnica terapêutica incrível. Ele deixará saudades, mas será lembrado para sempre por todos os seus feitos!

Alguns dos livros incríveis escritos por Bert Hellinger

A literatura é uma fonte de conhecimento inesgotável e importantíssima para o ser humano. Bert Hellinger foi um grande escritor, com mais de 80 títulos. Confira agora uma lista dos melhores títulos por ele publicados:

•A Fonte Não Precisa Perguntar pelo Caminho

•A Simetria Oculta do Amor

•A Paz Começa na Alma

•Amor a Segunda Vista

•Conflito e paz: uma resposta

•Desatando os laços do destino

•O Essencial É Simples

•Ordens da Ajuda

•Ordens do amor

•Um Lugar para os Excluídos

Gostou do artigo? Comente aqui sobre o que você acha do Bert Hellinger, adoraríamos saber! Quer aprofundar seus conhecimentos sobre a prática da Constelação Familiar? Então se inscreva no nosso curso, 100% online, de Constelação Clínica e Familiar. Com ele, você estará apto a ser um terapeuta de sucesso!

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =