Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

Adicção: significado e tratamento com Constelação Familiar

Comumente enxergamos como algumas pessoas estão inclinadas a agregar vícios do mais variados tipos em sua vida. De início julgamos, mas poucos procuram entender o que realmente pode estar por trás dessa fuga. Assim, vamos entender melhor o significado de adicção e como a Constelação familiar pode intervir.

O que é adicção?

Adicção se refere a qualquer dependência física, psíquica ou compulsiva que um indivíduo possa desenvolver. Por causa dos mais variados fatores, uma pessoa pode descontar a sua frustração em hábitos que compensem alguma falta emocional. Entretanto, muitos não têm controle de si mesmos e se tornam dependentes desse hábito.

A adicções mais comuns se encontram na bebida, cigarros e nas drogas, essas últimas de efeito rapidamente devastador. Contudo, adicção abrange qualquer vínculo dependente que uma pessoa possa nutrir. Dessa forma, se vicia em jogos, sexo, comida, exercícios, compras, pornografia e até remédios. Tudo o que possa trazer prazer imediato.

Cabe ressaltar que o vício de qualquer natureza pode implicar diretamente em sua qualidade de vida. Isso porque sua mente e concentração estarão focados na necessidade em consumir mais e mais. Dessa forma, qualquer ação pode ter a sua produção reduzida e prejudicada. Em alguns casos, a demissão pode ser algo inevitável.

Sintomas

Para qualquer adicção, o indivíduo exibe sinais comportamentais que não passam despercebidos pelos demais. A depender do grau do seu vício, tudo pode ficar ainda mais intensificado e sem chances de ficar contido. Em geral, os sintomas mais comuns se apresentam em:

Preocupação ou nervosismo

Caso essa pessoa tente se afastar do vício ou fique impedido de acessá-lo, ficará bastante nervoso. A dependência ameniza qualquer mal-estar que este sinta e por isso que é tão difícil abandoná-la. Isso fica perceptível em chistes e menções constantes à necessidade em se entregar ao seu vício particular.

Irritabilidade

Já que está longe de sua dependência, esse ente ficará mais irritado do que o comum. Até que consiga “reavê-la”, se irritará com o ambiente onde está e as pessoas também. Mesmo que nem note inicialmente, seu comportamento é o que acaba motivando brigas sem necessidade. Isso pode afastá-lo dos mais próximos.

Gastos

A dependência o forçará a realizar gastos constantes para que possa mantê-la. Com isso, ele não hesita em abrir a carteira para que possa manter seu vício. Caso a consciência tivesse mais liberdade, ele poderia notar o quanto gasta em pouco tempo.

Um ex-fumante relatou que durante um ano guardou o dinheiro que iria ao cigarro sempre que queria fumar. Ao fim, pôde juntar R$5.126,00 em um cofre que seriam destinados ao cigarro.

Causas

Quando se inclui a Constelação familiar no olhar do paciente, é possível perceber como tudo floresceu. Isso porque a psicoterapia pode evocar as causas reais do problema da adicção nesse indivíduo. Não apenas ele, mas todos os envolvidos na situação podem receber atenção ao tratamento, que observará:

Ausências

Por causa de ausências na família, muitas pessoas tentar compensar esse espaço com qualquer coisa que traga alívio. Comumente, os pais são as figuras ausentes, fazendo com que os filhos preencham o amor que eles dariam com outras coisas. Fazendo uma substituição, ele acredita que está compensando justificadamente a falta.

O desejo da morte

Muitos dos vícios são um desejo inconsciente para que se livre da própria vida. Isso provém da dinâmica “antes eu que você” ou “eu vou te seguir”, se mostrando um desejo de morrer por algo. Fica bastante evidente em quem usa heroína, por exemplo, já que sabe dos riscos da droga.

Expiação

A expiação, observação de alguns eventos do passado, pode fazer com que um indivíduo se vicie. Por exemplo, uma pessoa que se lembre da mãe embriagada. Caída no chão e com a figura paterna ao lado inerte, pode sentir raiva da própria mãe e situação. Já que o campo familiar empurra à repetição de movimentos, tal retrato acontecesse novamente.

Retrocessos

Já pensou em como sua vida pode degringolar por causa de um mecanismo de “satisfação” repetitivo e aprisionador? Aos indivíduos que alimentam a adicção, é necessário pensar “o que se ganha com isso?”. Será que essa compensação vale realmente o que nos aparenta, bem como a culpa posterior em se entregar ao vício?

O vício, independente de sua forma, foi projetado para fazer com que percamos e apenas isso. De início, afetará as coisas simples e triviais do nosso cotidiano. Entretanto, à medida em que cresce, pode afetar as partes vitais de nossas vidas. Os relacionamentos que cultivamos com o tempo são pilares importantes, mas bastantes delicados.

Da mesma forma que compensa essa ausência de aditivos, você abre as portas para que isso se perpetue na família. Isso porque você também passa a ser visto como uma figura etérea e com pouco valor afetivo. A fim de evitar isso, aprender a olhar para si pode evitar com que mais males amadureçam. Aqueles que amamos devem ser nossa prioridade.

Tratamento

A Constelação familiar intervém de forma profunda para que se possa tratar a adicção em qualquer pessoa. A ideia é fazer com que ele observe as dinâmicas ocultas que influenciam seu comportamento. Dessa forma, pode aliviar a atração que o empurra diretamente ao seu vício.

Durante a sessão, esse indivíduo pode acessar fisicamente a figura que interage em sua dificuldade. Com isso, ele passa a enxergar de verdade o que atua sobre sua dependência. Assim , pode traçar uma mudança afetiva, já que aprende a cultivar sua consciência sobre o problema. Contudo, olhar não é suficiente: a responsabilização à saúde é fundamental.

Dessa forma, é preciso aceitar que possui responsabilidade sobre tudo que faz. Nesse caminho, consegue se induzir a um caminho onde a disciplina sobre os impulsos será mais consciente e consistente. Pode ser difícil no início, ma a força de vontade terá papel fundamental na reabilitação.

Considerações finais sobre adicção

A adicção é resultado direto da sensação de que se precisa compensar algo. Por falta de preparação, um indivíduo pode ser levado a acreditar que necessita compensar cada ausência em sua vida. Dada à forma como esses estímulos podem proporcionar prazer imediato, tornam seus dependentes reféns insaciáveis.

Por conta das consequências, a intervenção terapêutica deve ser feita o quanto antes. Assim que esse dependente entender como tudo isso declina sua vida, tudo pode se reorganizar para ele. A Constelação elucida perfeitamente essas questões, fazendo com que se coloque no lugar de seus agressores, bem como suas vítimas.

Desse modo, eu faço um convite: se inscreva em nosso curso online de Constelação familiar. Como viu acima, a psicoterapia tem o poder de esclarecer o que motiva o comportamento das pessoas. Aprendendo a olhar para si mesmo, pode compreender sua composição interna por causa de um autoconhecimento bem construído.

Nosso curso é totalmente virtual, dando mais comodidade e flexibilidade aos estudantes. Já que podem estudar quando e onde acharem mais necessário, suas rotinas comuns não se alteram. Sem contar que nossos professores também se adequam em seus horários, dando apoio sem que precisar. Assim, você aprende em seu próprio ritmo.

O curso conta com apostilas ricas, contendo o mais completo material de estudo em Constelação. Assim que terminar suas aulas, enviaremos a você um certificado impresso com o registro de sua evolução acadêmica. Já que pode começar a mudar sua vida, inicie agora em nosso curso de Constelação familiar.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − doze =