Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

A fonte não precisa perguntar pelo caminho, de Bert Hellinger

O livro A fonte não precisa perguntar pelo caminho de Bert Hellinger é  muito importante. Isso para quem quer saber mais sobre Constelação Familiar ou para quem nem sabe ainda do que se trata essa terapia. Tudo isso, porque se trata de um livro com muitas respostas e conceitos valiosos.

Assim sendo, esse artigo espera te ajudar a conhecer um pouco mais tanto sobre esse livro quanto sobre o autor.

Bert Hellinger

Vamos começar falando sobre o autor dessa obra. Ele é Anton “Suitbert” Hellinger, mais conhecido como Bert Hellinger. É teólogo, filósofo e psicoterapeuta. Alemão, nascido em 18 de dezembro de 1925.  O método da constelação famíliar é creditado a ele.

Biografia – Experiências de vida

Ele trabalhou como:

  • Missionário na África do Sul, entre os zulus durante dezesseis anos.
  • Ademais, exerceu ainda a função de padre e diretor de uma escola de tamanho considerável nesse período.

Ali ele se viu diante dos costumes, dos rituais e da música zulus. Isso que proporcionou uma formação ecumênica e dinâmica de grupo. Essa formação se fundamentou no diálogo, na fenomenologia e na experiência humana. Nesse contexto, caracterizaram uma etapa decisiva para ele.

Depois de 25 anos como sacerdote, Hellinger deixou sua congregação e voltou à Alemanha. Depois disso, ele começou a buscar uma formação em psicanálise. Em seguida, começou estudos e o desenvolvimento de suas teorias.

O trabalho

O trabalho de Hellinger abrange, dentro da psicoterapia, aspectos da pedagogia e aconselhamentos de casais. Isso além de consultorias empresariais, política e resolução de problemas sociais. Ademais, dentre as principais teorias dele está que a consciência não julga o certo e o errado.

No entanto, ela faz parte de pré-definições, categorizadas por ele como “ordens do amor” e “ordens de origem”.

Um outra teoria do psicoterapeuta é que fala de ciclos de sentimentos. Assim, nessa teoria, sentimentos de reação imediata e que ocorrem em decorrência do anterior coexistem com os adquiridos de outras pessoas. Dessa forma, há um ciclo de uma pessoa para outra.

Principais obras de Bert Hellinger

Dentre as principais obras de Bert Hellinger traduzidas em português estão:

  • A fonte não precisa perguntar pelo caminho, pela Editora Atman, e que é o tema deste artigo;
  • A Simetria Oculta do Amor, pela Editora Cultrix;
  • A Paz Começa na Alma, pela Editora Atman;
  • Amor a Segunda Vista, pela Editora Atman;
  • Conflito e paz: uma resposta, pela Editora Cultrix;
  • Desatando os laços do destino, pela Editora Cultrix;
  • Liberados Somos Concluídos, pela Editora Atman;
  • No centro sentimos leveza, pela Editora Cultrix;
  • O Essencial É Simples, pela Editora Atman;
  • Ordens da Ajuda pela Editora Atman;
  • Ordens do amor pela Editora Cultrix;
  • Para que o Amor de Certo pela Editora Cultrix;
  • Pensamentos a Caminho pela Editora Atman;
  • Religião, Psicoterapia e Aconselhamento Espiritual pela Editora Cultrix;
  • Um Lugar para os Excluídos pela Editora Atman.

O livro A fonte não precisa perguntar pelo caminho

Vamos começar falando sobre os dados da ficha do livro.

Dados gerais do livro A fonte não precisa perguntar pelo caminho

Ele foi traduzido e publicado pela Editora Atman aqui no Brasil. Ele está classificado na categoria de psicologia – terapia família – e com foco em Constelação Familiar. A 3ª edição do livro foi lançada em 2012 e o número de páginas do livro nesta edição é de 319.

Ademais, antes de começar a falar sobre o assunto, é preciso dar uma olhada no sumário do livro. Assim, através disso, nós poderemos ter uma visão inicial do que o livro se tratará:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Sobre este livro

    O caminho do conhecimento aborda questões como:

    • sentimentos;
    • a alma;
    • tomar a vida;
    • homens e mulheres;;
    • ordens na família;
    • o que causa as doenças e o que as cura;;
    • as constelações familiares e os movimentos da alma;
    • ajudar e resolver;
    • religião
    • vida e morte
    • apêndice

    Agora, conhecendo esses dados, podemos compreender o assunto que o livro aborda.

    Conteúdo do livro A fonte não precisa perguntar pelo caminho

    O livro A fonte não precisa perguntar pelo caminho é um livro de consulta. Nele Bert Hellinger reviu todos os seus cursos já documentados e escolheu as partes que não tinham sido bem explicadas. Dessa forma, compreende-se que ele é um livro de respostas. Ele busca estimular o estudo sobre o assunto.

    Esse é um livro mais filosófico que os outros iniciais do autor. Como dissemos, nos anteriores ele já trabalha questões sobre seus estudos. Porém, eles têm uma linguagem mais técnica e são puramente descrição das aulas de Bert.  Contudo, por outro lado, esse é um compilado filosófico.

    Saiba mais…

    Ele contém as ideias, os pressupostos, os pensamentos de todo o caminho percorrido por Hellinger.

    Todas as afirmações que são abordadas foram ditas originalmente em cursos sobre constelações familiares. Essas ideias eram ditas como introduções ou esclarecimento intermediário. Ou até como resumos daquilo que tinha acontecido antes.

    Ademais, há perguntas que surgiram de respostas dadas em entrevistas. Hellinger busca responder essas perguntas também com o livro. Tudo que é abordado tem um contexto que traz identidade a elas. Assim, como vimos no sumário, não é um tema único, mas que viaja por todas as motivações do método.

    Mais informações sobre o livro

    Graças a abordagem mais fluida e leve, o livro possibilita que o leitor acompanhe todo processo da criação do método. Ou seja, através dessa leitura a pessoa conhecerá toda a história de Bert, se aprofundar em suas ideias. Afinal, não é um livro que traz coisas novas.

    Ao contrário, ele vai expor o que já foi dito. Porém, de uma forma que esclarece qualquer dúvida que ainda ficou. É uma imersão. O interessante é perceber que a imersão não é de forma busca. Na verdade, o leitor aos poucos absorve a teoria. Aos poucos vai conhecendo o que o autor quer abordar.

    No entanto, você pode se perguntar o porquê de o autor usar uma abordagem filosófica. Contudo, se olharmos para a essência da teoria da constelação, veremos que ela tem uma abordagem filosófica em si. Hellinger olha a vida, as relações do ponto de vista filosófico. Para essa teoria tudo precisa ser vivido, experenciado. Dessa forma, a abordagem filosófica do livro não é contraditória.

    Como já vimos, o livro trás muitos assuntos, dentre eles o relacionamento de casal e saúde. Além disso, Bert aborda assuntos existenciais. Dentre esses ele fala sobre religião. Traz questionamentos sobre Deus, a fonte criadora, destino e livre arbitro. Ou seja, em A fonte não precisa perguntar pelo caminho, Hellinger vai se aprofundando por toda a história e suas ideias.

    Conclusão

    O livro A fonte não precisa perguntar pelo caminho é um livro de consulta. Ele traz toda a história da construção do pensamento da constelação familiar. Ele é muito interessante para quem quer conhecer mais sobre o tema. Contudo, se prepare para uma abordagem filosófica e mergulhe no assunto. Para fazer uma imersão ainda mais efetiva, se matricule também em nosso curso de Constelação Clínica online!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    18 + 8 =