Uncategorized

100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas

100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas

Você já ouviu falar no livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas”? Neste artigo, fazemos uma breve análise sobre ele. Confira!

O que são as 100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas?

Quando consteladores e pessoas interessadas na constelação ouvem falar no livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações (sistêmicas) de Bert Hellinger”, geralmente alguns equívocos acontecem. Reunimos os principais a seguir:

1 – Bert Hellinger quem escreveu o livro

Primeiramente, as pessoas tendem a entender que se trata de um livro que reúne cartas de Bert Hellinger. 

Logo, fica a ideia de que o idealizador da Constelação Familiar escreveu o livro, o que não é verdade.

Hellinger não é o autor do livro, mas sim a mentora de autoconhecimento Patricia Calazans. Além disso, as 100 cartas que a obra apresenta não são extraídas de obras de Hellinger ou de cartas que ele tenha escrito.

2 – As cartas são longas e profundas

Essa é uma confusão compreensível, já que a palavra “carta” acaba remetendo a um texto mais longo. Contudo, não é o caso deste livro que estamos analisando hoje. Seu formato é bem diferente e as cartas são curtas. 

Vale destacar que, se você quiser, pode fazer a leitura do livro todo em um dia só, ainda que ele conte com cem cartas.

3 – O título do livro é “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações de Bert Hellinger”

É mais fácil encontrar o livro de Calazans com essas especificações, mas, na verdade, a obra se chama apenas “Constelações Sistêmicas”. Qualquer outra especificação que você encontre faz parte de seu subtítulo. 

Na verdade, o subtítulo que está na capa do livro é “100 cartas com frases para transformação baseadas nos aprendizados das Constelações de Bert Hellinger”.

Agora que você já está avisado sobre os equívocos relacionados ao livro, vamos ao resumo que preparamos sobre ele. Continue a leitura para conferir!

Confira agora um breve resumo do livro “100 cartas baseadas nas constelações sistêmicas”!

O livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas” conta com um compilado de reflexões relevantes para quem trabalha com constelações sistêmicas. 

Essas reflexões não estão necessariamente interligadas, de modo que podem ser compreendidas em sua singularidade. 

Porém, quando analisadas em um contexto com mais ideias, a reflexão é muito mais proveitosa. Cabe ao leitor ou profissional constelador escolher o que cabe a cada momento.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

Avaliação que sugere excelência

De modo geral, trata-se de um livro muito bem avaliado em sites como o da Amazon, o que revela um alto índice de satisfação por parte dos compradores. 

Ao analisarmos os comentários, tanto consteladores quanto leitores que não trabalham na hora consideraram a leitura das cartas muito proveitosa.

Aqui cabe uma observação importante: quanto mais você souber dos princípios da constelação, mais entenderá o conteúdo e o sentido das frases que cada carta apresenta. 

Elas podem ser aproveitadas por quem não faz ideia do que é Constelação Familiar, mas farão muito mais sentido dentro do panorama da psicoterapia de Bert Hellinger.

Formato diferenciado “em caixinha”

Um ponto interessante de “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas” é que o livro tem o formato de uma caixinha. Ela se assemelha àquelas caixinhas de promessas de antigamente, com versículos bíblicos. 

Porém, nesse caso, estamos falando de uma caixa com diversos mini-cartazes com cartas/frases contendo sabedorias para a prática da Constelação Familiar.

O formato é interessante por apresentar um certo dinamismo para quem quer ler o conteúdo diariamente sozinho ou na companhia de seu companheiro ou filhos. 

Essa modalidade mais enxuta serve também para quem gosta de mentalizar um aprendizado diferente na hora de meditar.

A importância de refletir em aprendizados da Constelação Familiar

Quando aprendemos algo novo, é fácil esquecermos do que aprendemos com alguma facilidade. No que diz respeito à Constelação familiar, acontece a mesma coisa.

Profissionais consteladores que trabalham diariamente com pessoas não sentem tanto essa necessidade por estarem sempre em contato com pessoas e se especializando.

No entanto, nem sempre as pessoas consteladas se lembram com tanta facilidade do que aprenderam nas sessões de constelação de que participaram.

Leia também:  Quarto Montessoriano: como montar para bebês

A experiência de uma sessão com bonecos ou em grupo certamente marca. Porém, e os fundamentos que dão base ao que aconteceu ali? Será que ficam registrados na nossa mente com tanta facilidade?

Nesse contexto, o livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas” é um bom auxiliar. Levando-o para casa, você tem a oportunidade de lembrar com frequência do que a Constelação Familiar se trata. 

Assim, reforça a sua fé no processo de cura.

Possibilidades de uso

Ainda que tenhamos falado sobre o uso do livro como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e lembrança dos fundamentos da Constelação, ele não é útil apenas para interessados na área.

Consteladores podem se valer muito da simplicidade do conteúdo que o livro traz. Inclusive, uma recomendação é que ele funcione como ferramenta do kit do constelador. 

Dessa forma, nas seções de constelação, você pode trabalhar as cartas que julgar adequadas para a sessão com um cliente específico. 

É uma ferramenta a mais para estimular a cura de cada um.

Conheça mais sobre Patricia Calazans

Agora que você já sabe do que trata o livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas” e algumas maneiras de usá-lo, gostaríamos de apresentar o trabalho da autora.

É importante dar esse crédito a uma profissional que preparou um material tão bacana, mas que acaba perdendo a autoria da obra para Bert Hellinger pelo equívoco que apontamos no início do texto.

Atuação na Constelação Familiar

Quando você conhece a reputação de Calazans na produção de livros e materiais lúdicos sobre autoconhecimento, entende perfeitamente a escolha do formato de “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas”.

Ela é especialista em sintetizar materiais com conceitos mais complicados, trazendo-os para formatos mais acolhedores. O mesmo vale para outras obras suas, como:

  •  “Eneagrama: 100 cartas para você entender a sua personalidade”;
  • “Mindfulness no trabalho: 100 exercícios para aumentar sua produtividade e foco nos negócios”;
  • “Brincando de mindfulness: 50 exercícios para praticar a atenção plena com crianças”;
  • “Mindfulness: 100 cartas com exercícios para a atenção plena e redução do estresse”.

Além de trabalhar produzindo ótimos materiais didáticos, Calazans atua como mentora. 

Ela é certificada pela Global Mentoring Group e Purpose Mentoring, além de ser consteladora e ter formações em áreas diversas voltadas para o autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

Considerações finais sobre o livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas”

Neste artigo, explicamos os maiores equívocos relacionados ao livro “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas”. Além disso, apontamos o conteúdo da obra e apresentamos o trabalho da autora, Patricia Calazans.

Aqui no blog contamos com muitos materiais relevantes na área da Constelação Sistêmica. Buscamos escrever sobre temas relevantes para o dia a dia, em que saber sobre a psicoterapia de Bert Hellinger é interessante e útil. Não deixe de conferir.

Por fim, se a leitura de “100 cartas baseadas nos aprendizados das constelações sistêmicas” te deixar com interesse em trabalhar como constelador ou apenas em aplicar os conceitos na sua vida e trabalho, temos o convite perfeito para fazer: inscreva-se já em nosso curso de Constelação Clínica 100% online!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − um =