Constelação e RelacionamentosConstelação e vida diária

Puberdade: 15 coisas que os pais precisam saber

A adolescência é um dos momentos mais delicados que o ser humano experimenta. Gradativamente, mas de forma intensa, ele abandona a infância e inicia sua entrada no mundo adulto. Considerando que essas mudanças implicam no relacionamento familiar, veja 15 coisas que todos os pais precisam saber sobre buy soma from mexico online puberdade.

Não existe um momento exato para que a puberdade chegue

Antes de começarmos, entenda que a puberdade não tem um ponto de partida específico. Dessa forma, se mostra um evento bastante relativo para cada pessoa, sem idade certa para começar ou terminar. Entretanto, dá para perceber as mudanças físicas que a mesma desencadeia nos meninos e nas meninas.

Mudança de estilo

Na puberdade é comum que ocorra uma mudança drástica de estilo visual e comportamental nos adolescentes. Isso se mostra como um sinal claro de que ele busca ser aceito em algum grupo. Caso não goste de determinada roupa ou acessório por achar estranho, evite dizer isso abertamente. Dê conselhos, mostre opções e deixe que ele decida sozinho.

Liberdade

À medida em que o jovem cresce, ele sente uma necessidade natural em buscar uma tribo. Com isso, passa a querer mais independência e pedir  mais espaço aos genitores. Os pais precisam entender que ele está se descobrindo e passando por mudanças, a fim de se encontrar com os demais. Nisso, procure sempre:

Entender que esse redescobrimento não é errado

Muitos pais se desesperam por causa da vontade repentina dos adolescentes quererem sair. Eles estão descobrindo as possibilidades ao mesmo tempo em que exploram sua própria liberdade. Por mais que queria protegê-los, evite sufocá-los e impedi-los que saiam. É um movimento natural e o que pode fazer é orientá-lo.

Estipular horários e regras

Sempre que o jovem quiser sair, estabeleça um trato. Peça com que informe onde está, com quem está e diga claramente a hora em que deve retornar. Caso o mesmo descumpra as condições, monte um castigo restritivo a ele. Por exemplo, se chegou mais tarde do que o previsto ou não retornou ligações, não sairá da próxima vez que quiser. Com mais maturidade, espera-se mais responsabilidade.

Saber dizer “não”

Mesmo que ele precise descobrir o mundo lá fora, também deve ter noção do que significa “limites”. Com isso, cultive o hábito de dizer não sempre que for necessário. Levante questionamentos a respeito do que o jovem quer, se vale a pena ou se é inadiável. Faça com que ele mesmo reflita se todo aquele esforço para sair vale a pena.

Namoro na puberdade

Um dos maiores erros dos pais na puberdade é ficar questionando a respeito dos namoros. Evite ser invasivo quado o jovem começar a se relacionar, tentando saber tudo sobre. Mantenha o canal aberto para que este entenda as responsabilidades envolvidas e os cuidados necessários, como métodos contraceptivos, formas de abuso e responsabilidade emocional.

Bebidas e cigarros

Assim que o interesse por bebidas e cigarros começar, tente puxar a conversa aos riscos envolvidos. Evite dar palestras, focando mais no que cada substância pode trazer. Procure momentos para conversar sobre, como um comercial na TV ou propaganda na rua. Antes de qualquer coisa, é muito importante entender o que se passa na cabeça do seu filho. 

Espelho

A puberdade também traz uma necessidade em se ver refletido em alguém que admira. Por conta disso, é bastante comum que o jovem tenha ídolos nessa fase da vida, como cantores ou atores. É alguém que ele se enxerga e reflete sua mentalidade. Assim, procure entender quem é esse famoso de forma a entender seu filho.

Eventualmente, o agrade

Pode parecer contraditório, mas também é preciso deixar o adolescente contente com alguma vontade pessoal atendida. Portanto, realize um desejo ou outro do jovem de forma agradá-lo. Com esse “suborno do bem”, deixará o caminho livre para que ele se sinta acolhido por você. Entregue algo que ele gosta e que também faça com que lembre você.

No entanto, lembre-se da palavra “eventualmente”, pois há uma linha tênue entre agradar e subornar.

Programas familiares

Procure fazer programas em família que sirvam de conexão entre você e o jovem. De vez em quando, ceda a uma vontade ou outra dele e veja nisso uma oportunidade de reunir a família.

Converse sempre olho a olho

Jamais force que o adolescente converse com você e nem grite através da porta. Dê um tempo e espere que saia, conversando francamente olho no olho com ele.

Mostre o valor do “não”

Quando se é adolescente, sua vontade em fazer parte de um grupo o leva a ser permissivo. A fim de evitar qualquer problema, o ensine a dizer “não” sempre que for preciso. Isso evitará que aceite tudo o que oferecem. Se os amigos forem de verdade, não acabarão com a amizade por conta disso.

Esforce-se para entender seu filho na puberdade

Embora seja difícil saber ao certo o que acontece com cada um na puberdade, tente entender o seu filho. O mesmo se encontra em uma situação sensível, onde tudo e qualquer coisa ganha uma proporção gigantesca. Nesse caminho:

Deixe que externe suas crises;

Prepare-se às suas instabilidades;

Evite repreendê-lo a toda hora.

Seja flexível

Não caia no erro de tentar emular o estilo e o comportamento do jovem para se aproximar dele. Além da situação ser constrangedora, isso o afastará de você. Com isso, seja amigável, convidativo e mostre o quanto ele e os amigos são bem recebidos.

Reforce seus laços

Evite criar julgamentos sem ouvir os argumentos completos a ele. Deixe que diga tudo sem interrompê-lo ou dizer o quanto está sendo dramático. Dessa forma, ele sentirá que é assistido e pode se abrir sem medo de ser condenado antecipadamente.

Enalteça-o

A puberdade é marcada por estranheza e bastante insegurança por parte do adolescente, de modo que tem medo de errar. Sempre que ele fizer algo bom, independente do que seja, o elogie. Ele sentirá que tem valor e ficará mais confortável.

As decepções

Por fim, ensine o adolescente a lidar com as decepções inerentes da vida. Nem sempre terá o que quer, de modo a se frustrar com resultados. As pessoas e o restante do mundo são diferentes e ele precisa saber como se portar tendo em vista essa realidade.

Considerações finais sobre puberdade

Muitos pais, principalmente de primeira viagem, se desesperam assim que os filhos iniciam sua caminhada na vida adulta. Embora seja necessário, não existe um manual específico para lidar com os jovens nessa faixa. Contudo, com base nas informações acima, você tem uma ideia de como entender as mudanças que seu filho passa.

Portanto, quando a puberdade do seu filho começar, seja o mais aberto e compreensível possível. Evite resistir a qualquer mudança ou proibir aquilo que não pode evitar. É um curso natural que precisa ser bem conduzido e trabalhado. Com o seu apoio, seu filho pode desbravar a jornada que o espera.

Para entender melhor a fase em que seu filho vive, se inscreva em nosso curso online de Constelação familiar. A psicoterapia atua como um clareador comportamental, esclarecendo as raízes que afetam diretamente o seu filho. Sob uma nova perspectiva no tocante ao modo de se relacionar e as individualidades envolvidas, o relacionamento de ambos se torna mais produtivo e conectado.

Nosso curso é totalmente online, dando a você a autonomia de construir seus próprios horários. Ainda que seja totalmente encaixável em sua rotina, nossa equipe de professores te acompanha nesse caminho. Eles projetam o conteúdo das ricas apostilas de modo que você o absorva por completo e no seu tempo.

Assim que concluir, você estará apto a constelar e trabalhar qualquer pessoa, incluindo seu filho. Com isso, não perca tempo e garanta já a sua vaga. Faça nosso curso de Constelação familiar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 6 =