Constelação e RelacionamentosConstelação e vida diária

Pedagogia do Amor: significado e exemplos

O que é pedagogia do amor

Pedagogia do amor é um termo que surgiu no final do século XVIII e início do XIX com o pedagogo suíço Johann Pestalozzi.

Seu método tinha como princípio o desenvolvimento integral da criança. Ou seja, o desenvolvimento de toda sua capacidade e competência humana.

Esse método de ensino apresentou resultados positivos e, em pouco tempo, foi ganhando espaço em toda Europa. Logo saiu do velho continente e foi levado para os demais, de forma que, até hoje, é utilizado em vários países.

Pestalozzi e a Pedagogia do Amor

Mas no que consistia esse método? Pestalozzi dizia que para a criança se desenvolver por completo, ela tinha que ter uma educação integral. Assim ele não se referia às aulas durante o dia todo. Seu conceito de educação integral não era apenas aprender as matérias básicas como matemática, geografia, história e literatura.

Por fim, educação integral, para o pedagogo, era ajudar a criança a desenvolver todas as suas habilidades, desenvolver todo o potencial humano que ela tem.

Educar a mente, o coração e as mãos

Para isso, Pestalozzi dizia que as crianças precisavam desenvolver sua capacidade emocional e cognitiva, sua competência moral, emocional e também a competência da prática.

Desta forma, resumia isso como educar a mente, o coração e as mãos. Segundo ele, esse conjunto de forma harmoniosa seria capaz de desenvolver todo o potencial humano das crianças.

Enfim, a base de seu método é a educação moral. Partindo-se do despertar dos sentimentos e das emoções positivas é que a criança vai se desenvolver nos demais campos.

Se emocionar para aprender

Ademais, Pestalozzi chegou a essa conclusão a partir da observação de seus alunos. Ele notou que as emoções positivas eram responsáveis pelo melhor aprendizado das crianças. Ou seja, uma criança feliz conseguia se desenvolver de forma mais positiva que as demais.

Num período em que a neurociência ainda não era avançada como hoje, a partir da observação, Pestalozzi concluiu que o cérebro precisa se emocionar para aprender.

Quem foi Pestalozzi

Johann Heinrich Pestalozzi foi um educador e pedagogo suíço, nascido no ano de 1746. Ele é considerado um dos pioneiros da reforma educacional.

Após se formar na Universidade de Zurique, Pestalozzi decide dedicar sua vida ao estudo da pedagogia. Ele desenvolveu o método que ficou conhecido como pedagogia do amor. Ele funda uma escola em Yverdon, na Suíça, onde passa a colocar em prática o método de ensino que desenvolveu.

Em síntese, numa época em que somente as crianças de famílias abastadas tinham acesso à educação, ele começou a ensinar as crianças de origens mais humildes.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

O reconhecimento da Pedagogia do Amor

Seu método de ensino ficou tão conhecido, que diziam que seus alunos aprendiam em pouco tempo o que outros demoravam anos. Esse sistema ficou famoso ao ponto de quebrar barreiras, sair da suíça e invadir toda a Europa.

Logo mais, no ano de 1798, após o exército francês invadir a cidade de Stans, muitas famílias perderam tudo. Aumentou também o número de crianças órfãs. Foi então que o governo suíço fez um convite para Pestalozzi criar um instituto de ensino na cidade.

A pedagogia do amor na prática

Chegando em Stans, Pestalozzi teve a missão de educar cerca de setenta crianças órfãs. Onde aplicou seu método e teve resultados incríveis.

Assim, primeiro ele garantiu que as necessidades básicas delas fossem supridas: boa alimentação, atendimento de saúde e lazer.

Com essas demandas resolvidas, ele entendeu que as crianças estariam aptas a desenvolver sentimentos positivos e com isso prontas para desenvolver suas capacidades.

A educação gera autonomia

Dizia ainda que a educação tem por premissa básica a liberdade e a autonomia do indivíduo e que essa autonomia é o pilar central da educação integral citada por ele.

Leia também:  Conflitos de família e convívio familiar: 14 dicas

“Devemos nos convencer de que o objetivo final da educação não é o de aperfeiçoar as noções escolares, mas sim o de preparar para a vida; não de dar o hábito da obediência cega e da diligência comandada, mas de preparar para o agir autônomo.”

A educação como forma de amor

No momento seguinte, Pestalozzi concluiu que a base da educação é o amor. Quando dizia isso se referia ao amor ágape, aquele preconizado pelo cristianismo, o amor divino de pai para filho.

Sendo assim, um dos principais pilares da pedagogia do amor é entender que a função da educação é estimular a sensibilidade natural do ser humano, se reconectar com a fraternidade que todos nascem.

O legado de Pestolazzi

Em resultado, o método de Pestolazzi foi reconhecido e adotado por instituições de ensino no mundo todo. Um dos mais famosos foi a escola cantonal em Aarau que Albert Einstein frequentou.

Para este método foi creditado o fomento do processo de visualização de problemas de Einstein e seu uso de “experimentos mentais”.

Einstein disse sobre sua educação em Aarau: “Isso me fez perceber claramente o quanto uma educação baseada na ação livre e responsabilidade pessoal é superior àquela que confia na autoridade externa.”

A pedagogia do amor nos dias de hoje

Trazendo para os dias atuais, esse sistema criado no final do século XVIII era tão vanguardista, que até hoje é considerado revolucionário. Porém, muitos ainda não compreendem o que ele representa.

Ademais, a pedagogia do amor propõe um sistema complexo de aprendizagem. Ela traz a liberdade de escolha, o aluno estuda o que lhe interessa. Propõe menos imposição de ideias e ajuda a desenvolver o pensamento crítico.

Contudo, ela traz a educação pelo exemplo, estimula a sensibilidade e a conexão com a fraternidade, além de focar nas habilidades individuais de cada aluno. Reconhecendo as diferenças e as particularidades de cada pessoa.

Desenvolvendo os talentos individuais

A pedagogia do amor não tem por premissa básica modificar a essência natural do indivíduo, pelo contrário, ela visa dar condições para que suas habilidades individuais sejam desenvolvidas de forma maximizada.

Desta forma, isso é o oposto do sistema educacional atual, que tem por base a presunção de saber o que os alunos precisam aprender.

Portanto, na pedagogia do amor a liberdade de escolha e o desenvolvimento dos talentos individuais é o princípio básico de tudo.

A pedagogia do amor na prática

O princípio básico trazido por Pestalozzi e a pedagogia do amor, é entender que a educação tem que ser humanizada e individualizada. Cada um tem um tempo, uma forma e um interesse específico. Além disso, fatores ligados a vida fora da instituição de ensino também afetam o desempenho de cada um.

Enfim, a função do educador não é apenas repassar conhecimento adquirido, mas auxiliar no crescimento e na formação das crianças. Educar de forma com que os alunos atinjam seu potencial máximo em todas as áreas de sua vida.

Se você gostou desse post, você também vai se interessar por nosso curso 100% online de constelação. Acesse o site e Seja Destaque! Esteja apto a ajudar a desenvolver a competência humana através da pedagogia do amor

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 3 =