Constelação FamiliarFormação em ConstelaçãoUncategorized

Passo a passo da constelação familiar

primeiros passos em constelação familiar

Você quer saber mais sobre a Constelação Familiar? Esse é um método para aproximar os familiares e resolver conflitos dentro da família. Por isso, preparamos um post para apresentar o passo a passo da constelação. Aliás, ao final do nosso texto temos um convite muito especial para você

O que é Constelação Familiar?

Quando nós nascemos em um seio familiar, nós herdamos várias coisas de nossos pais e antepassados. Por exemplo, a genética ou algum bem-material. Mas engana-se quem pensa que é só isso.

Nós também herdamos os sistemas de crença e esquemas de comportamento dos nossos ascendentes. Afinal, a nossa família é um grande campo de energia no interior do qual nós vamos evoluindo. Conforme cada um vai nascendo, ele irá ocupar o seu lugar único.

Então, as constelações familiares possibilitam compreender como esses esquemas ocorrem de forma profunda. Além disso, elas permitem que nos libertemos, e também ajudam a encontrar a felicidade e a paz.

Saiba mais…

O ambiente familiar em que vivemos, em especial, as religiões e as crenças contribuem para formar e desenvolver a nossa personalidade. Aliás, eventos marcantes vividos por nosso pais e avós também nos moldam. Esses acontecimentos notáveis, podem ser:

  • a história dos relacionamentos dos nossos pais e avós;
  • morte de uma criança muito nova (aborto ou parto prematuro)
  • adoção;
  • suicídio;
  • guerra;
  • exílio forçado;
  • troca de religião;
  • antepassado agressor ou vítima.

Por fim, as ações altruístas e generosas de nossos antepassados são bastante saudáveis para nós. Entretanto, as más ações dessas pessoas modificam o campo energético familiar, sendo que os descendentes deles terão que pagar o preço.

Como surgiu a constelação Familiar

Antes de mais nada, a terapia da Constelação Familiar foi desenvolvida pelo filósofo, terapeuta, pedagogo e teólogo alemão Bert Hellinger. Por mais de 15 anos, ele foi missionário na África do Sul e percebeu que os integrantes da tribo tinham uma dinâmica própria para resolver conflitos.

Quando voltou para a Alemanha, ele estudou de maneira profunda a psicologia, além de diferentes tipos de terapia. Tais como terapia gestáltica, psicanálise e terapia de sistemas familiares.

Essas distintas ideias, relacionadas com outros conceitos estudados por Hellinger, tiveram um papel importante para o desenvolvimento da Constelação Familiar. Com o mapeamento do Genoma Humano, foi possível entender que os genes passam memórias ancestrais para as gerações seguintes.

Passos da Constelação Familiar

Primeiro passo: definir o problema

Para iniciar Constelação, o terapeuta irá perguntar ao cliente o seguinte: “o que te traz aqui?”. Ou seja, ele quer saber o motivo que leva a pessoa a procurar seus serviços. Essa resposta irá nortear todo o processo, pois o constelador irá aprofundar cada vez mais nas respostas, até chegar em quais pessoas da família estão envolvidas no problema.

Segundo passo: escolher os representantes

Após definir o problema e os membros familiares relacionados, o cliente escolhe quais participantes para representar as pessoas de sua família. De modo geral, no começo de uma constelação, o terapeuta limita um número mínimo dessa representação.

Contudo, o constelador pode, durante o trabalho, integrar outros representantes. Essa representação pode ocorrer com pessoas da própria família ou de fora, afinal constelação é única. Além disso, é muito difícil definir como será o desenrolar desse processo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Terceiro passo: montar a constelação

    Nessa etapa, o constelador pede que a pessoa organize os representantes no espaço e que passe para eles uma orientação sobre suas relações familiares. Aliás, é nessa colocação dos representantes nos seus devidos lugares que a constelação emerge e um campo de energia começa a surgir.

    Ao final, a pessoa senta com os demais participantes e observa o que está ocorrendo.

    Quarto passo: o processo de solução

    Esse é um momento importante para o processo de constelação, pois algumas ideias podem surgir tanto para o paciente e participantes quanto para o terapeuta. Além disso, cada um pode compartilhar seus pontos de vista e que ajudam a solucionar o problema de forma mais viável.

    Quinto passo: a solução

    Na quinta etapa, a solução começa a surgir e a constelação oferece aos seus membros a sensação de livrar-se de um peso. Aliás, a paz e a satisfação ao seio do campo de energia familiar.

    Sexto passo: encerramento

    Nesse momento, os participantes começam a parar de representar e existem inúmeras formas de fazer isso. Como circular pela sala ou sair para esticar as pernas.

    Já que representar um papel numa constelação familiar é uma experiência bastante profunda, por isso é difícil deixá-lo. Alguns clientes que se sentem bem-sucedidos na constelação podem chegar próximo de cada representante, pegar-lhe a mão e agradecer-lhe pela participação.

    Sétimo passo: conselhos para integrar as constelações

    No último passo, o terapeuta costuma dar alguns conselhos ao cliente ou aos participantes. O principal é que nenhum deles fale ou comente sobre o que aconteceu na constelação com ninguém.

    Já que a constelação familiar é muito sensível e capaz de produzir mudanças muito profundas. Contudo, é importante que as coisas ocorram sem nenhum tipo de intervenção e de forma natural.

    Outra coisa que costuma ocorrer é que muitas das vezes o grupo pode trocar algumas ideias sobre as suas reflexões. Afinal, tanto o cliente quanto os representantes podem desejar dar ao cliente pontos de vista que pode achar útil.

    Benefícios da Constelação Familiar

    A constelação familiar é uma ferramenta que traz vários benefícios tanto para a vida pessoal quanto profissional. Essa prática libera a energia que está atrapalhando o desenvolvimento e ajuda a ter maturidade para agir de maneira diferente.

    Além disso, ela tem a capacidade de liberar:

    • traumas;
    • tristezas;
    • depressões;
    • medos.

    Por fim, confira algumas vantagens da Constelação:

    • identificar emaranhamentos ocultos no sistema familiar;
    • auxilia a encontrar o lugar certo de cada indivíduo dentro do sistema familiar;
    • romper com comportamentos e condicionamentos que prejudicam a vida;
    • obter melhorias nas questões que antes eram aflitivas

    Considerações finais sobre o passo a passo da constelação

    Com o nosso post, você pode entender melhor sobre os primeiros passos em constelação familiar. Mas sabe uma forma de saber de forma mais aprofundada, 100% online e com os melhores professores? É com o nosso curso completo de Formação em Constelação Familiar e Sistêmica.

    Com as nossas aulas, você poderá atuar como Constelador e realizar atendimentos. São 6 meses de curso, o que envolve: teoria, supervisão e análise, tudo isso em apostilas e vídeo-aulas. Além disso, você poderá investir na sua carreira, pois a Constelação é a profissão do futuro.

    Por fim, você entenderá mais sobre a técnica da atualidade de prevenir e resolver conflitos, além de saber mais sobre o passo a passo da constelação. Então, não perca essa grande oportunidade de mudar a sua vida por meio do conhecimento! Inscreva-se já e comece ainda hoje!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    onze + vinte =