Constelação e RelacionamentosFilmes

Other People (2016): resumo e análise do filme

Os filmes sempre têm algo a nos ensinar. Por isso, trouxemos nesse artigo as diversas questões tratadas no filme Other People. Então, confira!

Os filmes sempre têm algo a nos ensinar. Por isso, nesse artigo falaremos sobre Other People. Pois, esta obra cinematográfica traz diversas questões importantes para todos nós. Então, confira!

Resumo de Other People

Other People, em português “Outras pessoas”, é um filme norte-americano dirigido por Chris Kelly. Lançado em 2016, a trama é um drama familiar marcado pela doença da matriarca Joanne. Assim, o filho mais velho David, um escritor que mora em Nova York, volta para a cidade de Sacramento para ajudar a cuidar da mãe.

Desse modo, acompanhamos o desenvolvimento do câncer de Joanne. Mas também essa condição em volta às relações familiares com o marido Norman e outras duas filhas Rebeccah e Alexandra.

Nesse sentido, é importante enfatizar que mesmo que o filme seja categorizado como uma comédia dramática, na verdade essa é uma história bem triste e comovente.

Em relação ao elenco, este conta com Jesse Plemons no papel principal como David e a atriz Molly Shannon como Joanne. Ainda, os demais atores do filme são Bradley Whitford, Madisen Beaty e Maude Apatow.

Análise do filme

Other People: como uma doença impacta uma família?

O principal tema do filme é a doença de Joanne. Assim, o filme apresenta mês a mês o desenvolvimento do câncer da matriarca. Sendo assim, a história começa com as comemorações do ano novo, seguindo até o final do ano seguinte.

Nesse sentido, essa é uma história em que muitas pessoas se identificam. Afinal, todas as famílias já passaram ou um dia vão passar por essse momento tão triste como a enfermidade de um familiar. Contudo, o câncer é uma doença mais marcante, pois independe da idade e não é um processo natural como a velhice, por exemplo.

Por isso, a família parece chocada com essa nova realidade tão triste com a mãe ainda na casa dos 50 anos. Logo, todos precisam se desdobrar para ajudar nas tarefas de casa e nos cuidados com a mãe. Isso porque Joanne precisa passar por tratamentos, como a quimioterapia para amenizar os sintomas.

Dessa forma, os estados psicológico e emocional de todos estão fragilizados. Ainda mais com a possibilidade de perder uma pessoa tão importante em suas vidas: mãe e esposa.

Joanne e a figura da mãe

Então, a personagem Joanne representa muito bem a figura da mãe. Isso porque, ela tenta se mostrar forte para com seus filhos e seu marido. E mesmo lidando com uma doença tão severa, ainda se importa com o bem-estar dos seus familiares.

Ou seja, mesmo que o filho tenha voltado para casa, Joanne garantiu que o aluguel de David fosse pago, pois ele está sem trabalho. Assim, enquanto ele ajuda nos cuidados com a mãe, ele não precisa se preocupar com essa questão financeira.

Ademais, ela carrega o ideal de mãe forte, aquela que não pode demonstrar fraqueza. Em especial, quando os tratamentos não apresentam os resultados esperados. Por isso, ela não tem mais condições de exercer a profissão que tanto ama: ser professora numa escola infantil.

Além disso, a maior preocupação de Joanne não é a morte, mas sim a impossibilidade de ver seus filhos realizando seus sonhos. Ainda mais porque o seu maior objetivo era ter o privilégio de ser mãe. Contudo, ela se sente derrotada por não poder vê-los se desenvolvendo.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

David e a inversão dos papéis

Diante de uma doença, são os filhos que passam a cuidar dos pais. Desse modo, há uma inversão de papéis, pois os pais é que passam a ser dependentes dos filhos. Entretanto, David é quem passa mais tempo ao lado da mãe. Pois, é ele quem a acompanha nas consultas, fica com ela em casa e ainda sai para fazer caminhadas ao lado dela.

Leia também:  Frases sobre mães: 15 melhores

David é um homem na casa dos 30 anos e tem uma personalidade muito sensível. Ainda mais por ver sua mãe em um estado tão debilitado. Ainda mais devido aos acontecimentos mais recentes da sua vida. Pois, sua carreira como escritor não anda das melhores.

Isso porque David escreve roteiros para programas de comédia e seus textos não têm sido escolhidos. Já em relação à vida amorosa, o protagonista terminou um relacionamento de 5 anos com seu parceiro Paul. Então, a questão da homossexualidade também é um dos temas principais do filme Other People.

Other People e os conflitos familiares

Dessa maneira, o filme mostra o difícil relacionamento entre pais e filhos diante da sexualidade. Pois, esse assunto ainda é um tabu e muitos pais não aceitam essa “condição” dos seus descendentes. Isso porque o relacionamento com pessoas do mesmo sexo é visto com muito preconceito.

Com a doença de Joanne, David volta para casa, mas seu relacionamento com o pai não é complicado. Já que Norman se recusa a falar sobre o assunto com o filho. Ademais, 10 anos antes, quando David se assumiu gay para a família, os pais deixaram de pagar sua faculdade.

Nesse sentido, o filme Other People mostra as atitudes como essa, quando os filhos não atingem as expectativas dos pais. Por isso, a comunidade LGBTQIA e famílias nessa mesma situação podem se identificar com os problemas retratados com a homossexualidade.

Ensinamentos do filme Other People

Portanto, Other People traz diversos ensinamentos a cerca da família. Então, podemos destacar:

  • empatia e solidariedade para cuidar de um membro enfermo;
  • compreensão sobre as escolhas;
  • respeito sobre as diferenças;
  • humildade para aceitar ajuda em momentos de fragilidade;
  • aceitação sobre a condição de que não é possível ter controle de tudo;
  • união frente uma enfermidade de um familiar;
  • resiliência para lidar com os momentos de crise;
  • chorar faz bem para lidar com as situações caóticas;
  • paciência para resolver os conflitos;
  • perdoar e liberar perdão para o bem-estar próprio;
  • fazer o que se pode em vida para evitar arrependimentos e remorsos;
  • demonstrar amor e carinho pelas pessoas à nossa volta.

Nesse sentido, este filme é essencial para todos as pessoas que compõem a família. Contudo, se você tem passado por situações semelhantes, é melhor evitá-lo a fim de prevenir possíveis gatilhos. Assim, o mesmo vale para pessoas que passaram por algumas dessas situações em um passado recente.

Sendo assim, todos nós estamos sujeitos a passar por essas tristes realidades. Por isso, este filme é tão importante para aprendemos a lidar com elas e com os nossos sentimentos frente à uma doença. Afinal, não temos controle sobre o surgimento de enfermidades.

Considerações finais sobre Other People

Neste artigo, nós trouxemos um resumo e análise do filme Other People. Então, esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a compreender a perspectiva das pessoas à sua volta. Pois, nem sempre sabemos como nossas ações impactam a vida dos nossos familiares.

Portanto, para melhorar seus relacionamentos familiares, faça nosso curso online de Constelação Familiar. Assim, você aprenderá estratégias para lidar com essas e outras situações mostradas em Other People. Por isso, não perca essa chance e inscreva-se agora!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois − 2 =