Constelação e vida diáriaConstelação Familiar

Constelação familiar: 5 princípios que crianças pequenas podem aprender

Nossos filhos, sobrinhos ou até mesmo enteados são os frutos das relações que nutrimos ao longo dos anos. Seja de forma presencial ou não, influenciamos o seu comportamento e as ações que terão enquanto estiverem vivos. Com base nisso, confira cinco princípios da Constelação familiar que podem ser ensinados para essas crianças pequenas.

Qual a meta da Constelação familiar?

Toda a criança em um lar estruturado é vista como sinônimo de amor. São as crianças pequenas, mais que nós adultos, que conseguem receber e distribuir afeto de forma gratuita e voluntária. Ainda assim, com o tempo, seja pelo amadurecimento ou não, ela começa demonstrar comportamentos erráticos que podem atrapalhar a sua vida.

O ser humano é como uma esponja, absorvendo tudo o que está ao redor de maneira consciente ou não. As crianças vão além disso, visto que estão construindo seu padrão de identidade. A ligação direta delas é com a família, principalmente os pais. Elas são o reflexo direto de como relações passadas podem afetar um ente no futuro.

Nesse contexto, a Constelação familiar visa o equilíbrio, a limpeza dessa balança emocional. Ao aplicar a terapia nos pequenos, estaremos livrando-os de padrões comportamentais que degrinem qualquer chance de sucesso que venham a ter. Assim como podem absorver impressões ruins, também podem absorver inibidores para tais características familiares.

Como funciona a Constelação e quais as aplicações possíveis para crianças pequenas?

A Constelação familiar em si é uma psicoterapia bastante dinâmica. Para dar prosseguimento a ela, algumas pessoas são selecionadas para representar a figura principal a ser tratada, seus familiares ou aspectos de personalidade e comportamento sem si. Em alguns casos, a posterior presença física da criança não é solicitada.

Os vínculos que ligam a família, tanto o presente quanto o passado, podem levar as crianças pequenas a captar padrões que não são delas. Elas irão repetir inconscientemente atos e histórias de seus antepassados, buscando uma solução para aquilo. Tal exposição a uma realidade que não é sua a desgasta física e mentalmente, descontando no exterior.

A terapia permite que esses entes tenham acesso ao campo mórfico da família, captando a sua essência. Com base nisso, terão acesso às informações ocultas do círculo familiar, como sensações, comportamentos e impressões. Dessa forma, a partir daí, é possível trabalhar o princípio da ordem e equilíbrio da criança, restaurando a sua saúde plena.

Benefícios: Constelação para crianças pequenas

A Constelação familiar pode ser um divisor de águas na vida de uma criança. Ao apresentar problemas, a terapia pode entrar em ação e mostrar o que está maculando aquele jovem. Isso dá a ela a chance de mudar e fazer novas escolhas em sua vida. Assim sendo, confira os benefícios da terapia aplicada nas crianças pequenas:

Relacionamentos

Ao entrar em conflito com situações que remetem à ruptura do seu círculo familiar, a criança tende a se mostrar mais rebelde e contrária com os entes mais próximos. A Constelação familiar, ou CF, ajuda a reorganizar a linha de harmonia entre ele e os demais envolvidos. Ela se mostrará mais sociável e receptiva à convivência afetiva.

Aprendizagem

Com o catalisador do problema nublando sua visão quase que em tempo integral, a criança facilmente encontra um desvio para aprender. A CF é capaz de devolver à criança sua capacidade de concentração, tornando-a apta a se desenvolver na escola ou em casa. Dessa forma, ela poderá superar problemas com hiperatividade ou déficit de atenção, por exemplo.

Sono

Algumas pessoas não sabem, mas dormir bem também influencia na capacidade de aprendizagem de uma pessoa. Nesse contexto, com os problemas tomando conta do seu consciente, uma criança se mostrará agitada demais para repousar. Contudo, com a causa da sua dificuldade estabilizada, ela poderá repor adequadamente suas energias, refletindo os bons ensinamentos que recebeu.

Alimentação

Crianças pequenas estão em constante descoberta enquanto crescem e isso inclui a alimentação. Sendo submetida ao estresse de seus problemas, ela se mostrará arredia e contrária à comida. Isso pode afetar gravemente o seu corpo e mente, que estão em constante estado de desenvolvimento e precisam se nutrir. Nesse contexto, vale ressaltar que estudos indicam o papel crucial dos pais nos problemas alimentares das crianças.

Ao passar pela terapia, sem preocupações maiores, ela estará mais positiva quanto a si mesma. Se permitirá, com a ajuda dos pais, a experimentar coisas novas e manter as boas que fazem parte da sua dieta.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Constelação.

    Princípios que são facilmente transmitidos a crianças pequenas

    Devemos aproveitar ao máximo o potencial da criança ao aprendizado. Quanto antes for exposta a questionamentos que sua mente pode absorver, mais rápido se desenvolverá. Sua curiosidade nata pode ser um elemento transformador enquanto crescem. Com base nisso, veja cinco princípios da CF que elas podem aprender:

    Ninguém deve ser excluído

    Por ter seguido um caminho distinto ou até ter tido um destino mais trágico, um ente familiar é excluído do sistema familiar. A CF mostra que ninguém pode ser excluído. Independente do seu papel, cada um faz parte deste fluxo e o que aconteceu já está feito.

    A família influencia

    Todo círculo familiar acaba por moldar e influenciar uma criança. De forma subjetiva, ele define o nosso caráter e comportamento à medida que crescemos. Ensine a criança a captar os aspectos bons do seu círculo familiar. Mostre o quanto isso pode ajudá-la diante de adversidades ou como irá estabilizá-la em momentos de conforto.

    Equilíbrio

    Desde cedo a criança precisa saber que cada coisa tem um valor de equivalência. Cada ação precisa ser retribuída, visto que a mesma demanda um gasto de energia física e emocional. Mostre à criança a ideia da relação entre dar e receber.

    Escolha

    Os pequenos devem saber desde cedo o que querem e precisam de verdade. É necessário ensinar a eles o exercício da escolha. Isso está atrelado também à ideia de perda, visto que ela precisa abrir mão de algo para ter outra coisa. Tal exercício também influenciará na sua capacidade de dividir seus objetos com outras pessoas.

    Respeito

    Embora não haja uma receita certa a ser seguida, desde sempre a criança deve ter como regra o respeito aos mais velhos e aos outros, incluindo os que são diferentes. O melhor jeito de motivá-la a fazer isso também é respeitando o outro. Deixe ela ver como as relações podem ser melhores quando permeadas por respeito.

    Quando ensinar a crianças pequenas os princípios da constelação familiar

    Não existe uma idade específica ao aprendizado. Desde recém-nascidas, as crianças mostram aptidão ao conhecimento. Somente depois é que mostram capacidade para absorver conceitos e ideias. Quando notar que a curiosidade delas está mais aguçada, certamente será o período correto para introduzir esses princípios nos pequenos.

    Considerações finais sobre fazer Constelação Familiar com crianças pequenas

    As crianças são o resultado das relações que nutrimos com outros familiares e nossos antepassados. Assim sendo, nossas ações e comportamentos reverberam diretamente em sua identidade. Dependendo de como isso se originou, elas mostrarão física e socialmente os resultados de nossas interações, perpetuando tais conflitos e repassando-os à frente.

    Queremos ressaltar que as crianças são essencialmente boas. Mesmo aquelas que são agitadas ou silenciosas demais, são capazes de se entregar incondicionalmente ao amor da família. O problema não são elas, mas, sim, esse laço familiar inevitavelmente defeituoso. É ele que se manifesta através dela.

    Para entender melhor o seu ciclo familiar e explicá-lo ao seu filho, por que não se inscrever em nosso curso de Constelação Clínica 100% online? Sim! Você pode ter a iniciativa de estudar o campo da sua família e alternar padrões de comportamentos que podem estar atrapalhando o desenvolvimento de crianças pequenas. Dessa forma, seu filho poderá contar com o apoio especializado e constante que receberá de você.

    2 thoughts on “Constelação familiar: 5 princípios que crianças pequenas podem aprender

    1. Já trabalho com constelação, mas este me interessou muito por trabalhar com crianças, pelo que entendi é isso? Gostaria de mais informações.

      1. Olá, Rozana, tudo bem? Gratidão por sua mensagem. O Curso aborda todas as dinâmicas da atuação do constelador: atuação presencial, à distância, com bonecos, em escolas, com crianças, com casais, em empresas e em conflitos empresariais ou judiciais. Agradecemos sua atenção, você será bem-vinda a estudar conosco. Equipe Constelação Clínica.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    treze + 4 =